Grevistas da USP tentam interromper professor de física, que reage (Assista)

Grevistas tentam interromper aula de professor no barulho. Sylvio Salinas, do Instituto de Física da USP, indignado com a truculência dos militantes esquerdistas, fecha a porta na cara deles.

Esse tipo de atitude, conhecido por “piquetes de greve”, que já foi proibido pela justiça, é uma prática bastante comum dos grevistas. Eles não conseguem convencer a maioria a entrar em greve e tentam de maneira fascista forçar todos a aderirem o movimento deles.

Assista:

 

 

 

Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

20 COMENTÁRIOS

  1. Recomendo ao ILISP antes de postar um vídeo que tem fortes indícios tendenciosos.
    Procurar conhecer a história do professor Salinas diante de qualquer movimento estudantil que seja.
    Na verdade ao não mostrarem a história deste profesdor ao longo de sua carreira sendo contrário a toda manifestação estudantil o vídeo acaba mostrando só a verdade que os senhores querem vender ao seu público.

    • O que vi me bastou. Nao preciso de uma elegia para entender que alguns seguem sua etica profissional e outros simplesmente aderem a modismos gerados pela esquerda.

    • Só vi um professor não querendo fazer greve. E isso, tem total direito – independentemente de quem ele seja ou do que já tenha feito.

    • Quase provocam um ataque cardíaco no professor. Falta de respeito absoluta destes alunos.
      Parabéns prof. Salinas.

  2. Gostaria só de pedir que nos textos não chame essas pessoas de grevistas. Greve é um direito constitucional do trabalhador que, caso esses mimados não saibam, não pode ser feito mediante coação ou impedimento de outras pessoas de ir e vir. Tá lá, tudo na constituição. O que está fora de lá é ilegal e inconstitucional. Portanto, por gentileza, grevistas não são. Podem ser tudo: arruaceiros, desocupados, sem noção, tudo, menos grevistas. Eles não trabalham na USP e muito menos estudam (apesar de serem sustentados pelo dinheiro de nós, pagadores de impostos), apenas atrapalham aqueles que querem estudar. Existem várias formas de se dialogar e reivindicar, mas esses fascistas não conhecem o termo civilidade. Não os trate nem denomine como se fossem pessoas a reivindicar algo de forma legítima, como são aqueles que fazem greve dentro dos moldes legais.

  3. Haha foram se meter logo com o professor Salinas que foi expulso do ITA e preso da ditadura militar durante seus tempos de graduação devido a sua militância de esquerda.

    • Nuossa!!! Não acredito!! Você achou um erro de português??? =O =O =O
      Mítico esse Chuck Norris, já pensou em ser fiscal de letras da internet? Você tem futuro, sério mesmo. Você acaba de ser transportado para o palco da bajulação, onde todos fazem filinha pra apertar sua mão e sonharem em um dia serem igual a você, perfeitinho sagaz e dentro-da-lei do mundo das palavras.

    • És um idiota em generalizar.
      Além da burrice gritante por não saber sequer associar ou definir algo com fascismo…

      • Generalização alguma. O Partido Nacional Socialista, anteriormente conhecido por Partido dos Trabalhadores alemão baseava-se no modelo fascista e sindicalizou ate as forças armadas alemãs, criando sua versão paralela.
        Seria mais educado e inteligente de tua parte, citar fontes e fatos antes de acusar de burrice outra pessoa. Onde estão teus argumentos? Chamar de burro, bolsominion, facista, etc, não te torna mais inteligente, apenas mais indigno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here