Associação médica recomenda evitar chamar grávidas de “mães” para respeitar transsexuais

Em seu mais novo guia de comunicação, a Associação Médica Britânica recomenda que seja utilizada “linguagem inclusiva” no local de trabalho, evitando utilizar o termo “mãe expectante” para se referir a uma grávida e substituindo-o por “pessoa grávida” para respeitar transsexuais.

O manual acrescenta: “A ampla maioria das pessoas que ficam grávidas ou deram à luz se identificam como mulheres. Mas devemos incluir transsexuais que podem ter uma gravidez usando o termo ‘pessoas grávidas’ ao invés de ‘mãe expectante'”.

O guia também recomenda evitar o uso dos termos “nascido homem” e “nascido mulher” na na medida em que esses termos “são redutivos e simplificam algo complexo”. De acordo com o documento, “a escolha dos termos apropriados é uma importante contribuição para celebrar a diversidade”.

252 COMENTÁRIOS

  1. Transexuais que podem ter gravidez? Só se estiverem se referindo a mulheres que querem virar homem tipo Tammy Miranda.

    • Se não retirarem o útero, os ovários e as trompas e forem férteis, podem engravidar sim como qualquer outra mulher fértil!

  2. Transexuais são minoria. A maioria são mulheres grávidas. É o direito da maioria das mulheres não conta? Porque ir contra a verdade? Quem engravida é mulher. O transexual pode até ser chamado de mãe mas não engravida. Não tenho nada contra transexuais mas exigir isso é no mínimo falta de respeito com as mulheres.

  3. Ninguém precisa contar comigo com isso, caso venho algo assim no Brasil. TUDO TEM LIMITE!!! A gravidez de uma mulher é algo REAL e NATURAL. E com todo mérito, ela recebe a função e o título de MÃE.

    • Gays são homens, possuem pênis, testículos, próstata, espermatozóides, ejaculam, testosterona e cromossomo XY, ou seja, são HOMENS/MACHOS como qualquer outro, se nasceu com pênis é MACHO XY, é HOMEM! Isso é biologia, nada pode mudar isso!

  4. Mais que bosta de matéria é essa? Eu vou usar o termo “mãe” em qualquer lugar e pronto agora me obriguem a dizer “pessoa grávida”? Se não tiver lei eu nem vou me atrever a falar “pessoa gravida” pra a gestante coisa chata isso.

  5. Um absurdo o que tá acontecendo no mundo, em do politicamente correto, em. Função de uma minuria, mãe não pode ser chamada de mãe, que se dane, mãe é mãe e Fonda se o resto.

  6. Quanta babaquice. E o respeito às mães, mulheres, que querem ser chamadas de mães, não existe? Essa merda tem que parar. Querem respeitar as minorias, mas derespeitam o direito da maioria. Gente nojenta! Mulher é mulher, mãe é mãe e tem que ser chamada de mãe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here