Juiz manda policial soltar bandido e criminoso ironiza: “mucho bom pa nós” (assista)

Um caso surreal que mostra o nível em que chegou a segurança estatal brasileira aconteceu ontem (31) em Maceió, Alagoas. Após autuar um criminoso por quebra de medida cautelar – o meliante estava inclusive de tornozeleira por ter cometido outros crimes – e verificar um conflito de informações entre o Centro de Operações Penitenciárias (Copen) e a Central da Polícia Militar sobre o local para onde ele deveria ser levado, o policial responsável ligou para o Juiz de Execuções Penais. E a resposta o deixou indignado: o criminoso deveria ser “liberado aí mesmo” porque “o Copen não está aceitando mais (presos com) tornozeleira. (…) Pela tornozeleira não estão recolhendo mais”.

Revoltado, o policial afirmou: “pra polícia ficar desmoralizada o resto do dia, eu vou levar ele em casa porque eu sou taxista, agora, de vagabundo. (…) Quando chegar na casa desse ‘cidadão de bem’ eu vou liberar ele lá, junto com a família, vou tomar um refrigerante com ele, vai ficar tudo numa boa”.

O meliante comemorou a situação: “a polícia prende e a justiça solta”. Perguntando, afirmou que a situação era “mucho bom pa nóis porque nóis faiz as coisa errada e já é já solto, é bom dimais (sic)” e que “pra mim vai (muito bem), agora pro cidadão de bem eu acho que não vai não”. Por fim, ironizou: “meto o bicho e a justiça me solta (…) e a polícia ainda vai o táxi, o carro da polícia me levar em casa porque esse é o Brasil”. Assista:

Vaquinha O ILISP tem atuado contra a legalização do aborto e em defesa do direito à vida no STF. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

6 COMENTÁRIOS

  1. Pelo oq eu entendi, o sujeito foi preso por usar drogas?!?! nesse caso, quero que a justiça seja o mais incompetente possível mesmo

  2. Cadê o vídeo? Qual o nome do juíz? Todas as notícias desse tipo devem divulgar o nome do juíz para que a vida dele se torne um inferno, ele deve ser perseguido pela população de todas as formas possíveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here