Bruno Gagliasso e a hipocrisia dos “tolerantes” que odeiam quem pensa diferente

Não há dia em que algum ator da Rede Globo não apareça se manifestando contra o “golpe”, contra Temer, contra o capitalismo, contra o preconceito, contra o racismo, contra o machismo e contra a homofobia, e em favor dos pichadores, da Cracolândia, dos delinquentes, dos presidiários e, claro, de Lula.

No último sábado (03), Bruno Gagliasso se retirou de um evento esportivo porque nele também se encontrava, entre outras 20 mil pessoas, o deputado Jair Bolsonaro. Foi a forma dele protestar contra a direita. Uau!

O gesto do ator tornou evidente uma antiga realidade: os socialistas não aguentam mais viver num mundo onde existam pessoas que pensam diferente deles.

Diante disso, não seria a hora dos artistas socialistas liderarem uma grande e decisiva revolução?

Num mundo onde Trump está destruindo o planeta Terra, onde Temer está acabando com o maravilhoso legado de Lula e Dilma e onde Doria está promovendo o genocídio dos grafiteiros e viciados em crack, torna-se urgente que os artistas “globais” convertam a fama e o dinheiro que conquistaram num projeto que poderia revolucionar nossa civilização.

Abaixo, segue uma lista de ações que eles poderiam promover:

1 – Rescindir seus contratos com a emissora e com seus patrocinadores capitalistas;

2 – Vender seus apartamentos descolados e todos os outros imóveis que acumularam ao longo de suas carreiras;

3 – Promover uma campanha para que seus fãs façam o mesmo;

4 – Realizar shows e peças de teatro nas favelas para convidar a classe trabalhadora a se juntar a eles num grande e maravilhoso projeto: construir uma sociedade livre do individualismo, da exploração e da ganância, onde a coisa mais importante seja o amor, não o dinheiro;

5 – Com o dinheiro arrecadado, comprar uma imensa área de floresta e nela fundar uma sociedade autossuficiente, livre de produtos industrializados, livre de armas, de automóveis, de televisão, de dinheiro, de roupinhas de grife, de muros e de preconceitos;

6 – Para viver nesta sociedade, poderiam convidar todos os “excluídos pelo capitalismo”: a população carcerária formada por ladrões, assassinos e estupradores seria acolhida com todo amor e compreensão. A Cracolândia seria bem-vinda;

7 – Em vez de alimentar a ditadura “cristã-islamofóbica”, poderiam promover a convivência pacífica entre muçulmanos e umbandistas;

8 – Em vez de escolas burguesas com coisas chatas como português e matemática, poderiam oferecer uma educação focada em aulas de teatro, capoeira, rap, maracatu, grafite, papel marche, sexo e cultura dos povos africanos e latinos-americanos.

Creio que dentre as “centenas de milhares de pessoas” que se interessariam em integrar essa nova sociedade – vide o público das manifestações promovidas por UNE, CUT, PT, MST e PCdoB −, há um grande número de engenheiros e cientistas que, sem visar o lucro, iriam promover a mais espetacular revolução tecnológica já vista, desenvolvendo e disponibilizando produtos de grande qualidade, 100% ecológicos, que tornariam essa sociedade feliz, harmônica e autossustentável.

O que impede os artistas da esquerda de começar essa revolução?

O que impede Bruno Gagliasso de empenhar sua fama e seu talento empresarial na construção de um mundo onde não existam pessoas como Jair Bolsonaro?

Enquanto não fazem eles mesmos o que cobram que os outros façam, só nos cabe dizer que são hipócritas que criticam o capitalismo enquanto usufruem dele e cretinos que dão faniquito contra a “direita” enquanto adulam ditaduras e políticos corruptos da esquerda.

Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

40 COMENTÁRIOS

  1. Ô retardado. Ele não odeia o Bolsonaro porque pensa diferente. Ele tem uma filha negra, africana e assistiu o mesmo dizer numa palestra, palavras ofensivas aos negros.

  2. Só um comentário a respeito do item 8. No mundo maravilhoso dos esquerdistas não existirão aulas, pois isso é algo arcaico e uma imposição de poder do prodessor sobre o aluno. No mundo dos esquerdistas existirão “oficinas culturais”, onde os alunos não são obrigados a se submeter à figura autoritária do professor.

  3. Enfim um artigo do ILISP que fala de algum tema que cita o nome Bolsonaro, sem tentar desqualifica-lo.

  4. Dizer que o Bruno é de esquerda por não querer se misturar com racistas foi o fim da picada. Vai procurar entender um pouco mais da vida antes de sair falando tanta merda.

    • É que cabe ao acusador o onus da prova. Ninguem ainda soube justificar porque o Bolsonaro seria racista.

    • Obrigada por ser a única pessoa sã nesse post. Comunista, capitalista ou anarquista – ninguém deveria defender um sujeito que prega o ódio e a volta da ditadura militar, como o Bolsonaro.

  5. Fodam-se eles todos… estão cada vez mais isolados… ultrapassados… lixo…
    O melhor, é ignorá-los.
    Deixemos estes decrépitos falando apenas com eles mesmos, enquanto nós tocamos a vida.

  6. Por detrás de toda essa coisa gosmenta, esquisita, insensata, obtusa e estranhamente louca, há uma única fonte, um único comando que se movimenta por toda sociedade, por qualquer evento que lhes pareça uma oportunidade de contrapor, não importa o quê, nem onde, nem como, nem porque, simplesmente contrapor, tornar tudo pelo avesso, mascarar a verdade, torná-la confusa, solitária e suja. Este movimento se chama MARXISMO GRAMSCINIANO CULTURAL, ou seja, COMUNISMO. Tudo em que acreditamos no ocidente precisa ser destruído: família, religião, propriedade, empreendedorismo, etc. Não haverá tréguas, nenhuma ação que seja positiva, mas contra os interesses dos comunistas serão toleradas e devem ser combatidas sob qualquer pretexto. Nossa sociedade precisa estar atenta e precavida, porque isto não vai ter fim até que eles tomem o poder de volta ou caminhemos para a guerra civil, uma vez que as FFAA estão dormindo em berço esplêndido esperando que não mexam em suas aposentadorias. ESTAMOS EM UMA GUERRA FRIA CONTRA OS COMUNISTAS BRASILEIROS.

    • ANTONIO….estudo numa faculdade de humanas….velho, a doutrinacao acontece de forma escancarada, sem argumentos logicos, e os adolescentes ficam com a pulga atras da orelha, sem saber pra onde ir…..é feito de forma tao incisiva e concreta, que parece solido como rocha…..Falam do “genio” Paulo Freire, como se o cara fosse o descobridor da relatividade…..os livros do cara sao impossiveis de ler, de tao ruins, vazios, repetitivos….o caminho é longo ainda até extirparmos esse cancer chamado PT, Lula, Dilma, e tambem para reverter o ensino nas nossas universidades, sem duvida, berço do comunismo no Brasil e da divulgacao da doutrina malefica……parabens pelo post….

  7. E o presidente dos EUA talvez esteja no rumo que muitos podem considerar errado, mas ainda não está 100% provado que ele esteja errado! Quem sabe ele não tenha alguma ideia melhor do que os ambientalistas querem promover?

  8. Só faltou vc pedir para ele também “socializar” o hotal de luxo que tem em Fernando de Noronha …
    Já pensou os “manos” da CUT se regojizando por lá?
    (mas os ralés, não a diretoria de rolex de ouro)

  9. talvez Lula não tenha deixado legado algum e Dória não esteja promovendo nenhum genocídio. Disto eu discordo. Acho que não é bem assim

  10. Adoreia sua matéria João Paulo!…Bem Colocado a Postura destes.
    Fica lembrado também k NADA OS IMPEDEM DE FAZWEREM DOAÇÕES EM $ prá COMUNIDADES CARENTES ASSIM COMO TOCAR PROJETOS ASSISTENCIAIS em Part/Time
    Obrigada

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here