Fim de programa protecionista fará carros importados terem livre entrada no Brasil

A Organização Mundial do Comércio (OMC) deu um prazo de 90 dias para o Brasil suspender o Inovar-Auto, de acordo com relatório divulgado no último dia 30 de agosto. A OMC considerou que o Inovar-Auto é um subsídio ilegal que fere o livre comércio e afeta empresas estrangeiras de forma injusta.

Em vigor desde outubro de 2012, o Inovar-Auto definiu que cada marca só poderia importar 4.800 carros por ano sem a sobretaxa de 30 pontos percentuais do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), inviabilizando importações acima do teto. De lá para cá, com a menor concorrência e a crise econômica criada pelo governo Dilma-Lula, a produção de veículos no país caiu 42% e ocorreram 35,9 mil demissões nas montadoras.

O governo brasileiro já informou que irá recorrer da decisão, mas a chance dela ser revertida é muito baixa. Com a extinção da sobretaxa e das cotas de importação, novos modelos de carros devem chegar ao Brasil, os preços dos carros nacionais e importados devem cair com a maior concorrência e a venda de importados no ano que vem deve dobrar – chegando a 60.000 unidades – gerando empregos em setores da cadeia como concessionárias, oficinas de manutenção, importadoras e publicidade.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here