Curva de Laffer: com aumento de impostos, a arrecadação tributária brasileira cai 5% em janeiro

A economia brasileira segue o caminho inverso da economia argentina. Enquanto os hermanos argentinos diminuem impostos e conseguem elevar a arrecadação, no Brasil acontece o contrário, o aumento de impostos fez diminuir os investimentos e, em consequência disso, a arrecadação vem caindo. Esse conceito já foi demostrado pela teoria da Curva de Laffer, que mostra que a arrecadação tributária cai quando a taxa de impostos chega em um certo ponto, mas os políticos de esquerda insistem em ignorar o conceito.

Segundo informações do Jornal Valor Econômico:

“A primeira notícia do ano na área fiscal não foi boa para o governo. Ao contrário, ela acendeu a luz vermelha nos principais gabinetes da Esplanada dos Ministérios. A receita tributária federal continuou em queda em janeiro, mantendo a tendência registrada em 2015.”

14 COMENTÁRIOS

  1. É urgente a necessidade de uma reforma tributária que consiga: 1 reduzir a sonegação, 2 reduzir o desestimulo a indústria e o comércio, 3 reduzir o incentivo à atividades não produtivas como shows e produtos nocivos como álcool e cigarro. E claro, reduzir dos 46% para 30 em 1 década e de 30 pra 20 em 2 décadas.

  2. Isso mesmo,E tem mais,se os ricos gastarem tudo nessa gastanca que o corruptos buscam incessantemente,sem nada darem o Brasil vai morrer as minguas,em dois ou tres anos,e dai nao tem imposto alto,e nao tem mais nada,porque ninguem invesste em coisas essenciais,e Brasil vai cada vez mais ser corrupto,e vai ser miseravelmente pobre sem riquezas,um desastre…….o governo maluco,quer fazer muito sem estudar o que.faz,

  3. Ser rico não é crime, é competência, é você guardar em vez de ostentar, só no brazil mesmo que rico é meio que considerado criminoso.

  4. Isso já aconteceu em 2014, a arrecadação em 2013 foi de R$ 1,7 trilhão, e em 2014 de R$ 1,8 trilhão, ou seja, houve um aumento de 5,5% na arrecadação, mas a inflação em 2014 em 6,41%, quer dizer, a arrecadação real diminuiu em 2014 mesmo tendo sido aumentada a carga tributária.

  5. nos estados unidos tentaram taxar os impostos no consumo em 35% em resposta o americano deixou de consumir e caiu o governo, hoje em dia nivelaram a taxa de consumo em 6.5% no japao é o mesmo valor ate no vizinho o paraguay que é apenas 5%, mas no brasil o imposto de consumo esta em absurdos 77% e o povo continua pagando a conta sustentando essa quadrilha no poder, com a volta da CPMF e outros falta pouco para o brasileiro ser taxado em 100% e ai passa a trabalhar de graça para o estado! não paguem impostos em resposta a esse governo de canalhas! economizem o dinheiro dos impostos para quebrar o governo e não VC! eles querem levar todos para a linha da pobreza e escravizar as pessoas…

  6. Os ricos vão continuar sem pagar ou pagando pouco. Se o governo apertar muito o dinheiro vai para o exterior.
    Já a classe média tem o IR na fonte. Não tem para onde fugir.
    Fica a pergunta : Porque um governo que se diz “dos trabalhadores” só dá benefícios para ricos, indústrias, bancos, etc??????

  7. Caro Camilo,

    A curva de Lafer tem suas críticas, mas no caso brasileiro estamos longe desse ponto. Dividendos e uma boa parte da renda financeira dos ricos está isento de IR.
    “Numerous leading economists have rejected the rationale of the Laffer Curve. When asked whether a “cut in federal income tax rates in the US right now would raise taxable income enough so that the annual total tax revenue would be higher within five years than without the tax cut,” 96% of economists surveyed by the University of Chicago in 2012 disagreed. In response to this survey question, Richard Thaler of the University of Chicago said, “That’s a Laffer.”
    Laffer assumes that the government would collect no income tax at a 100% tax rate because there would be no incentive to earn income. Research has developed theoretical mathematical models in which a Laffer curve can slope continuously upwards all the way to 100%, but it is not clear whether or when the assumptions on which such mathematical models are based hold in real economies. Additionally, the Laffer curve depends on the assumption that tax revenue is used to provide a public good that is separable in utility and separate from labor supply, which may not be true in practice. The Laffer curve as presented is also simplistic in that it assumes a single tax rate and a single labor supply. Actual systems of public finance are more complex. There is serious doubt about the relevance of considering a single marginal tax rate. In addition, revenue may well be a multivalued function of tax rate; for instance, an increase in tax rate to a certain percentage may not result in the same revenue as a decrease in tax rate to the same percentage (a kind of hysteresis). Furthermore, the Laffer curve does not take explicitly into account the nature of the tax avoidance taking place. It is possible that if all producers are endowed with two survival factors in the market (ability to produce efficiently and ability to avoid tax), then the revenues raised under tax avoidance can be greater than without avoidance, and thus the Laffer curve maximum is found to be farther right than thought. The reason for this result is that if producers with low productive abilities (high production costs) tend to have strong avoidance abilities as well, a uniform tax on producers actually becomes a tax that discriminates on the ability to pay.” (Wikepeda)

    • Os ricos não precisam ficar no país. Se o governo apertar o cinto deles, eles investem em outros países, inclusive na Argentina, que tem feito de tudo para atrair investidores. Querer taxas os mais ricos sem antes oferecer condições melhores para ganhar dinheiro, como a redução da burocracia, haverá apenas fuga de capital e aumento de desemprego. É tiro no pé buscar taxar mais, mesmo sendo os mais ricos.

    • Os dividendos e distribuição de lucros já foram tributados nas empresas. Se houver tributação neles, seria uma bitributação.
      Além disso, esquece-se que a iniciativa privada possui o risco. E por isso deveria ter uma tributação menor e incentivos.

    • A frança aumentou sua taxa de IR significativamente a um tempo atrás, mas tiveram que voltar atrás porque a arrecadação caiu mais de 30%, por que? Porque quando você taxa os que ganham mais com um valor absurdo eles vão embora, pedem cidadania em outro país, vão morar em um país vizinho, fecham seus negócios e vão para outro lugar. Muitos brasileiros saem da Brasil para morarem em outros países, principalmente quem tem melhores condições, justamente porque chega uma hora que não aguentam mais pagarem tanto imposto sem ter retorno nenhum.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here