Visitas ao site da Folha caem 58% e jornais perdem 20% de circulação no RS em um ano

A crise na mídia tradicional causada pela descentralização das informações trazida pela Internet segue sem fim.

Em um levantamento feito pelo ILISP com base nos dados da própria Folha de São Paulo, o número de acessos ao site do principal jornal do país caiu 58% em menos de um ano, de 475 milhões de páginas vistas em março de 2016 para 200 milhões de páginas vistas em fevereiro de 2017. O número de visitantes únicos caiu 39% no mesmo período: foram 42,6 milhões em março de 2016 contra 26,4 milhões em fevereiro de 2017.

Os números do Instituto Verificador de Comunicação (IVC) nos últimos meses foram igualmente desfavoráveis para os jornais gaúchos. A circulação dos dez jornais do Rio Grande do Sul auditados pelo instituto caiu em média 20,7% na comparação entre dezembro de 2015 e dezembro de 2016, com a maior queda sendo do Diário de Canoas (31,8%). A queda na circulação impressa foi omitida pelos jornais da região e o maior deles, o Zero Hora, chegou a publicar matéria mascarando a informação ao somá-la com a circulação digital.

Tiragem de todos os jornais gaúchos apresentou queda em 2016. Fontes: IVC e Observatório da Imprensa
Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

2 COMENTÁRIOS

  1. Honestamente, tem papel bem mais barato pra forrar gaiola de passarinho, pro miquitório de cachorro e gato, pra embalar mudança, etc.

    Não sei pra que comprar esse lixo de jornal que praticamente te chama de otário.

  2. kkkk Bando de burricos, quem vai ficar indo em um site, que barra vc de ler e divulgar o conteúdo, como se fosse a última cocada do tabuleiro ??? pra ler lá no site deles, vc tem que se cadastrar ou assinar….quero mais que eles enfiem bem enroladinho a matéria deles onde couber…raiva quando o compartilhamento é o link desse jornal….kkkkkkkkkkkkkkk

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here