Após perder anúncios estatais, revista de esquerda será extinta

Uma das revistas de esquerda mais antigas no Brasil com 20 anos de existência e o slogan “a primeira à esquerda”, a revista Caros Amigos anunciou nesta quinta-feira (14) a sua última edição. O anúncio ocorreu 19 meses após o governo Temer anunciar o fim da propaganda estatal para revistas, sites e blogs ideológicos.

De acordo com o editoral publicado no seu site oficial e na edição de encerramento da revista, a Caros Amigos “não resistiu ao golpe, ao cerco ideológico do governo ilegítimo, ao aprofundamento da crise deste ultraneoliberalismo que pune a nação com vingança, ódio e descaramento institucional contra os avanços e conquistas sociais”. A revista possuía uma tiragem mensal de 30 mil exemplares e cobrava no mínimo 43 mil reais por anúncio.

Conforme noticiou o ILISP em maio de 2016, a chegada de Michel Temer ao poder fez a Caros Amigos e diversos outros sites e revistas de esquerda perderem anúncios de estatais, substituindo-os por propagandas privadas.  O website da agora extinta revista será mantido, mas a tendência é que não dure muito tempo: recebe apenas 150 mil acessos por mês.

22 COMMENTS

  1. QUE DELÍCIAAAAAAAAAAAAAAAAAA
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Noooossa 43 mil por anúncio?
    Eita capitalismo booom esse né comunas?

  2. Boa notícia mesmo. Quanto papel desperdiçado, por tantos anos, para imprimir esse arremedo de revista! Outra coisa sintomática da situação de indigência cultural no Brasil, é que essa extinta revista sempre estava disponível na biblioteca pública de minha cidade.

    A única revista que vale a pena assinar é a “Catolicismo”, editada pelo IPCO. É a única publicação honesta e de alto nível em circulação atualmente.

  3. Sem a extinção de TODAS as estatais e a redução em 80% da máquina pública federal, estadual e municipal, incluindo executivo, legislarivo e o “intocável” e monstruoso Judiciário, o Brasil permanecerá eternamente dormindo em berço esplêndido, como profetizou o nosso Hino Nacional. Só que Madeira do berço foi comida pelos cupins e o colchão pelas traças. Não há mais recursos para financiar o ócio. O setor público só consegue pagar suas contas extorquindo os bolsos cada vez mais vazios da população e se e se endividando cada vez mais.

    É claro que isso não vai dar certo.

    E é também claro que este meu comentário jamais será publicado.

  4. ai povo é bom trabalhar correr atraz, não culpar governo de a e b por incompetência e comodismo, mamar na teta é fácil, batalhar ai pessoal da esquerda não quer, vai caçar os socialistas manda e-mail, pros caetanos, e chico da vida pra doares ou ser socios

  5. O nome da revista não podia ser mais revelador… “Caros Amigos”… Mas dentre todos os “amigos”, teve um que foi o mais “caro” de todos! (facepalm)

  6. Celso 15/12/2017 at 09:36 muito bem explicado!
    NICAFiesta 15/12/2017 at 20:25 só acho que no caso do MST e companhia o número é mais reduzido.
    13 milhões s é mais que a população da cidade de São Paulo, fora isso também achei muito convincente sua explicação.

  7. É a famosa política assistencialista, doam dinheiro a toda sorte de vagabundos para garantirem eleitores e quando acabam os recursos sobra apenas a ditadura. Exatamente igual aconteceu na Venezuela íris acontecer aqui se esse bando de analfabetos continuassem no poder. Em todas as empresas onde o governo colocou o dedo podre, temos aberrações de funcionários sem nenhuma qualificação que passaram a ganhar salários exorbitantes da noite para o dia para ficar viajando e pregando como se fosse uma seita. O povo deveria se armar e preparar para a guerra pois ainda não estamos livres. Escapamos do assistencialismo depredador mas ainda estamos nadando na imundície onde podemos facilmente afogar.

  8. Mas onde estão os 54 milhões que votaram na Dilma ?? Ahhh ta 50% é analfabeto, ahh sim desses 27 milhões 50% não usa internet, e claro dos 13,5 milhões 50% são MTST, MST que vivem invadindo terras alheias então não usam internet, assim sendo, sobrou 6,75 milhões de “intelectuais mortadelas”…. estão onde se essas revistas e blogs só possuem 150 mil assinantes ? Será que os intelectuais não poderiam doar R$ 1,00 por mês a cada revista??? Afff que Povo canguinha.. kkkkkk

    • Você ainda acredita em urna eletrônica? Eu não quero discutir religião, mas… sei lá, acreditar que ainda existe democracia no Brasil não é forçar a barra? Eu não sei, mas o Brasil está mais pra eleição americana, o mais votado não é o que ganha e sim o que possui mais “delegados”. O TSE é a cara do Brasil. A tecla verde de confirma da urna eletrônica é a cor da esperança, não é?! Mas a Dilma é honesta e ganhou honestamente… ou não… você também acredita em fadas?

    • O que eles (os que escolheram a dilma) fizeram. PONTO. Foi mostrar que; VC votou no Aécio.

      • Não, votei nulo no segundo turno, já havia muita informação à época circulando sobre as sujeiras do Aécio.

  9. Só mesmo estatais para pagar essa quantia para anúncios em uma medíocre cartilha marxista.Mas ridículo mesmo foi o desabafo do editorial. Com são imbecis, os petralhas!! kkkkkk

  10. A Esquerda é uma religião, não é a morte de uma revista que vai abalar os ânimos dos fiéis, não há verdades suficientes que abalem a crença deles no sistema deturpado que acreditam, são como os nazistas que são capazes das maiores atrocidades em nome do Füher.

    • Concordo plenamente e vou mais além, também acredito em uma pesquisa feita por um psiquiatra forense norte americano, eles tem problemas psíquicos.

  11. 43 mil para fazer 1 anuncio?Meu Deus,e o governo deve ter pago muitos anuncios desses em 13 anos.Um dos motivos de faltar recursos para saude e educação,de um lado roubam,de jogam dinheiro fora.Pobre Brasil.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here