Associação médica recomenda evitar chamar grávidas de “mães” para respeitar transsexuais

Em seu mais novo guia de comunicação, a Associação Médica Britânica recomenda que seja utilizada “linguagem inclusiva” no local de trabalho, evitando utilizar o termo “mãe expectante” para se referir a uma grávida e substituindo-o por “pessoa grávida” para respeitar transsexuais.

O manual acrescenta: “A ampla maioria das pessoas que ficam grávidas ou deram à luz se identificam como mulheres. Mas devemos incluir transsexuais que podem ter uma gravidez usando o termo ‘pessoas grávidas’ ao invés de ‘mãe expectante'”.

O guia também recomenda evitar o uso dos termos “nascido homem” e “nascido mulher” na na medida em que esses termos “são redutivos e simplificam algo complexo”. De acordo com o documento, “a escolha dos termos apropriados é uma importante contribuição para celebrar a diversidade”.

252 COMENTÁRIOS

  1. A que ponto chegamos com isso. Acha mesmo que eu deixaria de chamar minha esposa grávida de Mãe por causa de #@#.

    • SÉRIO! Vc pode chamar a sua esposa do que vc quiser… de mãe, mamãe, morzão etc etc etc…

      A recomendação em primeiro lugar é pra médicos… não pra leigos em geral. Afinal é uma associação MÉDICA e médicos lidam com inúmeras pessoas!

      E chegam por exemplo mulheres CIS, homens TRANS (que ainda podem ter um útero e ovários pq não resolveram “radicalizar” e fazer uma histerectomia)… esses homens TRANS podem então conceber, engravidar, etc, mas ainda assim se sentem homens e não querem ser chamados de mãe… pouco importando se eu, VOCÊ ou qq outra pessoa concorda ou gosta disso)

    • Bom… prenha é uma palavra que normalmente não usariamos com pessoas que não conhecemos nem temos intimidade. Prenha pode ser meio ofensivo se não for algo entre amigos/amigas (ou amiges)

    • E se a pessoa é um homem TRANS que não fez uma histerectomia?
      Nem fez uma cirurgia de designação de sexo pra transformar uma vagina em um pênis?!

      Acho estranho os liberais serem tão não liberais com a liberdade de cada pessoa sobre seu próprio corpo…

  2. Está colocação e de uma infelicidade gigante…. Verdadeira aberração…. Não tenha piedade deles Senhor!!!!

  3. Depois esses zé ruelas reclamam quando muçulmanos resolvem decapitar lacradores, como os globalistas franceses. Sinceramente, não sei quem é pior: os radicais muçulmanos ou os lacradores globalistas que desejam destruir as bases da civilização judaica-cristã ocidental.
    Gente chata do inferno!

  4. Trans no caso da matéria menciona homens com útero. E olha só, as pessoas trans NASCEM assim, basta pesquisar sobre o assunto p saber. Então vc chamaria um homem de mãe? Não, por isso vc n chama um homem trans de mãe.

  5. a Europa está o fim da várzea ! está quase acabando! única chance: o boris johnson recrudescendo contra o marxismo cultural, trump vencendo e bolsonaro continuando por aqui. Seremos farol do mundo.

    • na realidade é o contrario, ja que fala de gravida acho que querem proteger a mulher vestida de homem que engravida… aí ela quer ser pai … loucura total

  6. Levando em consideração que as mães estão nesse planeta há mais tempo do que os transexuais eles que vão arrumar uma forma de não serem ofendido mantendo a sua sexualidade original de fábrica bando de hipócritas….

  7. DESCULPE, MAS PARA ISSO SÓ HA UM COMENTARIO POSSIVEL E NÃO DA PARA SER DE OUTRA FORMA, VÃO TOMAR NO OLHO DOS SEUS C’s.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here