Home Artigos Mentir é Fantástico: a manipulação “jornalística” da Globo no caso “cura gay”

Mentir é Fantástico: a manipulação “jornalística” da Globo no caso “cura gay”

É vergonhoso o nível do “jornalismo” praticado pela Rede Globo em seu Fantástico – O Show da Vida´.

Em uma matéria sobre a liminar que “autoriza a cura gay” – o programa convenientemente ignorou a ata e a nota do juiz onde ele afirma que *homossexualidade não é doença*, mas que a decisão estava baseada na liberdade profissional – o programa da Globo entrevistou CINCO pessoas contrárias a liminar: uma pessoa com uma história pessoal, o presidente da Conselho Federal de Psicologia (CFP), um psiquiatra, o Dráuzio Varella (claro!) e um “jurista”.

Quem o programa foi ouvir do outro lado? Só a autora da ação, cuja edição do programa deixou claro o motivo pelo qual ela fez bem em não falar: a ideia era justamente deturpar o que a autora falaria para encaixar na narrativa do programa.

A Globo mencionou que psicólogo faz apenas terapia e não “cura” (o que é reservado aos médicos)? Claro que não, pelo contrário, ouviu dois médicos na matéria para reforçar a narrativa de que se trata de “cura pro homossexualismo”. Apresentou o charlatanismo do presidente do CFP, que apoia Maduro, ou de “especialistas” ligados ao Conselho que sugerem que o capitalismo gera suicídios? Também não. Entretanto, apresentou a “matéria” como “cura gay é charlatanismo”, em mais um exemplo de “imparcialidade” do programa.

Você pode ser contra a tal terapia e acreditar que ela não funciona – eu, leigo, acredito que não funciona, o que não significa que não defenda a liberdade para quem quiser buscá-la – mas daí a fazer uma reportagem canalha e claramente manipuladora vai uma longa distância.

O que precisamos curar mesmo é a sem-vergonhice “jornalística” da principal televisão do país.

37 COMMENTS

  1. Se esse juiz não se mexer e fizer algo a respeito será a maior campanha de character assassination contra ele. As atas estão aí, a mídia é que não lê de proposito.

  2. Que lixo foi esse. Totalmente tendenciosa em favor da agenda ativista LGBT… A ceribelli foi muito “amadora” pra não dizer canalha 1000 vezes

  3. Bem, estou boicotando a Globo, pois estou me sentindo enganada, manipulada, e menos inteligente ao assistir esta emissora. Tem fontes mais seguras de informação no Brasil…

  4. Esse juiz tem um problema de dissonância cognitiva, se ele fala que homossexualidade não é doença, por que ele se intromete na relação dos psicólogos com o seu conselho? Se a pessoa quiser praticar charlatanismo que não diga que é credenciado pelo CRP. O que foi julgado não foi direito de um homossexual ter o direito ao atendimento de psicologo. Se alguém souber sobre falcatruas envolvendo supostos psicólogos curandeiros que denuncie a conselho regional de psicologia de sua cidade.

  5. Reorientação sexual pra mim é a mesma coisa de cura gay. Pra que tratar um gay sendo que não existe comprovação científica que ninguém mudou a orientação sexual? As pessoas que antes se subetiam as terapias de reversão sexual sofreram com depressão e suicidio.

    Parece mais que vocês querem que gays cometem suicidio com esse tratamento.

    • Reorientação sexual para hétero virar gay, segundo sua postagem, seria também tentativa para heteros se matar??

    • Matheus, não existe comprovação de que a pessoa nasce gay, esse discurso para apelar para ciência é furada! NENHUM cientista do mundo comprovou essa teoria. Portanto, um cara vai a um psicólogo para ouvir que ele pode ser gay sim que não é problema (sem comprovação cientifica) e não pode também ao contrário??? Lógico que ser hetero não precisa de ciencia para provar que é normal! AHAHAAHAH

      • Existe uma corrente inteira que dizem o oposto do que você afirma. Aliás, os estudos científicos pairam entre questões genéticas e de meio, todas tratando a homossexualidade como algo normal — inclusive é comportamento observado em diversas espécies de animais.

        Logo, o fato de você desconhecer sobre a realidade cientifica não torna algo sem embasamento científico. Homofobia e ciência não combinam: fica a dica!

        • A orientação sexual egodistônica – quando o indivíduo está ciente de sua orientação sexual e deseja uma diferente por causa de transtornos psicológicos e comportamentais associados – é um distúrbio mental previsto na Classificação Internacional de Doenças (CID) da OMS até hoje (CID10 F66.1).

          • Marcelo, isto não tem a ver com o assunto tratado — tanto que não é abordado na decisão judicial. Falo disto:

            http://www.ib.usp.br/biologia/projetosemear/estanodna/sexualidade.html

            Sinceramente, não entendo o motivo de insistir tanto nesse negócio de reorientação sexual. Só porque a esquerda está contra a decisão? Isto é bobeira! A resolução é de 1999, ou seja, nem é desse presidente do CFP atual — que é de esquerda. Quem dirá a OMS e a APA. Algo que não vai se sustentar judicialmente, que não tem embasamento científico (ao contrário, a APA já apontou os graves problemas ocasionados pela reorientação sexual), que sequer é causa liberal… só vai conseguir antipatia pelo liberalismo, em nome de um conservadorismo capenga — que só estão usando o liberalismo para buscar o poder.

          • Quem está querendo fiscalizar o tratamento alheio não somos nós, Igor. Liberalismo é liberdade, incluindo para as pessoas procurarem o tratamento que você discorda.

        • Não, Igor. É justamente esse o problema. Comportamento homossexual não é normal. Trata-se de uma anomalia, um distúrbio. Seja entre humanos ou entre animais. Ocorre, é relativamente comum, mas não é normal.
          O instinto mais forte entre todos os seres vivos é o da preservação da espécie. Nas espécies em que a reprodução é sexuada a única maneira de se preservá-las é cruzando machos com fêmeas. Sexo entre machos e machos ou entre fêmeas e fêmeas não permite a reprodução. Por consequência, não permite a preservação da espécie.
          Em se generalizando o comportamento homossexual entre indivíduos de uma espécie ela está condenada a extinção.
          Homossexuais merecem respeito e não devem ser discriminados sob pretexto algum. Mas, não se pode vender a noção de que essa é uma opção normal.

    • Matheus, como já foi exaustivamente dito, a terapia não propõem mudar a orientação sexual de um gay ou de um hétero. Pelo contrário.

      Se alguém está em dúvida sobre que caminho seguir, qual o problema em buscar ajuda?

      Ponto!

      O resto é mi-mi-mi!

    • A idéia não é uma terapia de “reversão sexual” como você e a esquerda tentam vender. A ideia é oferecer a quem tem dúvidas sobre sua opção sexual ajuda para encontrar um caminho para seguir, seja ele qual for.

  6. Qual é o instrumento jurídico que obrigue ao Fantástico apresentar o outro lado não ouvido na matéria?
    É possível, não?

  7. Vocês são liberais ou são de extrema direita? Que isso? É óbvio que o juiz cometeu um erro grave ao não se atentar a uma recomendação da OMS…Não interessa a parte técnica o juiz errou e errou feio ou vcs acham que o juiz sabe mais de psicologia e psiquiatria que a OMS? Não interessa o direito de exercer a profissão se isso fere uma recomendação da OMS…Estou decepcionado com o ilisp pela opinião….

    • Simples: o sujeito está em dúvida sobre que caminho seguir. Qual o problema em buscar uma orientação?
      Não entendo tanta celeuma por causa de algo tão simples.
      Ninguém falou em tentar mudar a opção sexual das pessoas. Aliás, quem vem estimulando descaradamente esse tipo de prática é exatamente a esquerda.

  8. O homossexualismo foi considerado patologia até a década de 90. Constava no CID. Após a atuação massiva dos ativistas LGBT, houve a retirada da condição do CID e o cerceamento de pesquisas sobre a questão. Ora, se a ciência tudo pode pesquisar, ninguém questionará essa censura (e aqui se trata de censura sim) às investigações sobre o homossexualismo? Ocorre que existem sim casos de reversão, já li em livros, mas em face da histeria existente nem mesmo ouso mencionar, pois é capaz de uma horda comparecer em massa no local onde as pessoas são ajudadas. Mundo sinistro esse.

    • Só tem um pequeno detalhe nisto tudo: é mentira que pesquisas científicas sobre a homossexualidade estavam proibidas. Nunca ocorreu isto! A autora da ação busca retomar o oferecimento de “reorientação da sexualidade”, que, ao contrário do que você afirma, não há teoria científica comprovando que isto realmente exista — na maioria dos casos, retorna-se a auto-repressão, gerando até mesmo assexualidade e depressão grave.

      • A orientação sexual egodistônica – quando o indivíduo está ciente de sua orientação sexual e deseja uma diferente por causa de transtornos psicológicos e comportamentais associados – é um distúrbio mental previsto na Classificação Internacional de Doenças (CID) da OMS até hoje (CID10 F66.1).

        E sim, tanto pesquisas quanto tratamentos estavam proibidos, tanto que o CFP baniu cinco psicólogos por causa disso.

        • Quais psicólogos estavam banidos por fazer pesquisas científicas sobre a homossexualidade, Marcelo? Que eu sei, o que justificou a ação foi o impedimento da reorientação sexual, que era oferecida por uma das autoras da ação que, no caso, sofreu pena de censura pública — caso não saiba, é uma exposição pública de que ela não pode fazer aquilo.

          Em tempo: agradeço por apontar justamente o erro de quem defende a “terapia” da reorientação sexual, visto que quem está ciente de sua orientação sexual e busca querer mudar está diante de uma patologia, onde o profissional deve combater o motivo de querer mudar, e não levar a cabo a patologia!

          • Se há um distúrbio, não vejo motivo pelo qual as pesquisas e os tratamentos dele devem ser censurados só porque você quer.

          • Marcelo, o distúrbio é justamente na questão da reorientação, ou seja, uma pessoa com orientação sexual consciente querer mudar a orientação (reorientação) graças a um problema psicológico. O psicólogo que faz a reorientação está agravando o distúrbio, ao invés de tratá-lo. É o mesmo que incentivar alguém com pensamentos suicidas a se suicidar… non-sente!

            Ah, e vamos manter o nível da discussão, pois não é “porque eu quero”, pois são as autoridades no assunto quem definiram isto com base científica. Você quem está inventando coisas por birra, defendendo o oba-oba (que nada tem a ver com liberalismo)…

        • Os conselhos de psicologia americano APA e brasileiro estão também expostos a tendências políticas e isso tem inviabilizado trabalhos de pesquisa e também apresentam pesquisas sem os procedimentos científicos para reforçar o que ideologicamente optaram. Sobre isso já há denúncias inclusive de ex membros da APA . Sugiro leituras .

  9. No meu ver o juiz apenas autorizou. Isso não significa que os homossexuais terão a obrigação de “se tratarem”. O Juiz não diz que é doença. Ele dá oportunidade para que, caso haja interesse em alguem tentar a alternativa, possa fazer tranquilamente. Mas se não for o seu caso, relaxa… nada muda pra vc.
    O povinho que gosta de pelo em ovo viu… enquanto isso vamos limpando a merda das nossas cabeças.. pois lá no congresso eles não estão nem ligando pra isso.

      • Ah, ok. Aí, se a tal “reorientação” for proibida está garantido que não vai ter nenhum pai metendo a porrada no filho. Sei…

        • Vai, como já existe. A diferença é que não vai ter psicólogo para fazer a vontade do pai de maneira lícita…

  10. a globo é uma emissora a serviço do anti cristo, do diabo.
    ele é o governo da globo.
    satanas rege as atividades da rede globo

  11. ‘O que precisamos curar mesmo é a sem-vergonhice “jornalística” da principal televisão do país.’, concordo plenamente!
    Onde está os “princípios editoriais” dessa emissora que divulgou alguns anos atrás, que prometia ser imparcial e ouvir dois ou mais lados? Não tem!
    É no mínimo suspeito e criminosa em uma rede de televisão acusada de ser manipulista pela esquerda e a Record há anos e só foi cair o PT no poder mostrar seu lado: ser contra a qualquer ameaça ao “estabeleciment” (político, social, entre outros) junto com a… esquerda e a Record!

  12. Em 1999, parei de assistir ao Fantástico por achar o programa uma porcaria, com pautas fúteis e angulações questionáveis em temas sérios. Em 2010, mais ou menos, tentei assistir ao dominical noturno da Rede Globo e não consegui. Estava muito pior! Esse programa chulé faz uma pessoa minimamente inteligente e católica se retorcer de desgosto no sofá. A Globo é a emissora mais parasita do Brasil, ofende ostensivamente o brasileiro ao impor agendas políticas e culturais estranhas a seus anseios, e ao dar voz às pessoas mais podres da intelligentsia nos vários segmentos. Se houvesse alguém de valor na política para assumir a Presidência, cassaria imediatamente a concessão dessa emissora lesa-pátria! Que Nossa Senhora de Fátima nos proteja de tanta podridão dessa elite igualitarista, pauperista e gayzista que temos de suportar!

  13. Os conselhos de psicologia americano APA e brasileiro estão também expostos a tendências políticas e isso tem inviabilizado trabalhos de pesquisa. Sobre isso já há denúncias inclusive de ex membros da APA. Sugiro leituras.
    Sobre a psicologa, nada melhor que ler o outro lado da moeda…. qual a posição dela? Visitei sua página e sinceramente acho que a estão desmoralizando.
    Vale ler posições contrárias …. http://psicologarozangelajustino.blogspot.com.br/

    • Os conselhos de psicologia americano APA e brasileiro estão também expostos a tendências políticas e isso tem inviabilizado trabalhos de pesquisa

      Prove!

      Porque falácia por falácia, eu também posso dizer que você e a psicóloga em questão estão movidos por tendências políticas e psicólogas, sendo que o site dela dá até abertura para isto.

      No mais, “ler o outro lado da moeda” em ciência se chama revisão por pares! Não é ler um blog… sugiro estudos sobre como funciona o método científico (e verá que está se baseando em bobagens).

  14. Não tem o que pesquisar.
    Se homossexualidade não é doença, pq alguém buscaria a reversão? Pressão social. Esse juiz deve ter recebido alguma pressão para poder justificar sua decisão. O Igor está correto. Sabe oq vai acontecer? Essa igrejas que não toleram homossexuais vão viver espalhando por aí que seus fiéis só vão alcançar a graça divina (ou qquer outra fortuna que a igreja ofereça) se se “curar”. Aí, vão a algum psicólogo indicado por eles que vai fazer um tratamento, sim. Meu deus! Coitada dessa pessoa. Além de não poder assumir sua sexualidade em paz ainda vai ter que se tratar pq um juiz acha que pesquisas devam ser feitas.

    • Olhe o CID 10 F 66.1. É isso o que os psicólogos desejam ajudar com terapia – o que é diferente de “curar”, quem “cura” é médico – e cada um deve ser livre sim para buscar o psicólogo ou não. Liberdade é isto.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here