Após sair do Mercosul, Paraguai atingiu o terceiro maior crescimento econômico do mundo

Segundo relatório do Banco Mundial, o Paraguai teve no ano de 2013 o terceiro maior crescimento econômico do mundo: 14,1%. O Brasil, no mesmo período, cresceu 2,2%.

A disparidade coincide com a saída do Paraguai do Mercosul.  O país foi suspenso temporariamente do bloco econômico  em resposta ao processo de impeachment do presidente Fernando Lugo, ocorrido no ano anterior e que foi repudiado pelos países sul-americanos.

Após o retorno do Paraguai ao Bloco, o crescimento saiu de 14% em 2013, para 4,72% em 2014. O crescimento continuou em queda gradual e fechou 2017, com 0,7% de crescimento. Os dados são do Banco Mundial.

Além da saída do Mercosul, o crescimento também está ligado a outros fatores, como a maior diversificação de suas exportações (tentando diminuir sua dependência do Brasil) e uma maior abertura econômica, que inclui uma legislação tributária definida como “simples” em relação a outros países, incluindo o Brasil.

9 COMMENTS

  1. Em 1990 onde trabalho, numa palestra de um na épica já idoso jornalista conferencista de um jornal pernambucano, ele enaltecia o Merdosul. Ao fim, eu pedi a palavra e fui curto e grosso: ” o merdosul é uma cana furada e minha avó já dizia que trabalhar para pobre é pedir esmolas 2 vezes.” Fui educamente recharçado pelis superiores de onde eu trabalho, dizendo que os jovens não compreendem a grandiosidade do bloco (argh, irch). Um deles, na ativa até hoje quando me vê, se sente constrangido, viu que eu estava certo. Aquela porra só serviu pra argentino vir fazer merda no Brasil e comprar sandálias havainas e brasileiro ir até a Argentina comprar alfajores. Essa merda só atrapalhou o Brasil e se você que lê isso for de etnia afro, saiba que tu sofrerás mais preconceito e racismo na Am. Latrina do que nos EUA ou Europa por exemplo e podes estar certo(a) disso.

  2. Embora eu realmente acredite que a saída do Mercosul posso influenciar profundamente e beneficamente a economia do país, acredito que faltou estabelecer correlação e causalidade e ter a saída e o aumento no crescimento econômico. Pois as informações foram simplesmente jogadas, assim como os colegas criticaram, acho que faltou uma análise mais profunda.

  3. Eles saíram e voltaram um ano depois, o efeito não foi definitivamente a saída do bloco. Isso foi pq eles estavam em crise política um e na retomada da recuperação da sua economia. A maior diversificação de suas exportações quando tentaram sair da dependência do Brasil que influenciava na maior parte do seu PIB, fora a adoção de uma carga tributária mais simples.

    O Paraguai tem uma economia muito menor que a brasileira, por isso os efeitos das commodities são maiores nos resultados, mesmo fazendo parte do Mercosul eles buscaram outros mercados.

    Notícia demaseadamente tendenciosa, aqui está virando bagunça já.

  4. Breve bem breve o PARAGUAY SE TORNARA A SUÍÇA (LATINOAMERICANA) QUEM VIVER VERA.!!!

    • o Paraguay esta tomando medidas absolutamente negativas a sua propria segurança, ja os inversores estao começando a tomar os recaudos, Paraguay hoje esta mais perto de virar Venezuela, do que virar Suiça.

  5. Faltou informar os valores reais né?!?

    O dobro de 1 é 2, mas o dobro de 1 bilhão é 2 bilhões, daí te pergunto: é mais mais fácil você dobrar seu salário ganhando 1 real ou 1 bilhão de reais?!?

    Tendencioso ao extremo o artigo, beirando o ridículo, JAMAIS esperaria esse tipo de falácia vindo do ILISP. Sugiro uma revisão pesada antes de postar.

  6. Faltou informar que muitas empresas brasileiras foram produzir lá devido ao baixo valor da energia elétrica. Confere isso?

    • E diversas outras vantagens, inclusive grande facilidade para recolher a baixa carga tributária e praticamente não há regras trabalhistas. Então só empresas muito grandes precisam de setor de contabilidade e rh. Mas essa matéria está muito abaixo do padrão ILISP de qualidade.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here