Em crise, Grupo Folha coloca PagSeguro e outros serviços do UOL à venda

Após demitir jornalistas da Folha de São Paulo, o Grupo Folha segue buscando formas de continuar existindo. A mais nova decisão do grupo foi colocar à venda o segmento de serviços do UOL, que inclui Pagseguro, UOL Mail, UOL Vídeo e outros serviços menores, em um negócio orçado em R$ 1 bilhão. O banco Rothschild está assessorando a venda, que não inclui a área de conteúdo do UOL, e servirá para manter o segmento de mídia existindo.

As vendas do jornal Folha de São Paulo, carro-chefe do Grupo Folha, caíram vertiginosamente nos últimos anos. De acordo com números do Instituto Verificador de Comunicação (IVC) – financiado pelas próprias empresas de mídia para auferir o alcance de cada veículo e informá-lo ao mercado publicitário – a circulação diária média do jornal caiu de 239 mil jornais em dezembro de 2013 para 166 mil em abril de 2016, uma queda de 30% em menos de três anos. A queda na circulação diária média da versão impressa não foi acompanhada por um grande aumento na versão digital do jornal, com a circulação digital subindo apenas 2%, de 134 mil em dezembro de 2014 para 137 mil em abril de 2016.

Vaquinha O ILISP tem atuado contra a legalização do aborto e em defesa do direito à vida no STF. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

34 COMENTÁRIOS

  1. Inevitavelmente, quem não tem compromisso com a verdade
    acaba se afogando na própria lama.
    Qualquer pessoa normal sabe disso.

  2. Quem diria que 1 ano após essa notícia o enganador,incompetente e desonesto Peigo seria demitido!!!!!!!!!!
    O cabide da solvo está caindo.

  3. Bonito mesmo é ver a ascensão de carreira dos Familiares e “Chegados”. Em menos de um ano os irrelevantes “peões” se tornaram Gerentes de alguma coisa das quais nunca ouviram falar na vida, sem o mínimo preparo e/ou conhecimento para tal cargo.
    Por isso, a melhor opção é a venda, porque em qualquer empresa “descente” e com código de ética definido, “protegeria” o abuso de poder e autoritarismo desnecessário realizado por estes.

  4. Deixou há muito tempo de ser um jornal imparcial para aderir ao EXTREMO ESQUERDISMO é notório que o jornal praticou suicídio jornalístico.
    Hoje, quem lê esse jornalão tem a mesma impressão que está lendo O Pasquim, Granma de Cuba ou outros jornais comunistas.
    Os jornalistas e redatores parecem que fizeram curso de jornalismo en Cuba ou Coréia do Norte.

  5. trabalhei lá…compraram a Diveo….e acharam que DTC e igual tratar mídia digital. .com gestores incompetentes como Armando Amaral Head e Luiz Peido…os caras com curso de Tecnólogo….dando o viés na empresa…pois empresa de dono…só podia dar nisso. …E eminente a falência. ..bola cantada a mais de 4 anos….taí o resultado. O duro que esses caras vão para outras empresas. ..e continuaram fazendo Merda….

  6. A culpa é sempre do outro. Querem fazer parecer que não tem a ver com a quebra da teta petista. Tem mais jornais entrando pelo ralo com o fim da imprensa rabo preso.

  7. Jornal lixo. Merece a crise em que se encontra. Vai desaparecer do mapa tal qual o partido que agoniza na lama da corrupção.

  8. Seria mais dígno deixarem o PT comprar e transformar em um jornal partidário, na prática não ia mudar nada pro leitor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here