Michel Temer foi eleito pelo voto popular. E quem o elegeu foi você, esquerdista

Logo após a decisão do PMDB de sair do governo Dilma, no começo de 2016, começou a surgir nas redes sociais e na GoebbelsNews, na voz de Cristiana Lôbo – uma das repórteres mais tendenciosas que já tive o desprazer de assistir – a história de que “se houver impeachment, o PMDB chegará ao poder sem o voto popular” ou mesmo que “o PMDB está enxergando a oportunidade de chegar ao poder sem encarar as urnas”.

Caro esquerdista, tenho algo para te lembrar: Temer foi eleito e quem o elegeu foi você. Ao fazer parte do volume de 54.501.118 votos dados à Dilma Rousseff, você também deu 54.501.118 votos a Michel Temer. E você sequer possui a desculpa de que “não sabia”, já que a foto e nome de Temer estavam na tela de votação, logo abaixo do nome e foto de Dilma Rousseff.

Sim, caro eleitor da Dilma, você também elegeu Temer
Sim, caro eleitor da Dilma, você também elegeu Temer

Caso ainda possua dúvidas, você pode consultar o Artigo n° 77 da Constituição Federal, o qual diz em seu caput: A eleição do Presidente e do Vice-Presidente da República realizar-se-á, simultaneamente, no primeiro domingo de outubro, em primeiro turno, e no último domingo de outubro, em segundo turno, se houver, do ano anterior ao do término do mandato presidencial vigente”. E é completado pelo parágrafo primeiro, que diz: A eleição do Presidente da República importará a do Vice-Presidente com ele registrado.

Temer, aliás, não foi escolhido para ser vice-presidente da República – em uma coalizão com o Partido dos Trabalhadores (PT) que a esquerda tanto defende – apenas por ter um rostinho bonito (cof cof cof) ou porque o partido socialista vermelho queria ter um logo amarelo nos santinhos da campanha para não deixá-los totalmente vermelhos. O PMDB foi um dos principais responsáveis pela eleição (e posterior reeleição) da própria Dilma Rousseff, na medida em que é o partido que possui, disparado, a maior capilaridade no país – foram 1024 prefeitos eleitos pelo PMDB em 2012, contra 702 do PSDB, 635 do PT, 497 do PSD e 469 do PP. Tendo a máquina pmdbista ao seu lado, o PT pode fazer campanha em todos os cantos do país tendo como base os prefeitos do PMDB, o que certamente foi um dos fatores determinantes para Dilma Rousseff ter sido eleita em 2010 e posteriormente reeleita em 2014.

Ao sair do governo de Dilma Rousseff, o PMDB não apenas acreditava que haveria impeachment – o que realmente ocorreu – como que seria capaz de aumentar seu poder nos municípios rumo a 2018. Com a delação premiada da JBS que implica Temer  diretamente, todo esse panorama mudou, e hoje o mais provável é que o Congresso siga a Constituição e eleja indiretamente um presidente para um mandato tampão até as próximas eleições diretas, em outubro de 2018.

Independente do que irá acontecer, lembre-se, esquerdista: quem elegeu Dilma – tirada do poder por fraude fiscal – e Temer – a ser tirado do poder por corrupção – foi você.

Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

50 COMENTÁRIOS

  1. É muita ignorância dizer que quem votou na Dilma, votou em Temer intencionalmente. Mais ainda, é dizer que para não levar o agregado junto, bastaria deixar de votar na candidata de preferência e votar em um outro qualquer. Uma troca de finalidades absurda. E por fim, mesmo sabendo que o Temer seria vice, ninguém imaginava que um dia a Dilma receberia um golpe.

    • É óbvio que votou intencionalmente, ele não apenas participou da campanha como aparecia na mesma tela em que Dilma aparecia. Ignorância é afirmar o contrário.

      • Cara, como vc é ignorante, explica ai já que vc é esperto, como se vota no candidato por quem se tem afinidade e se acredito ser bom e não se tem nenhum outro preferido e deixa o vice de fora. Ignorante é a pessoa não aceitar que a dilma foi eleita e que as pessoas que votaram nela não votaram no temer, não tem como deixar o temer de fora. Regra criada por eles para manter pelo menos meio poder.

  2. bhâ tchê! O Brasil precisa de oração! Enquanto uns e outros ficam a discutir pela internete por política, outros tentam tirar nosso Pais do buraco. Parabéns pelas suas palavras certas e corretas. Ricardo Paulo da Silva.

    Ass. Beta

  3. Olhando os comentários, é como diz aquele ditado: Discutir com um esquerdista é como jogar xadrez com um pombo… rsrs

  4. ENTÃO QUEM VOTOU NO AÉCIO (NETINHO CHORÃO) TAMBÉM VOTO NO ALUISIO NUNES???? Conhecem alguém que votou no Aluisio nunes??? Só para relçembrar quem é : Aloysio Nunes começou a militância política em 1963,. Logo depois do golpe militar de 1964, filiou-se ao Partido Comunista Brasileiro (PCB), <<>> e TEM MAIS…….. ingressou na Ação Libertadora Nacional (ALN), organização guerrilheira liderada por Carlos Marighella e Joaquim Câmara Ferreira <<>>> Foi motorista e guarda-costas de Marighella…. <<>> Em agosto de 1968, participou do assalto ao trem pagador da antiga Estrada de Ferro Santos-Jundiaí. <<<>>>> Em outubro do mesmo ano, participou do assalto ao carro-pagador da Massey-Ferguson interceptando o veículo na praça Benedito Calixto, no bairro paulistano de Pinheiros.[5][6][7][8] <<>> Pretendia realizar um treinamento de guerrilha em Cuba <<>>> FUGIO DO PAIS COM PASSAPORTE FALSO….E QUANDO VOLTOU…. filiou-se ao Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) <<<>>>>> DEPOIS NO PSDBosta foi envolvimento com acusações de corrupção e formação de cartel nas obras do metrô de São Paulo…. Em 2015, durante o interrogatório de investigações da Operação Lava Jato, em seu depoimento, o empresário Ricardo Pessoa, afirmou que fez doação para vários partidos e políticos, entre as doações, quinhentos mil reais teria ido para Aloysio Nunes.[20] FONTE WIKIPEDIA QUEM QUISERR SABER MAIS É SÓ LER LA…….. https://pt.wikipedia.org/wiki/Aloysio_Nunes

  5. Meu caro “direitista”, antes de criticar devemos olhar para nosso o próprio rabo e apresentar um plano melhor, se vc diz ter a consciência tranquila por não ter votado na Dilma/Temer, que sendo golpe ou não, a culpa é dos “esquerdistas” que os botaram lá, LEMBRE-SE bem que vc (por dedução) votou no Aécio/Aloysio Nunes (ambos envoltos à escândalos de corrupção, muito antes da lava jato, esta que, muito provavelmente, não existiria quando sua escolha para presidente e vice são personagens envolvidos nos respectivos escândalos), o que torna seus argumentos, no mínimo, incoerentes e hipócritas. Quando a maioria votou na chapa Dilma – Temer estava votando em um plano de governo mais do que em pessoas! E esse plano de governo apresentado pelo PMDB é bem distante do que o votado por 54.000.000 de pessoas! Então não me venha dizer que eu votei nisso, eu nunca votaria nesse retrocesso histórico! Vc não está isento de culpa alguma, apenas foi poupado de ver seu governo tendo um Presidente com motivos comprovados e unânimes para a sua destituição.

    • Vem cá, primeiro, liberais não são de direita então você já deveria se fechar ai e parar de falar groselha, segundo, não é pq não votou na chapa Dilma/Temer (votou em um, votou nos dois e sabia muito bem que caso acontecesse algo com o mandato daquela pilantra, o Temer assumiria, se não sabe isso, deveria dedicar tempo estudando o código eleitoral e a constituição do seu próprio país antes de falar merda na internet) que votou na chapa Aécio.
      Para de falar groselha e use melhor o seu tempo, como por exemplo, estudando sua constituição

    • O “plano de governo” (na verdade, projeto de poder) incluía a possibilidade do PMDB no poder, e toda sua história daria noção do que poderia ser com Temer no poder. Quem votou na chapa personificando Dilma não teve capacidade crítica para isto. Pura ignorância política.

      E Temer (falando agora em 2018) só rompeu basicamente com o governo da Dilma no campo econômico, quando adotou medidas ortodoxas e largou a heterodoxia econômica de lado. No mais, no máximo podemos falar da pequena reforma trabalhista, que foi um tímido avanço.

      Por fim, acho engraçado essa coisa de comparar com Aécio, como se a chapa dele fosse a invocação do mal e seu governo fosse ser pior que o de Dilma. Primeiro que se for comparar a corrupção dele com a do PT, a do Aécio é fichinha! O PT sistematizou e canalizou a corrupção ao seu projeto de poder, algo muito mais grandioso do que Aécio fez. Segundo que ninguém faz defesa do Aécio como a esquerda faz de Lula e de todos os corruptos da esquerda. E terceiro que os votos no Aécio foram puramente estratégicos, justamente com a esperança de evitar a crise econômica e a recessão causada pelo PT no poder. Afinal, não havia uma opção liberal nas eleições de 2014.

  6. NOSSA QUANTA IGNORÂNCIA DESSA MATÉRIA.

    Na foto postada pela própria matéria pode se observar bem claramente DILMA PRESIDENTE Temer “VICE”.

    Ou seja, ela foi eleito pra ser VICE e não para dar uma rasteira covarde na presidente e na nação com a unica intenção de fugir da cadeia e também salvar seus comparsas. SERÁ QUE É TÃO DIFÍCIL DE ENTENDER ISSO?

    • Se você não leu a parte da Constituição onde diz que o vice assume caso o(a) presidente seja impedido, não é culpa nossa.

  7. Ao invés do Brasileiro se unir nesse período difícil de crise, onde o maior caso de corrupção do Brasil afundou esse nosso país, olha só o que acontece!?! Olha como o Povo Brasileiro age perante essa crise!?!

    Pessoas se agredindo, xingando e ofendendo umas às outras nas redes sociais, defendendo A ou B, e para que? Defender políticos corruptos, defender um partido que não tem mais credibilidade de governar !?!

    PT, Lula e Dilma, como diz o velho ditado, “foi bom enquanto durou”. Já deu!?! Chega de mentiras e hipocrisia.

    Penso assim, aqui é “BRASIL”… um país de enormes desigualdades sociais e cheio de Políticos Corruptos que só pensam em enriquecer. Exemplo disso, é o Caso da Petrobras e da Lava Jato.

    Por causa desses Ladrões nunca seremos uma sociedade completa, nunca teremos nossos diretos garantidos como cidadão.

    Nunca teremos um transporte público eficiente, nunca teremos um sistema de saúde que funcione, nunca estaremos totalmente seguros, nunca vamos deixar de pagar os impostos mais caros do mundo, nunca vamos pagar um preço justo na compra de um carro, de uma casa ou de qualquer outro bem.

    E não… eu não sou pessimista, isso é apenas um fato… isso é uma realidade.

    Existem poucas coisas nesse mundo, que vale a pena você brigar e lutar, e política meus amigos, com certeza não é uma delas.

    Por isso, parei, parei de ficar postando, curtindo e compartilhando coisas sobre política.

    Só tenho uma certeza, infelizmente, o Brasil nunca será um País de Primeiro Mundo.

  8. As coalizões de partidos não são uma invenção brasileira. A sustentabilidade política dos governos é o que elas preconizam. Vice presidente não é votado. Escolhemos o presidente e levamos o vice de brinde (que brinde!), em nome dessas tais colisões. Temer era “limpinho” quando candidatou-se. Desconfiava-se dele, mas só soubemos do seu caráter e do seu envolvimento cm falcatruas, há pouco tempo. O que o vice revelou à nação em termos de caráter ao desembarcar do governo e o que foi descoberto sobre o envolvimento de com falcatruas, é recente. Não seja simplista, os panfletários existem em ambos os lados, principalmente em seus extremos, ou você acha que que a Globo, com apresentadores vibrando com o avanço do processo impeachment, debochando e dando pulinhos não é um gigantesco panfleto? Você, que se apresenta como tradutor, acredito que de línguas, talvez não esteja traduzindo de forma adequada o atual momento político. Canja de galinha e uns livros de história nunca fizeram mal a ninguém, quanto mais em tempos como os de agora. Vi o “Quem somos” do seu ponto.org e garanto-lhes que vocês vão existir por muito tempo e isso é muito saudável nas democracias que se prezam.

    • 1. Os votos são para presidente e vice-presidente. Se existem pessoas que não sabem disto, isto é problema de ignorância política. O desconhecimento sobre o sistema político-eleitoral não pode ser desculpa para irresponsabilidade do voto: quem elegeu Dilma, elegeu Temer. E a Constituição Federal não omite que o vice pode se tornar presidente.

      2. Não existe somente “dois lados”. Esse falso dualismo é retrato de um falso maniqueísmo desenhado pela esquerda marxista. E acaba sendo um problema para a própria esquerda: não consegue enxergar uma pluralidade política e ideológica no Brasil. Se não pensa como eles (ou como os líderes os mandam pensar), é “direita” e em seguida partem para a agressão (verbal e física). Por isto estão cada vez mais ficando sem apoio…

      3. A mesma Globo que “panfletou” pelo impeachment de Dilma é a que está pressionando pela renúncia de Temer. Claro, os que sofrem da cegueira descrita no item 2 não conseguem enxergar e compreender isto, pois estão presos no falso dualismo conveniente aos marxistas.

      4. Livros de história são bons quando o conteúdo é científico, e não ideológico. Aquele livrinho de história que você leu e dizia que a “direita capitalista malvadona” está em oposição aos “lindos marxistas altruístas” não tem embasamento científico e, até mesmo, histórico. Assim, aproveito a deixa para sugerir que você estude livros de/sobre economia, inclusive os que abordam aspectos históricos. Sua visão binária sobre política certamente mudará!

  9. Não sabia que havia a opção de escolher outro vice presidente. Até onde sei só poderíamos escolher o presidente. Quem votou na Dilma votou indiretamente num vice supostamente da base aliada e não num liberalzinho que voltasse a fazer os mesmos estragos de FHC terminando a destruição que ele começou.

    Agora falando em político eleito, conte-me mais sobre os parlamentares sem votos populares colocados no poder por outros parlamentares graças a uma lei eleitoral absurda que os “defensores do povo” não fala um “A” sequer contra…

    Argumentos falhos e panfletarismo pior que os dos esquerdistas, essa é a marca registrada dos liberais, mais do mesmo passando uma imagem de mudança.

    • Havia a opção de escolher outro vice-presidente sim, bastava votar em outro candidato a presidente. FHC não tem nada de liberal, mas sua mente esquerdista ainda não entende isso. E ninguém aqui defendeu parlamentar sem voto ou a lei eleitoral, isso nem foi tema do artigo, o que mostra que você ainda tenta usar uma falácia para desviar o assunto.
      No mais, argumentos falhos – para não dizer inexistentes – e “panfletarismo” são a marca da esquerda, não dos liberais. Como aliás seu próprio comentário demonstra.

    • Argumentos falhos? KKKK Leia o que está escrito na Constituição de novo. Se não entendeu, releia, e ainda não entender, releia mais uma 50x até entender

  10. Temer foi eleito vice e não presidente, isto sim é fato.
    Fato também é que Temer não tem votos suficientes nem para se eleger prefeito de Niterói (com todo respeito a bela cidade fluminense).
    Igualmente real é que ele deveria, por força de tudo que apoiou enquanto governo , inclusive a condução econômica desastrosa, apoiar Dilma até o fim. Entretanto agiu como Judas. E ainda tem que ache que é homem de valor.

    • E é igualmente fato que a Constituição determina que o vice assuma o cargo de presidente caso o presidente seja afastado. Quem o escolheu foi o próprio PT, de olho nos votos que o PMDB trouxe para ajudar na eleição. E depois ficam com esse discurso furado de “Judas”.

  11. Perfeito. O último argumento petista é de que a Dilma escolheu o pior político do país para vice e, portanto, não deve sofrer impeachment. Como se nós, da oposição, fôssemos os responsáveis pelo vice que ela escolheu. Cabe lembrar que a menos de um ano atrás o Temer ainda estava sendo convidado pela Dilma para ser seu grande coordenador político.

  12. Que argumentação ridícula, seguindo seu raciocínio, o Zezé Perrela, aquele dono do BH, foi eleito com os votos do Itamar Franco, pois ele ele era o suplente.
    Mande um projeto de Lei para o Congresso, pedindo votação independente para os vices.

  13. De fato, quem votou na Dilma estava ciente da vice-presidência do Temer, os levando à considerável responsabilidade pela sua posse caso a presidente seja impedida. Assim como os responsabiliza, mas não só eles (pois cabe lembrar que, em uma democracia todos somos responsáveis pela questão pública, seja elegendo um representante, seja fiscalizando este, por exemplo), pelas eleição dos representantes da alianças do partido da presidente com outros – como é o caso do controverso Partido Progressista. Porém, votar nele para presidente e ser ciente de sua vice-presidência são duas coisas bem diferentes, afinal seu cargo na presidência pode acontecer como consequência de uma decisão que acontece em instâncias jurídicas e a partir de reivindicações de grupos de opositores ao governo. Além do que, seria uma nova chapa de presidente e vice-presidente a ser eleita, sendo que no novo contexto o vice-presidente não foi eleito diretamente, que seria o caso do Eduardo Cunha. Enfim, não votei nela, mas creio que neste contexto de crise política o melhor que podemos fazer é ser sinceros e despretensiosos ao tratar a questão política-eleitoral.

    • Eduardo Cunha não seria vice do Temer. Temer não teria vice-presidente caso assumisse o poder, da mesma forma que Itamar Franco não teve. Realmente, precisamos ser sinceros, não?

      • Sinceros e informados, evidentemente. Quando se assume a presidência ou outros cargos públicos há sempre alguém que fica como substituto caso o titular do cargo se ausente por caso de viagens, por exemplo

        • Sim, o que não significa que ele tenha se tornado vice-presidente. O Cunha pode ficar interinamente como presidente hoje se Dilma e Temer viajarem para fora do país ao mesmo tempo.

    • Quem pensa raso já começa ou a descer do muro ou a fazer igual a Pilatos ou tentar inverter as coisas e, de novo, jogar a culpa nas vítimas. A grande maioria de nós sabe como funciona o sistema eleitoral brasileiro. Sabe que em todas as eleições, pela obrigatoriedade do voto, temos que tentar escolher o menos pior. Penso q. conscientemente foi o que fizemos. Somos contra o impeachment porque, nesse caso e do jeito que foi/esta sendo feito, é antidemocrático e também porque, pela linha sucessória entraria um grupo muuuiiiitttooo pior. Então, agora que começaram a abrir os olhos não é hora de, de novo, só lavar as mãos e/ou jogar a culpa nas vítimas. Ergam a cabeça, se vestem das cores da democracia e lutemos juntos com os pés no chão pq. os corruptos não são bobos não e farão qq. coisa para se manter no poder. (macb)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here