Escola de samba que defendeu CLT empregou somente 3 trabalhadores com CLT em 2017

206
125

O desfile da escola de samba carioca Paraíso do Tuiuti repercutiu na última segunda-feira (12). A escola fez referência aos 130 anos da Lei Áurea e incluiu em seu desfile a ala “Os Guerreiros da CLT” com “trabalhadores que portavam carteiras de trabalho” para criticar a reforma trabalhista e a “exploração” dos trabalhadores; e um carro representando um “navio negreiro com a ala dominante se impondo sobre os trabalhadores” tendo um “vampiro neoliberalista” com a faixa presidencial, numa alusão a Michel Temer que, com o apoio do Congresso, aprovou a Reforma Trabalhista.

Uma consulta feita pelo ILISP aos microdados do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) do Ministério do Trabalho, entretanto, mostra que a escola de samba empregou somente três trabalhadores pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) no ano de 2017, mesmo tendo utilizado dezenas de trabalhadores para preparar fantasias, carros alegóricos e demais componentes do desfile.

Na medida em que o Código e Descrição de Atividade Econômica (CNAE) de escolas de samba é bastante específico (94936) e os dados permitem filtrar contratações feitas por bairro (no caso da Tuiuti, o bairro de São Cristóvão), o ILISP verificou que somente três contratações foram feitas por “organizações associativas ligadas à cultura e à arte” no bairro sede da Paraíso do Tuiuti – a única escola de samba do bairro – em 2017.

Duas das contratações ocorreram em maio de 2017: dois jovens aprendizes de 16 e 17 anos de idade foram contratados por 20 horas semanais cada, com prazo determinado e salário de R$ 553,00 mensais. Em outubro de 2017 ocorreu a terceira contratação: um homem de 23 anos de idade e ensino superior completo foi recontratado por 40 horas semanais e salário de R$ 2.618,00 por mês. O número de trabalhadores contratados é certamente insuficiente para preparar um desfile de escola de samba.

Dados do CNPJ da Paraíso da Tuiuti utilizados na pesquisa do ILISP: CNAE (94936) e Bairro (São Cristóvão). Fonte: Receita Federal.

 

206 COMMENTS

  1. Pois é!!!

    Todo mundo adora reclamar.

    Agora dar o exemplo que é bom…

    Se ainda levantar de onde vem a grana de doações para as escolas de samba, saber-se-á que não tem nada de glorioso, cultural e social.

  2. As igrejas também tem cnpj, e não tem empregados. Não gosto de carnaval, mas não adianta querer ser ignorante radicalizando.

    • Se ela tiver funcionários trabalhando diariamente em horário comercial terá sim empregados com CLT. Diversas possuem.
      No mais, querer comparar igrejas com uma escola de samba que recebe milhões de reais por ano para fazer um desfile é, no mínimo, ingenuidade.

    • Eu NUM tô falando que tetista só aprende pro mal. Comparando carnaval, com quarta feira de cinzas. PS:Na igreja os funcionários são registrados Sim (redundância).

    • Tá cheio de “voluntários” (maioria bolivianos) nas fabricas de roupas baratas na feira da madrugada em SP.

      A informalidade está mais ligada a origem da grana das doações para as escolas de Samba. (Todo mundo sabe mas ninguém diz)

      No passado era os bicheiros que financiavam. Agora é o “comando”.

      É tão fácil provar. Basta ir a um ensaio. Só pode ser convidado e tem que ter autorização da “chefia”.

      Não há brigas, todos se respeitam, até porque a pena é alta para quem desrespeita a “lei” local.

  3. Qualquer um que trabalhe com produção cultural, sabe que os tipos de serviços prestados, para realização de um serviço como o da escola de samba, são contratações por demanda. Você contrata o marceneiro, para ele te fazer um serviço, você não o contrato para ele ficar a sua disposição…. Serviço feito e pago, está tudo dentro da lei.

  4. Paciência! é ridículo levar escola de samba a sério. Tem dinheiro de tráfico, jogo do bicho. portanto, eles não tem moral nenhuma para criticar ninguém, puro blá blá blá sem noção.

  5. Eu sei que vcs são um pouco mais inteligentes do que isso! Escola de samba NÃO É EMPRESA! Obviamente não assina carteira de ninguém! Trabalho voluntário, conhecem? E foi certinha em cobrar tudo que cobrou, provando que carnaval não é alienação!
    P.S.: seria hipocrisia se fosse uma empresa, mas não é o caso! Vcs tem capacidade pra entender isso né? Espero que sim!

    • minha filha, nota-se que consta número de inscrição no CNPJ ou seja, é uma empresa, não importando o ramo de atividade, se contrata trabalhadores, TEM QUE FAZER REGISTRO EM CARTEIRA PROFISSIONAL, deu pra entender, ou quer que desenhe?

      • Deu pra entender não! Desenha!

        Até Sindicato, Igreja e Tribunal de Justiça tem CNPJ, meu filho! Isso não significa que seja uma empresa com fins lucrativos!

        • O fato de não ser uma empresa não isenta a entidade de registrar seus trabalhadores por meio da CLT como a própria escola defende.

          • Ano passado vocês disseram que a informalidade é uma forma de burlar a burocracia e assim gerar empregos e promover o empreendedorismo… Agora que se viram retratados no desfile da Tuiuti, defendem a carteira de trabalho???? Duplipensar…

          • Quem fez um desfile defendendo a CLT enquanto contrata sem CLT não fomos nós.

          • Repito que o cara acima falou, durante o ano todo não é necessário contratação de pessoas mediante CLT e durante o carnaval se solicita trabalhadores temporários, mas a maioria é voluntario. Outro detalhe que escola de samba tem CNPJ por um motivo burocrático, para ter acesso, para ser reconhecida, isto é um critério do estado e município, não sendo necessário trabalhadores de CLT, porém a maioria dos voluntários , participantes e espectadores são pessoas que são da CLT ou se viram obrigados a sair dos seus empregos para serem recontratados por um valor menor e sem beneficio. Acho valido a denuncia e também toda manifestação popular sem nenhuma ligação politica , mesmo por que não se viu LULA, PT ou o caralho, pode achar ruim a vontade , o povo esta sendo prejudicado, ai vem uma .org falar merda e um monte de idiota adorando fugindo totalmente do contexto , agora me fala se é tão esperto, para que uma escola de samba contrataria todo mundo por CLT sendo que somente uma vez por ano ela precisa trabalhar???? Não vejo logica nisto, associar qualquer direito do cidadão a algo ruim e idolatrar ladrões que os tira, por que é isto, se vão contra quem quer de volta seus direitos, automaticamente está a achar que temer fez um bom negocio, vão lá babar mais ovo de Temer

          • ISENTA SIM Marcelo! Pois a obrigatoriedade de registro na CLT é para atividades comerciais com relações de trabalho formais onde o lucro da empresa é obtido nessa relação de produção! Além do vínculo empregatício duradouro. Não é o caso de uma Escola de Samba!

            Claro que algumas podem assumir um funcionamento mais próximo da atividade empresarial, mas não há obrigatoriedade alguma nisso para efeitos de preparação para o desfile.

          • Se não fosse o caso de uma escola de samba, ela não teria registrado três pessoas como CLT.

      • Eu criei uma ONG em 2003 para difundir práticas integrativas. Temos CNPJ e todos que atuam são voluntários. O terceiro setor também tem CNPJ, mesmo não sendo empresas e sem causar lucros.

    • O Condomínio residencial (sem fins lucrativos) onde resido, tem 5 (cinco) funcionários, e TODOS com Carteira de Trabalho e com recolhimento de INSS e FGTS. Tendo ou fins lucrativos, toda entidade que tiver trabalhadores, estes têm que ter Carteira de Trabalho.

    • Desculpa, até existe trabalho voluntario na escola. Mas a maioria é remunerado. todos terceirizados. Contratados por produção. E quase a preço de banana. Muita hipocrisia esse desfile. Pessoas trabalham para ganhar uma ninharia para confeccionar essas fantasias. Já tive vários parentes que trabalharam para escolas de samba. É assim em praticamente em todas.

  6. Amados, só quem viveu ou vive em comunidade sabe do que se é capaz para colocar uma escola de samba na rua. Existe sim trabalho voluntário, trabalho por amor à escola e trabalho por contrato de prestação de serviços. Seria impossível a uma agremiação deste tipo, assinar carteira de todos e isso é óbvio. Mas algumas pessoas não se conformam com a verdade do que foi apresentado na avenida. Paciência Senhor! Eles não sabem o que dizem!

    • ah…trabalho por contrato, o VULGO: TRABALHO TERCEIRIZADO…fala sério…..AMIGÃO….as escolas cobram as fantasias….recebem por tudo q vc vê na avenida…nada daquilo é POR AMOR……são AGREMIAÇÕES…como os clubes….TEM SIM Q REGISTRAR TODOS Q PRESTAM SERVIÇOS e MAIS, tem q recolher FGTS, INSS pagar horas extras…acredito q os membros da comunidade façam por amor….MAS AS ESCOLAS FATURAM ALTO COM ISSO….E: se eles vendem RECEBEM se RECEBEM e não distribuem, ficam com o dinheiro…ATÉ OS CAPITALISTAS fica APENAS com o EXCEDENTE da produção, parte VAI PRO TRABALHADOR…..os comunas agora vem c/essa novidade…fala sério

  7. Incoerentes ,incoerentes são estes “falsos socialistas “só sabem apontar erros e fazem pior.É tipo aquela expressão :tem raiva de quem tem ,mais não vive montado em mordomias.

  8. Então tá… Vamos ver a fiscalização do MT? Vamos dar uma olhadinha no patrimônio e ver se é compatível com o salário? Se as Escolas de Samba fazem isso, é porque não há fiscalização e se há, onde estão os autos lavrados? Se houve fiscalização e não tem autos, pra onde foi a “grana”? Olha, vamos deixar de “mimimi” e falar sério! Depois que o Carnaval virou “Sambódromo” e a Associação das Escolas saiu das mãos dos “Corretores Zoológicos” e foi pras mãos da Liga, com influência política comprovada, virou isso aí. Se fala das Escolas mas… E a Liga? Cadê a prestação de contas, etc…? Fala sério!

  9. A fiscalização trabalhista s concentra muito n setor rural mas existem muito mais irregularidades n setor urbano afinal o q s quer realmente? Demostrar algum trabalho qdo s fiscaliza uma ou outra propriedade rural? Qdo com certeza onde existem mais empresas e trabalhadoras é n região urbana, ou será q o ministério acredita q n há irregularidades nas cidades? Existem muitas, talvez n queiram fiscalizar n sei por qual motivo.

  10. Seria intetessante que a Paraíso do Tuiuti viesse a público e esclarecer esses pontos. Não é só aqui que estão questionando essa situação.

  11. Do carnavalesco lacrador da Tuiuti, Jack Vasconcelos, explicando os 13 anos de silêncio da escola, frente à roubalheira do PT e associados:
    “Hoje somos oposição e antes éramos parceiros do poder e não podíamos arranhar a relação. Enredos mais críticos não eram incentivados.”

    Sou do Rio e conheço bem a fauna local. Jack é ligado ao PSOL e ao Marcelo Freixo, seu guru da lacração.

  12. As outras escolas de menores portes como farao para se progamarem,para movimentarem-se seus barracões, assinariam todas as carteiras dos colaboradores,e a verba para isto de onde viria do governo ,olha o problema.acabaria oCARNAVAL.

  13. Isto quer dizer: conseguiram trabalhadores voluntários, não é proibido, se tu não consegues isto para a tua empresa é porque o teu produto é ruim e as pessoas têm vergonha de se envolver com ele.

  14. Amigos,

    Temos que ter o cuidado quando estas informações são divulgadas e colocadas na rede internet de computadores.

    A pergunta que não quer calar:

    – A quem interessa esta divulgação???

    Se a divulgação for verdadeira, é no mínimo estranho o que as agremiações de sambas recebem para se manter, durante um ano, é o suficiente???

    Se sim, o número de funcionários é o adequado???

    Uma coisa, é administração, outra coisa é a remuneração dos dirigentes e pagamentos de fornecedores de serviços e materiais.

    São estes que devemos auditar, ou seja, se eles estão recebendo de acordo com o estatuto social ou por uma gestão administrativa financeira???

    Se sim, qual é a irregularidade???

    Gente, é muito fácil acusar e apontar defeitos. Difícil é aprofundar nas irregularidades que não são apresentados num simples CAGED, balanço patrimonial ou demonstrações de resultados. Temos que avaliar outros dados, bem como, a gestão dos recursos financeiros e das aplicações destes recursos. Aí sim, poderemos ter surpresas das origens destes recursos e aí saberemos como estas agremiações sobrevivem… Lembram dos donos dos Jogos de Bichos??? Pois é, será que não poderemos encontrar um lavagem de dinheiro nestas agremiações???

    Por isso, antes de acusar o número de funcionários, temos que ver de onde está vindo este dinheiro e para onde está indo também. E para isso, basta uma contabilidade regular. Agora, se não tiver, aí já e fraude mesmo!!!

    Confesso que pelo número de funcionários, certamente tem mais diretores que funcionários nestas agremiações. Que tal começar por aí???

    • Amigo. O problema citado não é o dinheiro. E sim os funcionários que estão trabalhando sem carteira assinada e a escola cobrando isso na avenida, é hipocrisia isso. Cobra uma coiaa que não se faz. Tipo a Cristiane querendo ser ministra do MTE.
      Agora sobre desvio de dinheiro tem de averiguar tbm.

  15. O próximo problema vai ser: Como esquerdista não aprende (aprende só para mal), já tô até vendo eles pedindo dinheiro dobrado para a prefeitura, “pra pude registra todos nossuus 171 mil trabaiadores das iscolas”. A criação de 171 sindicatos dos: passistas, abre alistas, mestres salista, porta bandeiristas, etc; fora o resto (como diz o velho marinheiro).

  16. Vanderlei, eles se apresentam um dia no ano, mas os barracões trabalham o ano todo, ou vc acha que os carros alegóricos, fantasias surgem com passe de mágica? Da próxima vez tente ser melhor.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here