Estado ameaça multar jardineiro que transformou ‘Lixão’ em praça

O jardineiro Luciano da Silva Torres, 27 anos, estudante de Biologia, resolveu por conta própria transformar um depósito de Lixo no conjunto F da QI 10 do Guará, Distrito Federal, em uma praça cheio de plantas medicinais. A excelente ideia que agradou moradores da região tinha tudo para dar certo, mas o jardineiro acabou sendo surpreendido com uma notificação da Administração Regional do Guará. Como não havia comunicado a Administração Regional sobre as benfeitorias, teria de tirar a plantação em um prazo de 36 horas, sob pena de pagar multa. A justificativa do Governo do Distrito Federal é que antes de qualquer intervenção é necessária a autorização das autoridades locais.

No espaço em que, há 10 anos, abrigou um campo de futebol, hoje existem várias árvores, inclusive plantas medicinais, cultivadas pelo jardineiro. “De certa maneira, quis tornar aqui um local melhor e também passar para as pessoas que não devemos deixar tudo nas mãos dos governantes, que podemos fazer algo para o nosso bem-estar”, detalhou. No cuidado diário da área, Luciano, além de plantar as espécies, pulveriza e rega as plantas. “O verde aqui antes era perdido. Faço isso porque gosto. Inclusive, alguns vizinhos têm ajudado bastante. Agora, estou em busca de mais apoio para manter o local. São vários gastos com produtos.”

Vaquinha O ILISP tem atuado contra a legalização do aborto e em defesa do direito à vida no STF. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

3 COMENTÁRIOS

  1. Nossa, sou morador do Guará e essa é uma iniciativa que deveria ser aplaudida e incentivada. Temos mais espaços abandonados que poderiam ser muito úteis a população. Triste

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here