Neymar será indenizado por erros do estado

Por constranger Neymar e seus pais com a imoral divulgação dos seus dados fiscais, que não deveriam ser divulgados pela receita federal, o governo terá de pagar R$ 80 mil para o atacante por danos extrapatrimoniais e mais R$ 50 mil para os pais do atleta.

Provando o tamanho do prejuízo para a imagem do atacante, a união ainda será obrigada a pagar R$ 18 mil de honorários advocatícios e, caso novos documentos sejam divulgados, uma indenização no valor de R$ 10 mil também terá de ser paga.

O juiz Eduardo Rocha Penteado concluiu que houve a divulgação de dados sigilosos, a partir do momento em que um repórter do jornal Folha de S.Paulo exibiu para os advogados de Neymar uma cópia de uma decisão administrativa da Receita Federal que condenava o jogador do Barcelona por negócios supostamente simulados. A presunção de inocência é um princípio jurídico universal e está previsto até na verborrágica constituição federal.

Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

1 COMENTÁRIO

  1. Depois os bocós ficam perguntando “por que a Receita não divulga as falcatruas dos bandidos que se apoderaram do Estado”. Sigilo fiscal nas mãos do aparelhamento de Estado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here