Em consulta popular, 96% apoiam independência do Sul do Brasil

O movimento “O Sul é o Meu País”, defensor da independência dos três estados do Sul do Brasil (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) realizou no último sábado (06), um plebiscito popular para consultar a opinião dos eleitores da região sobre a independência.

De acordo com o site oficial do movimento, o objetivo é alcançar a “emancipação de forma pacífica e democrática, levando à construção de uma nação soberana”. Com 100% das urnas apuradas, 96,26% dos votantes foram a favor da independência da região em relação ao Brasil. Cabe salientar que a consulta teve a participação de 364 mil eleitores, o que corresponde a 1,71% do total de eleitores da região (21,2 milhões, de acordo com dados do TSE). O movimento deseja realizar um plebiscito formal nos próximos anos para consultar toda a população da região.

A autodeterminação é um direito, de origem liberal, e significa a liberdade para que os habitantes de um território (seja vila, bairro, cidade, distrito, estado ou territórios adjacentes) declarem, por meio de plebiscito livremente conduzido, o desejo se tornar independentes do estado a que pertencem atualmente e formar um novo estado ou tornar-se parte de outro estado.

SHARE
Marcelo Faria

Presidente do ILISP e empreendedor.

4 COMMENTS

  1. Eu sou contra a separação de qualquer estado do Brasil. E sinto-me particularmente desconfortável com a direita dando visibilidade para isso.

  2. Norberto Bianco, você se esqueceu que daqui do Sul sairam Gleisi Hoffman, Roberto Requião, Leonel Brizola, Tarso e Luciana Genro, Olívio Dutra…

  3. É um plebiscito interessante mas o país inteiro tem que votar, pois tecnicamente ainda são brasileiros. Não tem como reconhecer “um quarteirão de 20 casas que fez uma votação, da qual apenas três casas participaram, para formar uma nova cidade”.

  4. Bem, a meu ver, a única surpresa deste plebiscito é o fato de haver apenas 96% a favor da emancipação. Pelo que acompanhei, o referendo foi realizado dentro de redutos francamente separatistas, em um universo que compreende menos de 2% da população. Logo, o referendo deveria apontar 100% dos votos pro-separação.
    Com relação ao ponto de vista ideológico, vale lembrar ao ILISP que, se os demais estados brasileiros produziram aberrações como Paulo Maluf, José Sarney, Ciro Gomes, Lula e Renam Calheiros, estes ao menos são apenas meros oportunistas que visam somente o enriquecimento pessoal por meios ilícitos. Já os estados do Sul, em especial o RS, historicamente são grandes celeiros de comunistas e nacionalistas da pior espécie, que não somente visam o enriquecimento pessoal, como também a implantação de um regime totalitário e liberticida.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here