Conheça os 46 senadores que votaram a favor da regulação dos aplicativos de transportes

O Plenário do Senado aprovou hoje (31) o Projeto da Câmara dos Deputados (PLC 28/2017) que regulamenta os aplicativos de transporte particular como 99, Cabify e Uber no Brasil. Foram 46 senadores a favor e 10 contrários. Se a maioria dos senadores tivesse votado contra o projeto, ele seria vetado e arquivado no Senado.

O PLC 28/2017 foi apresentado originalmente pelo deputado Carlos Zarattini (PT-SP), escrito pelo Sindicato dos Taxistas de São Paulo e deixa claro que privilegia os taxistas.

A votação foi feita mediante acordo. Os senadores aprovaram três emendas que retiraram a necessidade de placa vermelha (emitida após aprovação das prefeituras), eliminaram a necessidade de autorização das prefeituras para que o serviço funcione nas cidades e acabaram com a proibição de uso de carros de outros proprietários (como locadoras). Dessa forma, a versão alterada ficou mais favorável aos aplicativos.

Entretanto, o projeto voltará para a Câmara dos Deputados onde foi originalmente aprovado e pode sofrer novas alterações, incluindo a retomada do projeto original, sem as emendas do Senado favoráveis aos aplicativos.

Votaram a favor do projeto:
Acir Gurgacz – PDT/RO
Aécio Neves – PSDB/MG
Airton Sandoval – PMDB/SP
Ana Amélia – PP/RS
Ângela Portela – PDT/RR
Antônio Anastasia – PSDB/MG
Armando Monteiro – PTB/PE
Benedito de Lira – PP/AL
Ciro Nogueira – PP/PI
Cristovam Buarque – PPS/DF
Dário Berger – PMDB/SC
Davi Alcolumbre – DEM/AP
Edison Lobão – PMDB/MA
Eduardo Amorim – PSDB/SE
Eduardo Lopes – PRB/RJ
Fernando Coelho – PMDB/PE
Flexa Ribeiro – PSDB/PA
Gleisi Hoffmann – PT/PR
Hélio José – PROS/DF
Humberto Costa – PT/PE
Ivo Cassol – PP/RO
João Alberto Souza – PMDB/PA
João Capiberibe – PSB/AP
Jorge Viana – PT/AC
José Agripino – DEM/RN
José Maranhão – PMDB/PB
José Pimentel – PT/CE
José Serra – PSDB/SP
Kátia Abreu – PMDB/TO
Lídice da Mata – PSB/BA
Lindbergh Farias – PT/RJ
Marta Suplicy – PMDB/SP
Otto Alencar – PSD/BA
Paulo Paim – PT/RS
Paulo Rocha – PT/PA
Raimundo Lira – PMDB/PB
Randolfe Rodrigues – REDE/AP
Roberto Requião – PMDB/PR
Roberto Rocha – PSDB/MA
Rose de Freitas – PMDB/ES
Sérgio Petecão – PSD/AC
Simone Tebet – PMDB/MS
Tasso Jereissati – PSDB/CE
Valdir Raupp – PMDB/RO
Vanessa Grazziotin – PCdoB/AM
Wellington Fagundes – PR/MT

Votaram contra o projeto:
Cássio Cunha Lima – PSDB/PB
Dalirio Beber – PSDB/SC
Fátima Bezerra – PT/RN
Lasier Martins – PSD/RS
Pedro Chaves – PSC/MS
Regina Sousa – PT/PI
Reguffe – Sem partido/DF
Ricardo Ferraço – PSDB/ES
Waldemir Moka – PMDB/MS
Wilder Morais – PP/GO

Abstenção:
Romero Jucá – PMDB/RR

Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

21 COMENTÁRIOS

  1. Engraçado que isso une os rivais! E povo ainda acredita no teatro deles de fazerem oposição um ao outro!

  2. Mesmo que o Uber seja aprovado do jeito que eles querem , logo depois vão cobrar o que querem , no início tá dando uma de boazinha pois é uma estratégia para conquistar a popularidade . Eles têm é que ficar felizes por ter a chance de poder trabalhar no Brasil , mas sem impostos , regras aí já é demais , se abrir mão pro Uber , vão ter que abrir mão para uma série de prestação de serviços que irão entrar na justiça. Temos que acabar é com a corrupção e não com as regras que regem uma sociedade.

  3. A Simone Tebet é aqui do meu Estado. Enviei mensagem no e-mail dela, fiz várias considerações, mas neste momento afirmo: ELA DEU UM TIRO NO PÉ.
    Pelo menos aqui, da minha parte, vou fazer campanha gratuita CONTRA ela. Obviamente irei olhar as decisões dos outros em relação a outras votações.
    Mas a campanha contra a Simone Tebet, da minha parte, já está garantida.

  4. A culpa é da Uber? (Reflitam)
    Constata-se que na maioria das grandes, pequenas e médias cidades brasileiras, forma-se uma estrutura politico- cartelar, onde, verdadeiros “senhores feudais”, geralmente politicos e apadrinhados, detém o monopólio das concessões das licenças para a utilização dos famosos “pontos” de táxi! Os detentores desse poder nefasto, injusto, cobram diárias absurdas para todo aquele que pretende taxiar sobre as ruas de nosso país! A cada, reajuste tarifário, a título de “proteção” ao consumidor, o taxista arca com somas vultosas para a troca do lacre do taxímetro! A aquisição de veiculos com isenção de impostos e taxas de circulação é um lenitivo para amenizar a ânsia do governo em arrecadar cada vez mais sobre a carcaça do sofrido taxista! O governo a bem da verdade faz o jogo de “morder e soprar”. Querer nivelar a Uber e outros aplicativos ao taxi convencional é retroagir a idade da pedra lascada! Mais fácil é a adequação do taxi convencional aos moldes da Uber e demais!!! O maior entrave a essa adequação a modernidade ainda são os politicos e apadrinhados que já estão sentindo o esvaziar dos seus bolsos! Tenho amigos taxistas que também trabalham com a Uber!!! E daí? O Estado paternalista, autoritário jamais poderia ingerir sobre negócios da iniciativa privada!!! Fui informado por um taxista aqui da cidade que somente um vereador aqui dentro de Uberlândia, possui cem pontos de taxi!!! Pasmem!!! Basta fazermos as contas e percebermos o rio de dinheiro que apenas esse político usufrui! Temos que acabar com a Uber ou com esses usurpadores que sugam nossas riquezas? Afinal a Uber é também uma prestadora de serviço de táxi, com uma pequena diferença: está a milhares de anos-luz a frente do taxi convencional!!! Não há o que negar!!!
    Pensem, reflitam e tirem suas conclusões!!!
    Obrigado

    • Foi uma bela explanação, mas a Uber também é semelhante aos empresários do táxi, os que não trabalham e so arrecadam, a Uber é ainda pior porque o dinheiro da arrecadação vai embora do país, temos que achar um meio termo porque são muitas famílias sofrendo com essa situação

      • “Não trabalham”. E quem gasta milhões com ações judiciais, marketing, gestão do aplicativo, atendimento ao cliente e afins?
        Não adianta igualar coisas diferentes, os únicos que ganham sem trabalhar são os parasitas que vivem de alugar alvarás de táxis. Os únicos que sofrem são aqueles que não querem concorrência, os milhões de consumidores dos aplicativos vão muito bem.

  5. falamos sempre democracia mais na realidade não passa de bando de mentirosos .cada um tem o direito de escolha de fazer oque com seu dinheiro
    porém existe um bando de sangue suga dos táxis

  6. Duas petistas votaram a favor dos aplicativos. Seria uma estratégia do partido dos infernos (PT) tentar passar a imagem de que eles tem liberdade para ir contra a agenda do partido?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here