Alunos de esquerda expulsam mulher anti-feminista durante sua palestra na UFG

Alunos de esquerda da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Goiás (UFG) expulsam a ativista anti-feminista Thaís Azevedo durante sua palestra sobre feminismo. A ativista, que também é empresária, administra uma das maiores páginas anti-feminista do mundo, com mais de 700 mil curtidas, e foi convidada por alunos da própria instituição para realizar uma palestra sobre esse tema.


Em uma entrevista ao jornal Opção, ela conta que foi não apenas expulsa do local, como hostilizada e agredida por manifestantes. “Começaram a gritar absurdos a meu respeito. E eu não tinha como ir embora, porque as pessoas vieram para o meio do corredor e impediam minha saída”, conta.


Para Thaís, o feminismo apresenta um discurso “mentiroso e hipócrita” e não busca a igualdade dos gêneros, mas, sim, a superioridade feminina. Sendo assim, em sua avaliação, as premissas do empoderamento da mulher e a liberdade da mulher são fajutas. Além disso, ela acredita que o movimento “ignora o sofrimento dos homens”.


“O que aconteceu comigo na UFG é uma prova disso: eles podem até não concordar comigo, mas, como mulher, eles têm que me respeitar. É isso que eles pregam, mas não colocam em prática”, argumenta Thaís. “O feminismo ignora o sofrimento dos homens. Ignoram os dados que provam que os homens sofrem mais na sociedade brasileira e até no mundo”, continua, lembrando que, para se tornar cidadão, o homem precisa passar impreterivelmente pelo processo de alistamento militar.
Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

3 COMENTÁRIOS

  1. Nada de novo no front, feministas sendo feministas, tenho nojo dessas frustradas problemáticas que se escondem atrás do atual feminismo fake e acham que estão abafando, quando na verdade só despertam aversão. Tenho meu próprio lado feminista, mas é o feminismo justo, o feminismo sensato, sem essas maluquices estilo mulher psicótica que propagam por aí (principalmente na internet, o que já entra na categoria “lixo virtual”).

  2. Revoltante. E ainda mais a Thaís, que é super educada e respeitosa em seus posicionamentos, mesmo assim é agredida por esta corja.. A hipocrisia da esquerda é lastimável!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here