Ditadura cubana lidera campanha contra “golpe à democracia brasileira”

Após receber duras críticas do chanceler José Serra, que abertamente repudiou as críticas de governos bolivarianos em relação aos acontecimentos políticos no Brasil, a diplomacia cubana faz campanha nos órgãos internacionais contra o governo interino de Michel Temer.

A ditadura cubana tem sido um dos principais países beneficiados pela gestão do PT. Cuba já recebeu, durante a gestão Dilma, R$ 1,1 bilhão em financiamento do BNDES para contratar serviços brasileiros, R$ 1 bilhão para construção do Porto de Mariel – que foi destinado para a Odebrecht, empresa amplamente investigada pela operação Lava Jato -, e R$ 2,8 bilhões no programa Mais Médicos.

Perder os repasses bilionários do Brasil é a última coisa que a ditadura dos Castros quer para o país.

Vaquinha O ILISP tem atuado contra a legalização do aborto e em defesa do direito à vida no STF. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here