Após expandir moeda de forma eletrônica para pagar dívidas, governo manda imprimir R$ 3 bi

O governo brasileiro tem expandido a moeda nos últimos anos para pagar a dívida pública (Para saber mais: acesse),  o que tem causado aumento da inflação durante o período de baixo crescimento econômico. No entanto, a expansão da moeda tem sido de forma eletrônica: o Banco Central compra títulos públicos de bancos privados no Open Market e paga a conta com dinheiro virtual (criado do nada) nas contas desses bancos. E só agora, após três anos, o governo resolveu acionar a Casa da Moeda para imprimir mais R$ 3 bilhões para repor a expansão monetária criada pelo Banco Central.

Veja o gráfico da expansão monetária criada pelo Banco Central desde 1995:

banco central

5 COMENTÁRIOS


  1. Deprecated: get_user_by_email está obsoleto desde a versão 3.3.0! Use get_user_by('email') em seu lugar. in /var/www/html/wp-includes/functions.php on line 5211
    luc

    o mesmo esquema do fredy mac. os bancos criam diheiro do nada, mas tem limitacao de manter um nivel de reservas, o mercado fracionario por lei. mas se o governo compra os titulos do bancos, essa divida sai do balancete dos bancos, e ele fica livre pra emprestar o dinheiro de novo, pois o titulo da dividaque ele deveria segurar, o gov pegou para repassar e livrou o banco desse papel. livre dele o banco nao tem nada na conta e pode emprestar de novo, mesmo pra alguem que nao pode pagar. e o chamado titulo podre, que vai sser repassado ao mercado. nesse esquema o banco nao tem limitacao de criar dinheiro e emprestar pra quem ele quiser, desde que o gov pegue otitulo da divida e repasse. varias vezes. nisso acabou a quebra dos bancos em 20008, num mercado inundado de titulos podres, mas que foram repassados ao mercado trouxa, com o aval do govdos eua, esquema que esta sendo copiado no brasil e vai gerar bolha de titulo podres


  2. Deprecated: get_user_by_email está obsoleto desde a versão 3.3.0! Use get_user_by('email') em seu lugar. in /var/www/html/wp-includes/functions.php on line 5211
    Joaquim

    Não, o dinheiro existe, só quanto mais dinheiro existe, menos ele vale


  3. Deprecated: get_user_by_email está obsoleto desde a versão 3.3.0! Use get_user_by('email') em seu lugar. in /var/www/html/wp-includes/functions.php on line 5211
    GP

    Sinceramente não entendi direito como isso funciona, seria como um dinheiro invisivel?


    • Deprecated: get_user_by_email está obsoleto desde a versão 3.3.0! Use get_user_by('email') em seu lugar. in /var/www/html/wp-includes/functions.php on line 5211
      Rodrigo

      Se entendi bem, funciona da seguinte forma: o governo compra títulos virtualmente, e para pagar, ele usa um dinheiro que não existe (é como imprimir dinheiro, só que como a transação não é física, é só alterar lá o numerzinho e fingir que tem mais do que tem.).


    • Deprecated: get_user_by_email está obsoleto desde a versão 3.3.0! Use get_user_by('email') em seu lugar. in /var/www/html/wp-includes/functions.php on line 5211
      Joao

      Em resumo o governo cria dígitos na conta pra pagar os enormes gastos que ele cria, pois tudo que ele arrecada não é suficiente pra gastança desenfreada, então ele vende notas promissórias pra pagar o que fica faltando cada mês, se endividando um pouco mais a todo instante. Quem compra esses títulos do governo não quer arriscar comprar de um governo que esta muito endividado e que tem chances de dar um calote, a não ser q paguem altos juros a eles, além do mais o próprio governo compra seus próprios títulos.. Nada mais e do que imprimir dinheiro.. Fazendo isso ele faz com que o dinheiro que esta na sua conta valha menos a cada mês, pois existem agora 3 bilhões de reais criados do nada (sem lastro) jogados na economia. Ou seja, ele retirou dinheiro de nossas contas sem nos darmos conta e quando a coisa apertar de novo lá na frente jogarão a culpa dos aumentos de preços nas costas dos comerciantes e empresários. (Como foi com Sarney e como esta sendo na Venezuela)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here