Após redução de impostos, arrecadação aumenta na Argentina

Se há um conceito que a esquerda mundial não entende é a Curva de Laffer. Criada nos anos 70, a curva apresenta um conceito simples: quanto maior a quantidade de impostos após um determinado limite, menor será o incentivo para as pessoas empreenderem e, portanto, menor será a arrecadação total de impostos. Dessa forma, a partir de um determinado ponto, a arrecadação estatal cai mesmo que os impostos sejam aumentados – como tem acontecido no Brasil, inclusive.
O governo liberal de Macri, entretanto, foi na direção oposta. Ao reduzir (em alguns casos, eliminar) impostos sobre produtos importantes para a economia argentina como os agrícolas, bem como as regulações que impediam um mínimo de liberdade nessas transações comerciais (uma herança do governo de esquerda de Cristina Kirchner), o resultado foi um aumento na arrecadação de impostos de 38,5% em janeiro comparado com janeiro de 2015, chegando a 162,6 bilhões de pesos. Dessa forma, o governo Macri pode equilibrar as contas do país – que ainda tem uma dívida em moratória para pagar – no médio prazo, permitindo novos cortes de despesas estatais.

Com informações do jornal Diario Uno

Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

32 COMENTÁRIOS

  1. Parem de ser inocentes… a destruição de uma economia para implantar um regime totalitario é totalmente coerente.

    Eles nao estao errando, estao destruindo a economia intencionalmente!

  2. Há um problema grave em usar a curva de Laffer como argumento: isso implica que há um “ponto ótimo” para o governo taxar os cidadãos. Não existe uma quantidade ótima para alguém ser roubado, nem há uma quantidade ótima para o governo taxar as pessoas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here