Homem de peruca é autorizado a jogar futebol feminino

A Federação de Futebol Australiano Feminino (AFLW) autorizou o jogador Callum “Hanna” Mouncey a participar da segunda divisão do campeonato feminino. O futebol australiano é uma variação do futebol americano mas sem proteções (como o rubgy).

Callum chegou a jogar 22 partidas pela seleção australiana de handebol masculino, incluindo a Campeonato Mundial de Handebol Masculino de 2013, e decidiu iniciar o tratamento com hormônios femininos em novembro de 2015.

Meses depois, Callum tentou jogar em um time de handebol feminino do país, mas seu pedido foi negado pela Federação Australiana de Handebol (AHF) em outubro de 2016 por usar hormônios femininos há menos de 12 meses.

Em outubro de 2017, Callum decidiu jogar futebol australiano e fez o pedido de autorização à Federação de Futebol Australiano Feminino (AFLW), tendo sido novamente rejeitado por ter 1,90 de altura e mais de 100 quilos. Este ano, entretanto, a AFLW voltou atrás e resolveu incluir o homem com peruca no futebol australiano feminino em prol da “diversidade”.

Vários clubes da liga semi-profissional já manifestaram interesse em contar com o jogador. Callum afirmou em seu Twitter que está feliz com a decisão, mas que não irá agradecer a Federação porque apenas foi “autorizada a fazer algo que qualquer australiana pode fazer”.

Callum “Hanna” Mouncey foi autorizado a jogar futebol feminino na Austrália

22 COMMENTS

  1. O mundo passa mesmo por uma fase de esquizofrenia coletiva. Será preciso que o esporte feminino seja totalmente dominado por homens de peruca para haver um basta nisso? Teremos que esperar que todas medalhistas olímpicas sejam XY para despertarmos desse pesadelo?

  2. Cara na boa, esse mundo moderno com relativismo moral é uma piada… Eu quero ver o circo pegar fogo mesmo, estamos na era do empoderamento masculino KKKKKKKKKKKKKK

  3. Cada dia que passa esse mundo fica mais doente! E milhões acham graça,acham bonito,politicamente correto e por aí vai! Um dia iremos despertar de todo esse pesadelo,mas aí pergunto: Não será tarde demais?

  4. Acredito que na Austrália, deva existir mulheres com tal porte a ponto de disputar um corpo a corpo com ela (e). Ideologias e conceitos pessoais a parte, nada de estranho ou anormal nesse episódio! Lembremos que a verdade é um mero conceito abstrato, de cunho pessoal e jamais pode ser questionada ou discutida com quem quer que seja!!!
    Fuiii

    • “… nada de estranho ou anormal nesse episódio!” “…verdade é um conceito abstrato…”… impressionante quando o algumas pessoas conseguem inventar argumentos para encaixar suas teorias bizarras..

  5. As diferenças entre os gêneros ocorrem devido aos hormônios. Se os hormônios de Hannah correspondem aos de uma mulher, não faz sentido chamar de “homem de peruca”. Estranho que um site com o slogan “Viva a liberdade” critique a liberdade de associação.

    • esta chamando uma pessoa que tem todo o corpo construído como de um homem, onde o mesmo jogou pela seleção australiana de handebol, com treinamento e aprimoramento como homem, e hoje sua taxa hormonal esta sendo controlada, mas isso não muda os fatos,FATOS ela tem FORÇA de um HOMEM, sistema respiratório e cardíaco de um HOMEM, e toda a estrutura óssea de um HOMEM desenvolvido com muita testosterona e treinamentos para jogar contra HOMENS, mas esta certo HUGO ela esta sendo injustiçada, e deve jogar com mulheres pq HOJE ela esta com taxas hormonais femininas.

    • Hugo,uma coisa nada tem a ver com outra.Apesar que nos anos em que morei nos EUA,eu via meninos e meninas jogando futebol junto e até mesmo adultos.Mas nesse caso era mais por passatempo.No caso desse rapaz aí,ele é bem capaz de machucar e muito uma jogadora se der uma entrada mais violenta nela.Temos que parar para pensar um pouco ok? Não custa nada.

      • Por que você não para pra pensar um pouco também? Não existe qualquer intervenção estatal isso. Os entes estão decidindo voluntariamente por permitir isso apesar das diferenças anatômicas. Suspendo meu interesse a partir do momento em que inexiste coerção envolvida. O que isso tem a ver com liberalismo? Mudem o nome para Instituto Conservador de São Paulo.

        • O liberalismo não ignora a biologia e nem defende que homens compitam com mulheres gerando claras ameaças aos direitos à vida, liberdade e propriedade das últimas.
          Não é porque não é uma intervenção estatal que não deve ser criticado por liberais.

          • Participa quem quer. Esporte gera ameaça à vida de quem o pratica. Se surgisse uma mulher de três metros ela deveria ser impedida de participar por gerar ameaça à vida das adversárias?

    • A musculatura dele foi desenvolvida com testosterona. Pra virar mulher, tem que desfazer ela toda e desenvolver de novo sem hormônios masculinos

      • Homem não vira mulher e nem mulher vira homem, aceitar algo diferente disso é abraçar a insaindade.

    • Acho interessante estas questões. Provavelmente ele(a) vai se destacar no esporte. Com o tempo, ou não tão tanto tempo assim, os clubes vão perceber as vantagens de se ter transgêneros, as mulheres vão perder espaço nos clubes e no fim teremos um campeonato de transgêneros. Como as feministas vão resolver esta questão? As mulheres vão ser destruídas pelas suas virtudes, para não discriminarem, elas vão ser destruídas em carne e osso…

    • o gênero de uma pessoa não é definido pela quantidade de hormônio que ela tem. não repita isso por favor.

      • Só existem dois gêneros na natureza: masculino ou feminino. Não se pode confundir gênero com opção sexual. O gênero não é definido pela quantidade de hormônios mas pela genética: se o cromossomo que define o gênero for XX então teremos uma menina, se for XY será do gênero masculino. Os genes são o manual de instrução do indivíduo, pois definem estrutura óssea, órgãos internos, liberação de hormônio, estrutura muscular, sistema cárdio-respiratório etc…

        Inobstante existirem mulheres com porte físico capaz de competir em pé de igualdade com qualquer homem, estas são a exceção e não a regra geral. Na média, por questões histórico-biológicas oriundas da evolução das espécies, o SEXO MASCULINO, na maioria das espécies e pelo que me ocorre, na quase totalidade dos mamíferos, é fisicamente mais avantajado e de maior porte que as do SEXO FEMININO.

        Na seara esportiva misturar homens e mulheres representa uma deslealdade ética (se a atividade esportiva depender de força, resistência etc). É como se colocassem um boxeador peso pena e um peso pesado para se digladiarem na mesma luta.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here