Estudante liberal enfrenta sozinha a extrema-esquerda na UNB (Assista)

O monopólio ideológico das esquerdas em universidade pública se esgotou. Aos poucos, pessoas como Gabrielle Castelo Branco, do movimento Distrito Liberal,  tem se destacado cada vez mais na luta contra a maioria intolerante dentro das universidades. A esquerda não está sabendo lidar com a pluralidade dentro de uma instituição pública. Os esquerdistas estavam acostumados com apenas uma visão ideológica e não aceitam qualquer tipo de oposição.

Assista o vídeo e veja como a esquerda raivosa reage quando vê uma oposição ideológica dentro da universidade:

Vaquinha O ILISP tem atuado contra a legalização do aborto e em defesa do direito à vida no STF. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

22 COMENTÁRIOS

  1. Essa é a “democracia” da esquerda. E tudo, mas tudo mesmo, que está acontecendo nesse país é culpa do povo, que é omisso, que não tem coragem de enfrentar suas ideias e exigir seus direitos. Lamentável, parabéns a essa moça pela coragem de enfrentar esse bando de gente sem educação nenhuma, baixo nível total.

  2. Tenho vergonha ter estudado na UnB. E foram anos lutando por uma vaga nessa universidade cheia de lixo esquerdalha. Hoje, quero fazer uma segunda graduação aqui em Brasilia e será longe desse antro.

  3. Baderneiros e medíocres, fascistas e golpistas, não querem o dialogo, somente bagunça e opressão, por a razão tem que estar somente ao lado deles, e direito do cidadão que paga seus impostos e luta por uma educação saúde e segurança digna, tentado se formar com muito esforço. Isso tem que acabar. Vamos lutar por algo realmente digno e para todos não somente para uma minoria de baderneiros e mascarados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here