Com custo bilionário, estatal “TV Brasil” passa 12 horas seguidas sem audiência

A TV Brasil, canal de televisão estatal criado por Lula e Franklin Martins em 2007, gastou em seus dez anos de atuação quase R$ 7 bilhões de reais dos pagadores de impostos brasileiros. No último domingo (24), a emissora bateu um recorde no Rio de Janeiro: passou 12 horas (das 18 horas do domingo às 6 horas da manhã de segunda-feira) com ZERO de audiência de acordo com o Kantar Ibope. Sim, nem um mísero telespectador assistiu o bilionário canal estatal por 12 horas.

O canal tem inclusão obrigatória em todas as operadoras do país e, ainda assim, raramente passa de 0,05 pontos no Kantar Ibope. A TV Brasil tem menos audiência que emissoras de TVs centenas de vezes menos custosas, como as privadas Rede Vida e TV Aparecida, ou mesmo a estatal paulista TV Cultura.

Detalhe: as “maiores” audiências da TV Brasil são obtidas com programação de terceiros, como a da TV Cultura, ou programas infantis estrangeiros.

7 COMENTÁRIOS

  1. Ao contrário de fechar eu entendo que a tv Brasil precisa investir em conteúdo que atrai público assim como deveria ter uma lei de que todo e qualquer tipo de conteúdo deve ser oferecido pelos distribuidores aos canais públicos ou educativos se este recusarem o produto pode ser ofertado a uma emissora comercial

  2. Domingo a partir das 18h eu não assisto nem a Globo. É um dia e horário que tipicamente a audiência se concentra em poucos canais. Ainda assim é uma pena. A programação da TV Brasil está com excelente qualidade e talvez o que mais impede uma audiência melhor é ela estar restrita em boa parte do território somente no cabo e satélite. Sou da audiência cativa e a revezo com a TV Escola, que também tem ótimos programas. Mas acredito que a missão e o modus operandi da comunicação pública deve ser revisto, repensado e com certeza adaptado para o momento.

  3. Tem que acabar com todas as estatais. A Empresa Brasileira de Comunicação e todo o seu entorno não passam de assessoria de imprensa. Não há nenhum interesse jornalístico nessas porcarias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here