Ministério da Saúde quer proibir refil de refrigerantes e saleiros na mesa de restaurantes

Em mais uma invasão absurda do estado na vida dos brasileiros, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou hoje (13) que o ministério estuda retirar o refil de refrigerante em cerca de mil restaurantes fast-food pelo país e proibir todos os restaurantes do país tenham saleiros sobre a mesa.

A ideia é que isso seja feito por meio de acordo com restaurantes e associações, mas caso o pacto para atender a sede de controle estatal não seja obtido, o governo pode encaminhar um projeto de lei ao Congresso que traga tais proibições. De acordo com o ministro, “isso (a obesidade) é um problema muito grave a ser resolvido”.

As propostas foram apresentadas em evento do Ministério da Saúde para divulgar os resultados de um acordo firmado com a indústria para diminuir a quantidade de sal (cloreto de sódio) nos alimentos. Ao todo, já foram retirados 17 mil toneladas de sal dos alimentos desde 2011, mas a meta prevê a retirada de 28,5 mil toneladas até 2020.

Curiosamente, não há declarações do ministro da Saúde contrárias aos 34% de impostos sobre remédios, à contínua redução da concorrência no setor de planos de saúde por meio da ação aleatória da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e muito menos às mortes causadas pelas péssimas condições do Sistema Único de Saúde (SUS).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here