Maduro implantará o sonho da esquerda brasileira: a “taxação das grandes fortunas”

Além de quintuplicar o salário mínimo em poucos meses – um sonho de keynesianos, “desenvolvimentistas” e entidades ligadas a sindicatos como o DIEESE – o ditador socialista da Venezuela, Nicolás Maduro, irá implantar o sonho da esquerda brasileira: a “taxação das grandes fortunas”.

Uma bandeira histórica do PT e também defendido por linhas auxiliares dos petistas como PSOL e Fernando Henrique Cardoso, a taxação de grandes fortunas foi proposta na última sexta-feira (07) por Maduro à Assembleia Constituinte, eleita de forma fraudulenta e composta somente por apoiadores da ditadura, e deve ser aprovada muito em breve. Maduro também ordenou uma “investigação sumária, profunda e voraz para estabelecer a origem e existência das grandes fortunas geradas durante a ‘guerra econômica'”.

Maduro acusa os comerciantes, empresários e países estrangeiros de promoverem uma “guerra econômica” contra a Venezuela por meio da especulação, fraudes ao controle de preços criado pela ditadura e outras medidas contrárias a “revolução bolivariana” socialista.

De acordo com observadores internacionais, os super-ricos venezuelanos enriqueceram justamente por terem relação com a ditadura de Maduro.

VIAEl Nacional, NTN24
SHARE
Marcelo Faria

Presidente do ILISP e empreendedor.

5 COMMENTS

  1. Ele vai taxar a si próprio ? Pois a única fortuna que restou lá e a dele é dos cupinchas dele

    • Depende do que ele considerar “grande fortuna”. Poderia estabelecer um valor de, por exemplo, um milhão por mês, que considerando a hiperinflação que castiga aquele país, não seria uma grande fortuna na prática, mas aumentaria a arrecadação. Assim, sobraria mais dinheiro para ele e seus cupinchas sugarem ainda mais dos venezuelanos.

  2. – Os grandes volumes de capital de pessoas não ligadas a ditadura de Nicolas Maduro sairão do país (se já não saíram a mais tempo ou foram reduzidas a pó), e nenhum capital estrangeiro ou capital nacional enviado à proteção de bancos estrangeiros retornará ao país.

    – Sem a formação de reservas de capital para aplicar no processo produtivo, as indústrias, a agricultura e a própria extração de petróleo entrarão em colapso devido a falta de manutenção e de modernização e substituição dos equipamentos obsoletos/depreciados.

    – A França já tentou isso no passado recente. Os mais ricos enviaram o dinheiro para fora ou pediram cidadania belga. O ator Gerard Depardieu declarou cidadania russa para pagar menos imposto. A França abandonou o projeto de imposto sobre grandes fortunas em 2014.

  3. Os endinheirados não alinhados a ditadura socialista chavo-madurista já saíram do país faz tempo. Lembro de ter lido notícias há mais de 3 anos atrás sobre engenheiros da PDVSA indo trabalhar em petrolíferas nos EUA e Europa. Enfim, gente, nestas alturas do campeonato, é PURA PROPAGANDA, nada mais do que isso. A Venezuela é agora, oficialmente, mais uma republiqueta de mentirinha socialista falida.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here