Após três meses de medidas liberais, 69% dos argentinos aprovam o governo Macri

De acordo com uma pesquisa realizada pela Poliarquía Consultores para o jornal La Nación, a aprovação dos 100 primeiros dias do governo Macri, marcados por diversas medidas liberais como redução de impostos, fim de subsídios estatais, demissão de funcionários públicos excessivos e fim do controle estatal sobre o câmbio, está altíssima.

69% dos argentinos informam que aprovam a gestão de Maurício Macri contra 29% que desaprovam a gestão. O governo tem apoio inclusive de pessoas que votaram em outros candidatos na eleição recente, com 83% dos eleitores de Sergio Massa (centro) e 30% dos eleitores de Daniel Scioli (o candidato apoiado pela ex-presidente socialista, Cristina Kirchner) também aprovando a gestão de Macri à frente da Argentina. A aprovação é tão alta que alcança quase o dobro de votos que Macri obteve nas eleições em 2015.