Macri planeja vender todos os aviões de grande porte da presidência argentina

Em mais um esforço para reduzir os gastos do estado feitos com o dinheiro dos pagadores de impostos, o governo planeja vender os quatro aviões que a presidência argentina possui. Macri geralmente viaja em vôos comerciais para as cidades maiores e para o exterior, logo parte do dinheiro da venda de um dos aviões será utilizado para adquirir um avião menor, de 20 lugares, capaz de aterrissar em todo o país.

A presidência argentina possui quatro aviões no momento. O Tango 01, um Boeing 757-200 e principal avião da frota, já está no processo de ser vendido. O Tango 02, um Fokker F28 Fellowship, será o próximo da fila. O Tango 03 já tem destino certo: um museu. E por fim o Tango 04, um Boeing 757-500 com 23 anos de uso, foi comprado pela socialista Cristina Kirchner em 2014, mas foi entregue sem as turbinas funcionando e também será vendido. Apenas o Tango 10, um Lear Jet 60 com capacidade para 10 passageiros controlado pela Força Aérea, será mantido por enquanto para as situações em que o presidente tenha que viajar rapidamente ao interior da Argentina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here