Record critica pedofilia nas “artes”, Rede Globo e artistas do “342artes” (veja)

Em matéria que foi ao ar neste domingo (15) no “Domingo Espetacular”, a Rede Record fez duras críticas à exposição Queermuseu (Santander Cultural) e à performance “La Bête” (MAM-SP) – onde uma criança de cinco anos toca um homem nu com o incentivo da mãe – por incentivo à pedofilia.

A matéria ouviu diversos especialistas, incluindo dois liberais – Joel Pinheiro e Leandro Narloch – e atacou a matéria do Fantástico da Rede Globo onde as críticas às exposições foram consideradas “intolerância”. O canal paulista também criticou o “342 artes”, grupo de artistas de esquerda que realiza uma campanha “contra a censura” enquanto se cala em relação à pedofilia, incluindo a de seu líder, Caetano Veloso. Confira:

Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

4 COMENTÁRIOS

  1. Claramente se vê o quanto o entendimento desses defensores estão cegos, não há sentido em defender o indefensável. Os adultos com identidades deturpadas hoje ,se formos a raiz do problema , claramente descobrimos a real situação deles quando criança. Uma identidade deturpada na infância mostra quem são os “adultos” politicamente corretos e liberais hoje em dia.

  2. Imagino o conflito interno no Paulo Henrique Amorim. Feliz por falar mal da Globo, mas talvez irritado por falar mal da extrema-esquerda.

    • kkkkkkkkkkk Bem lembrado. Mas no final é sempre o bolso que importa, estes esquerdistas regressistas só são esquerdistas por dinheiro, duvido que passem fome por sua ideologia insana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here