Brasileiros pagam até 693% mais Imposto de Renda do que deveriam

8
Compre frações de Bitcoins na Foxbit

Os brasileiros pagam até 693% a mais de Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) do que deveriam. Essa é a conclusão de um estudo realizado pelo Sindifisco (Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil).

De acordo com o levantamento, se a tabela do IRPF fosse corrigida pela inflação (IPCA) acumulada no período, a faixa de isenção seria R$ 3.556,56 ao invés dos atuais R$ 1.903,98. A diferença de R$ 1.652,58 penaliza as camadas com menor renda que deveriam ser isentas de IRPF e repercute nos demais contribuintes. Em outras palavras: o governo promove um contínuo e silencioso aumento do Imposto de Renda anualmente.

A correção da tabela do IRPF pelo índice oficial da inflação implicaria uma ampliação da faixa de isenção mensal. Somente seriam tributados os contribuintes com renda
mensal superior a R$ 3.556,56. A partir daí, a diferença do imposto a recolher seria crescente até o valor limite da alíquota de 27,5%, ou seja, R$ 8.837,92 estabilizando-se a seguir, já que, acima desse nível de rendimento os acréscimos seriam sempre tributados à mesma alíquota.

Em outras palavras, a defasagem na correção da tabela é mais prejudicial para aqueles cuja renda é menor. Para aqueles com rendimento de R$ 4.000,00, a não correção da tabela impõe um recolhimento mensal a mais de R$ 230,61, um valor 693,40% maior do que deveria ser. Já o contribuinte com renda mensal tributável de R$ 10.000,00 paga a mais 68,69% do que deveria.

COMPARTILHAR
Marcelo Faria
Presidente do ILISP e empreendedor.

8 COMENTÁRIOS

  1. A verdade é uma só estamos fundidos sono iguais a galinha leva no .. E ainda são cantando ,somos muito acomodados nesta metade pais e assim.eqto tiver carnaval pinga e futebol to dos estão felizes o dia que não der pra ir no Carnaval, futebol, e cachaça aí talvez o povo ora se rebelar está e a verdade

  2. Sem falar que parece o imposto não leva em consideração os gastos per capita. Aqui minha mãe é a única que trabalha, ganha 3 e pouco com a pensão e sustenta 4 filhos. Não faz o menor sentido.

  3. Absurdo!! deveríamos ler mais a Escola Austríaca de Economia com seu maior expoente (LUDWIG VON MISES), só assim para melhorar as coisas nesse país, ou seja, quebrar esse raciocínio pseudoeconomico atual.

  4. Um país que desde o poder central constituído, isto nos três poderes, é formado por picaretas e agiotas.
    Reconhecido internacionalmente entre os últimos em produção, inovação, criação e competência.
    Um país de manés metidos a bestas naqueles achando-se nobres pelas riquezas constituídas na usurpação, pilhagens, roubalheiras, oportunismo e sonegações e os demais acomodados no analfabetismo funcional destituídos de criação e inovação e vivendo preguiçosamente como animais de estimação.
    O conhecimento fica a cargo do estrangeiro que nos é fornecido enquanto nossas riquezas naturais in natura são levadas embora de graça. São muito insignificantes as exceções.

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira seu comentário
Insira seu nome