Com fome graças ao socialismo, venezuelanos caçam gatos, cachorros e pombos para comer

Sem comida, cerveja, artigos de higiene e com racionamentos constantes de energia elétrica e água, a situação na Venezuela está ficando cada vez mais grave graças ao socialismo. De acordo com informações do prefeito da cidade de Chacao, Ramón Muchacho, “há pessoas caçando gatos e cachorros nas ruas, e pombos nas praças, para comer”.

Ainda acordo com a mensagem do prefeito, publicada no Twitter, “essa não é uma brincadeira, essa é uma realidade muito dolorosa”. A informação vem logo após a notícia, publicada ontem na Venezuela, de que cinco soldados do exército venezuelano foram presos por roubar seis cabras de uma igreja para ter o que comer.

Mensagem do prefeito de Chacao, Ramón Muchacho
Mensagem do prefeito de Chacao, Ramón Muchacho, no Twitter.
Vaquinha O ILISP tem atuado contra a legalização do aborto e em defesa do direito à vida no STF. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

32 COMENTÁRIOS

  1. Esquerdismo radical e’ doenca comprovada cientificamente ( livro do renomado psiquiatra LYLE ROSSITER)! Alguns comentarios neste site comprovam isso! Perda de tempo, incuravel!

  2. Realmente, isso não é socialismo concordo com a resposta do Ricardo MA. e discordo do Marcelo Faria. Nao vou ficar defendo rotulos de ideologias nenhuma, nem esquerda, direita, de cima, de baixo, etc. Para os que defendem o Capitalismo, isso e vestir um e deixar pelado dez, é assim que o capitalismo funciona. Enquanto que um pais é rico, existem varios outros pobres sendo explorados para sustentar o rico. Nunca que em uma filosofia assim todos serao ricos porque se todos forem ricos, onde estaram os servos e esplorados?! Ninguem quer descer de seus pedestais e compartilhar igualitariamente com os outros. Somos ensinados a amar coisas e usar pessoas. Mas todos se esquecem que ná hora da doença e da morte, somos todos iguais nao importa a sua riqueza adquirida. ” “Fé” nos divide, morte nos une”. As pessoas estão fazendo o mundo caminhar para um apocalipse tudo por causa do ego individual de cada um. Concordem ou discordem, mas a realidade nua e crua é essa.

    • Curioso como “nunca era socialismo” quando o socialismo dá errado. E essa lógica de “varios outros pobres sendo explorados para sustentar o rico” só cola com esquerdista, amigo, economia não é um jogo de soma zero e isso já foi provado centenas de vezes.

      • Caro, talvez você nunca passou fome ou dificuldades extremas em questoes basicas de vida, e eu nao desejo isso para qualquer um. Mas quem sabe se passar por.situaçao semelhante, talvez formule outra opiniao das coisas e deixe de defender ideologias, taxaçoes ou rotulos.

      • Mas ninguém falou que o capitalismo é perfeito, agora ninguem pode negar que foi o sistema que mais tirou pessoas da miséria, ampliando tanto a expectativa, como a qualidade de vida das pessoas. Capitalismo não é um jogo do soma zero, fera. É só estudar um pouco o outro lado da moeda que vc chega a essa conclusão. Mais Misses e menos Marx.

        • Essa coisa que chamam de capitalismo nao tirou ninguem da miseria, só criou a venda de necessidades, disse que para as pessoas serem felizes elas precisam ter muito dinheiro, carroes, mansoes, etc. Tao pouco deu qualidade de vida. Voce pensa que só porque tem dinheiro para ir na farmacia comprar remedios ou ir ao medico que na maioria das vezes é uma pessoa mais doente que o proprio paciente, ou mesmo porque vive até os 90 e tantos a base de cirurgias é sinonimo de saude ?! Viver em selvas de pedras poluidas ao extremo e viver melhor?! Pensar que porque temos esses “confortos” da vida moderna é viver melhor é uma grande ilusao que (quase) todos nao querem ver.
          Caras , voces precisam rever seus conceitos do que é saúde e felicidade na vida. Nao sei o que voces trilham em suas vidas. mas se voces pouco se importam para o que realmente ser feliz ou saude, e valorizam economia, mercado, bolsa de valores e essas coisas aí nao há o que conversar.
          Varios ricassos e famosos e famosas ja falaram em seus leitos de morte que toda a riqueza deles foi inutil, Steve Jobs foi um deles. Politicos tambem, alias devem ser as pessoas mais perturbadas psicologicamente falando, junto com os artistas.
          Tirem todos os bens materias que agregamos, diplomas, amigos oportunistas e falsos e vejamos o que realmente fizemos para.nós, o que nos realmente somos…
          É como eu falei, enquanto estamos por cima defendemos o nosso time, mas as coisas podem mudar e mudam…

          Tambem nao estou discursando como Marx, socialista, comunista ou outro rotulo que usem, estou falando por min mesmo, nem nunca li livros de Marx ou socialismo e essas coisas e nem vou ler.

          • Se você acredita que aumento na expectativa de vida (de 25 para 55 anos de vida), acesso muito mais fácil a vestimentas (roupas e sapatos) e alimentação, agua encanada, saneamento básico, eletricidade, moradias, automóveis, celulares, computadores, etc… não signifiquem um aumento na qualidade de vida, o seu problema é muito fácil de ser resolvido, é só você se utilizar do capitalismo uma ultima vez, pegar um avião para Manaus, se embrenhar na selva e viver como os primitivos, junto a natureza, e ter que caçar, colher e pescar todos os dias para sua subsistência. Eu sinceramente prefiro mil vezes viver neste semi-capitalismo, com toda sua poluição, com todas suas desigualdades e defeitos, do que no seu paraíso. E só para lembrar, não existe almoço grátis, não existe nem duendes, nem fadas produzindo alimentos, produtos e moradias, alguém (indivíduo, ser humano) tem que trabalhar, fazer algum esforço, para se conseguir alguma coisa.

        • Filipe,

          eu já vivi por um ano trabalhando em fazendas, batendo enchada, enfiando o pé na lama. Eu já tive essa experiência é sei que isso é realmente muito mais VIVER que SOBREVIVER nas cidades. Não sei se consegue entender a diferença entre os dois termos. Para você falar dessa maneira no seu comentário é porque você nunca teve experiência de vida rural, de simplicidade, humildade perceber que existe muito mais para se viver. Trabalhei puxado muitas vezes capinando debaixo de quase 40c, já subi muito coqueiro, mas é como diz o ditado, “colhemos aquilo que plantamos”. Depois ter o prazer de entrar em uma agua pura de cachoeira e comer um alimento que da energia, dormir ouvindo os grilos e sob o céu pinhado de estrelas, etc … ter as vezes a humildade de um vizinho agricultor que lhe oferece um cacho de banana de graça, etc.
          Não se esqueça que é o campo, o meio rural que alimenta as pessoas da cidades. Ninguem valoriza os agricultores, e mesmo os indios e tribos. As pessoas pensam que porque usam terno, gravata e dirigem carros são as donas do mundo, os melhores.

          Lembre-se de dizer a você mesmo Filipe que prefere a vida de capitalismo quando:
          -estiver no meio de uma enchente,
          -no meio de um tiroteio, roubo ou sendo refem,
          -parado no transito respirando escapamento e barulho,
          -brigando com o vizinho ou com o “colega” de trabalho para um cargo melhor ou na disputa de uma vaga de trabalho,
          -quando assistir sobre os politicos na televisão,
          -quando aumentam os impostos e as contas chegarem,
          -quando for dormir as dez p/ meia noite e o despertador acordar voce as 6h da matina,
          -quando estiver reclamando da vida em geral.

          Você chama de qualidade de vida:
          -roupa esses tecidos sintéticos que sufocam nossos corpos?
          -alimentos essas porcarias, misturas de colorantes e aromatizantes artificiais?
          -agua esse liguido cheio de cloro, fluor, químicos e metais pesados que chegam as casas?
          -saneamento o esgoto que é jogado nos rios e nas praias que as pessoas tem o lazer?
          -automóveis, celulares, computadores esses instrumentos que tornaram as pessoas mais alienadas, doentes mentais e “desconectadas” umas das outras?

          É muito dificil perceber estas coisas quando crescemos em uma sociedade onde desde os 2 anos de idade nos ensinam a consumir e comprar. Se olharmos ao nosso redor vemos as pessoas iguais, neuroticas e se enchendo de remedios e drogas. É aquele coisa, em uma sociedades de doentes todos são normais porque todos são iguais.

          Você(s) aqui pelo jeito nunca ouviram falar de orientais e pessoas que viveram em regiões remotas ou isoladas que tinham um alto conhecimento de curas naturais, e de uma vitalidade e longevidade facilmente superior aos 100 anos sem depender de farmacias e cirugias mutiladoras. Vários são os relatos desses tipos de povos.Mas claro né, hoje as pessoas só sabem ver o feed do facelixo e o whatup, jamais vão ter noção de outra coisa.

          (quase) ninguém é capaz de fazer um esforço individual e buscar alternativas para viver de outra forma. A população so vive na inercia correndo a vida inteira atras da bens materiais e capital. Se isso trouxesse felicidade eu pergunto porque que os ricassos, famosas, futebolistas e os bill gates da vida são pessoas drogadas, depressivas, suicidas, etc ? exemplos são que não faltam. Pessoas que tiveram tudo que o capital podia comprar e mesmo assim, nada na vida dessas pessoas mudou. Os roubados e assaltados também são responsaveis por terem criado a figura do ladrão. Os roubados nos seus desejos de cada vez terem para mais para sí, mais capital criando a figura do ladrão já que todos não podem ser patroes.

          eu poderia escrever muito mais mas ja foi muito. Não estou tentando convencer ninguem aqui a mudar suas próprias convicções, cada um acredita nas verdades e mentiras que quiser.

          • Só não entendo o porque de você ter abandonado o paraíso (vida no campo) para viver no inferno (cidade), e pelo que se percebe, ter continuado no inferno e não ter voltado para o paraíso. E não me considero nem um pouco responsável por indivíduos livres terem optado pela marginalidade, já que trabalho desde os 12 anos de idade e da mesma forma que você, também trabalhei no campo (panha de café – na mão, sem maquininha), sempre levando a vida com dificuldades, porém, honestamente. Meu pai chegou a passar fome em sua infância e juventude (perdeu dois irmão por este motivo) e nem por isso optou pela criminalidade, estudou, trabalhou e conseguir a casa própria única e exclusivamente com seus esforços. Então, o indivíduo optar pela criminalidade não pode ser outra coisa que não a falta de caráter, falta de vergonha na cara, e falta de empatia e apreço pelo próximo.

        • Filipe,
          eu nunca disse que abandonei ou vou abandonar a vida rural. Eu não nasci no meio rural, não tenho qualquer parente que tenha fazenda ou chacara (infelizmente). Vivi toda a minha toda na selva de pedras, sem ter contato com a natureza e nem ao menos subir uma unica arvore em minha vida ate entao ou mesmo saber o que era um pé de mandioca. Foi nesse um ano que mencionei que eu resolvi fazer trabalho voluntario na roça, e que tive essas experiencias. E agora quando voltei a cidade que moro consigo ter uma opiniao mais clara das coisas. Tenho planos de voltar a me aproximar do meio rural outra vez, em defitivo. Mas essa mudança nao se da da noite pro dia. Conforme eu falei, nasci e cresci em cidade grande, o muito que eu considero pouco que aprendi na roça.nesse um ano foi atraves de experiencia e observaçao. Nao é questão de eu sair simplesmente em um dia e no proximo estou lá colhendo coisas sendo como voce chamou de paraíso. É um aprendizado da vida rural que se da aos poucos para quem esta agora querendo esse estilo de vida. É um período de transiçao que pode ser rapido ou demorado dependendo da vontade da pessoa. É diferente de quem já nasceu lá e tem um conhecimento bem maior. Tambem existe dificuldades no campo sim, mas se olhando a raiz do problema, a dificuldade é muito maior nas cidades. Pega uma pessoa que sempre morou em fazenda, que esta acostumada com uma vida simples e calma e coloca para viver em Sao Paulo para ver o que da. No interior, o preço a.se.pagar dos alimentos é bem mais barato, lembro que chegava a ser menor que a metade para certas coisas. Mas nas cidades como é, agente paga é com a vida.
          Mas o que a midia mostra, os programas de tv e todo o resto, que a vida rural é uma vida miseravel, sofrida ao extremo, infeliz, que nao tem nada lá. porque se faz isso, porque se as pessoas percebe que existe outro meio de existir que nao seja sustentando a industria do consumo, comercio, farmacia, etc, que é possivel que cada pessoa ou grupos tenham sua alto gestao, nao vai existir mais os ricos e empresarios cheios da grana que controlam todos os meios da sociedade.
          A partir dessa manipulação de informacao é que quem mora no campo tem o profundo desejo de sair de lá e tambem construir sucesso na cidade.
          O meio rural nao é o paraiso, mas foi o paraiso porque atualmente o ser humano esta destruindo e desmatando o ambiente para extrair minerio e construir os produtos que o escravo moderno tanto deseja. Tenho certeza que antes seriamos apenas coletores de frutas, raizes, plantas e vegetais, sem a necessidade de plantar quase nada usando nossas maos porque as matas eram tao exuberantes que alimento devia se achar em todo canto. O problema é que as pessoas pensam que alimento é o congelado de supermercado, conforme eu disse antes. Hoje resta pouco das matas, como é o caso da mata atlantica estimada em apenas 8% do original se nao me engano no numero.

          E somos sim responsaveis por criar o ladrao, bem como os politicos corruptos que estao em brasilia. Do momento que passamos a OSTENTAR, termos mais que o necessario para nossa sobrevivencia, somos culpados ou responsaveis. Aquele empresario que tem meia duzia de carroes na garagem, é culpado porque ele tem mais que precisa para sí seguindo a linha de consumir e comprar sempre mais. Mas conforme eu disse antes, nao existe espaço para todos serem patroes porque senao nao existe servos e escrevos para servir. Mas o pobre que mora na favela tambem quer ter a ferrari, mas ja que esse pobre nunca será patrao, ele vai roubar mesmo porque ve o empresario ostentando, esbanjando de nariz empinado chamando o pobre de ralé. Ai meu caro, é inevitavel o conflito pessoal que evolui para o conflito global entre naçoes e interesses de mercado. Essas disputas internacionais sao nada mais que evolacao das disputas locais. As guerras começam nas disputas entre times de futebol, em jogos olimpicos, nas escolas e faculdades (quem tira a melhor nota) e no

          • nos.empregos para.quem vai ter o melhor cargo.
            O ladrao pode nao ter consideracao pelo proximo, tao pouco é o “rico” que tem mais do que precisa para sí. Nao precisa ser casas ou carros, a ostentaçao pode ser com coisas menores, celulares, roupas, tvs e.essas.coisas.

            Sinto por seu pai ter passado fome, nao desejo isso para ninguem. Uma necessidade de existencia, se.alimentar e muitos passando fome. Como é o caso dos grandes latifundiários que compram “paises” de terras para.lucrar e deixar familias sem um lugar para plantar o alimento. Eu trabalhei em uma fazenda organica onde kilos de alimentos estragavam porque nao tinha o que fazer ou quem comer (so virar adubo mesmo). Pior era que quem trabalhava lá nao dava valor a aquele alimento. Infelizmente é outra vez a.manipulacao de informaçao das industrias farmaceuticas, alimenticias,etc dizendo que doenças sao normais é que a cura só se da comprando remedios e planos de (doença) saúde.

            Tudo isso que eu falei, esses exemplos que eu citei, tudo isso em nome do capital, do ter individualmente como alguns citaram nos comentarios anteriores, “capital nao é soma zero”. Mas se esquecem que a felicidade esta no Ser e nao no Ter. aí depende do que cada pessoa espera.fazer de sua vida. Conversas cheias de intelectus de.nada servem. E la.no fundo da questao, esse modelo atual, em todas as areas e seja la qual rotulo coloquem, capitalismo, comunismo, imperialismos, mazoquismo, individualismo nao.importa, nao presta é podre de cima abaixo.

            Eu to falando isso tudo, mas quem é que liga, quem é que realmente se importa com o semelhante ou com a situacao doentia da sociedade, ou mesmo com a situaçao pessoal de.cada um. As pessoas usam seus corpos de.qualquer jeito, comem um monte de porcarias, injetam drogas, vivem estressadas ao extremo, fazem o pior de sí. Aí claro né, como uma pessoa desse jeito vai pensar ou considerar algo, alguem ou o meio em que vive???
            Rarissimos sao os que tentam um esforço individual e dao os primeiros passos para sair desse meio de vida que na.minha minha opiniao deveria se chamar meio de. morte.

            Concordem ou discordem mas é a real.

          • Parabéns Guilherme.
            Diante desse cenário, esto me mudando pra Suíça, pois lá existe certa harmonia do campo com a cidade uma vez que a maioria de suas cidades estão integradas com o meio rural.
            Estou cansado, desempregado e enjoado dessa disputa por cargo e salário. Lá vou executar qquer serviço, sabendo que mesmo ganhando pouco, lá se torna muito em relação ao que existe e ainda está por vir por aqui. Vou ver se junto uma grana pra comprar um sítio no norte ou no nordeste para viver uma vida longe desse conforto supérfluo. Tenho 49 anos, uma saúde de ferro, tenho conhecimento de química, física, marcenaria, carpintaria, mecânica, trabalhei na roça, me viro em qquer lugar. Mas para tudo, inclusive começar alguma coisa precisa-se de “trabalho e capital”. Grande abraço.

          • Pois é Roberto, o Brasil, um país que ainda possui (apesar de já ter sido muito devastada) uma biodiversidade incrível, matas e florestas exuberantes e as pessoas não dão valor, derrubam as florestas para vender soja transgênica. Tanta terra por aí para plantar, florestas cheias de alimentos e as pessoas ainda serão capazes de matar umas as outras em momentos de catástrofes e problemas criados por elas mesmas.
            Os governos fazem o que quer das terras, expulsam os nativos como se eles fossem os donos esses sem vergonhas de paleto de brasília. Os maiores ladrões são os mais bem vestidos.

            Parabéns a você também Roberto por perceber essa situação e tentar e buscar uma saída. Provável que em nasce ou é criado em família de agricultores (responsáveis) sejam privilegiados. Tolos são aqueles que não querem enxergar e ficam buscando subterfúgios ilusórios.

          • O problema é que quando vamos fazer alguma coisa diferente, quando propomos mudanças diferentes de todos os outros e outras, logo nossos parentes, amigos, pais, filhos e filhas, etc dizem que somos loucos, negativam, brigam conosco, etc aí ficamos sozinhos e nós sentimos excluídos das pessoas que sempre estiveram a nossa volta.
            Desse jeito tem que ter muita vontade para realmente seguir em frente, por isso que (quase) ninguém faz grandes transformações e fica na mesma inercia a vida inteira.

  3. Isso não é socialismo. É como chamar um triângulo de círculo e depois não entender por que não é arredondado.

    • Ninguém mais além dos militontos cai nesse discurso furado de que “não era socialismo” quando o socialismo que vocês defendem dá errado. A era do monopólio do discurso da esquerda acabou, é socialismo sim e vamos fazer questão de lembrar isso todo o tempo.

  4. Esses fatos o professor de história não sabe explicar, ou quando tenta se baseia no Senso Comum do “MÍDIA COXINHA MANIPULADORA”, “TEM INTERESSES POR TRÁS”.

  5. Que bobagem, não precisamos é de nenhum sistema desses. Bom mesmo é a inexistência de governos e, principalmente, de dinheiro. Focar na produtividade e eficiência na administração dos recursos. Todos exercendo o que gostam de fazer sem o propósito do dinheiro, fonte de desigualdades no mundo. Isso que estamos vendo é a inevitável falência desses sistemas e o colapso global que se aproxima se não nos atermos as mudanças que precisamos fazer.

  6. que coisa nao, graças ao socialismo, rsrs, o capitalismo tbm nao esta dando certo, o problema nao é esse nao, tem muita coisa errada, nao é só muda de socialismo para o capitalismo, pessoal querendo fazer uma lavagem celebral em vcs.

    • Os países mais capitalistas do mundo são os que têm maior PIB per capita, melhor qualidade de vida, maior IDH, etc. Mas não, o capitalismo “não está dando certo”, bom mesmo é o socialismo (sim, culpa do socialismo) que impera na Venezuela.
      Quem sofreu a lavagem cerebral foi você.

    • me aponte um local onde o capitalismo não esta dando certo, ou que no mínimo não tenha melhorado consideravelmente as condições de vida da população em geral? todos os lugares que vc acha que o capitalismo esta dando errado, pode ter certeza, tem muita toda influencia de algum governo (regulamentações, taxações excessivas, etc), e isso não tem relação nenhuma com capitalismo e livre mercado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here