Ministério da Cultura financiou “Museu das Putas” com dinheiro dos pagadores de impostos

Em mais uma demonstração de como o dinheiro roubado dos pagadores de impostos é “bem utilizado” pelos políticos e burocratas estatais, a Fundação Nacional de Artes (Funarte), ligada ao Ministério da Cultura, pagou à APROSMIG (Associação das Prostitutas de Minas Gerais) uma “premiação artística” no valor de R$ 75 mil em junho de 2016.

De acordo com a página da APROSMIG no Facebook, a verba foi destinada para financiar o “Museu do Sexo das Putas”, uma “residência artística” que teve duração de seis dias. Como informa o site oficial do “evento”, a programação contou com um “Seminário-Roda de Conversa ‘Partilha de Sentidos – Por uma Nova História das Prostitutas de Minas Gerais'”, um “Encontro de Resistências: o Samba, o Hip Hop e as prostitutas”, o lançamento de um “Guia Turístico”, um ” Debate com movimentos feministas sobre prostituição” e foi encerrado com o samba “Orgia Cruel”.

Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

2 COMENTÁRIOS

  1. Faz todo o sentido os políticos homenagearem as próprias mães, mas precisava ser com dinheiro dos pagadores de impostos?

  2. Inevitavelmente, em qualquer lugar do mundo, em algum momento, toda política pública de “apoio à cultura” levará à destinação de verba do contribuinte para algum “museu das putas”. Por isso o Estado deve se manter longe do setor e cada um que se vire.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here