Movimento “O Sul é o Meu País” realiza plebiscito popular neste sábado

O movimento “O Sul é o Meu País”, defensor da independência dos três estados do Sul do Brasil (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) realiza neste sábado (06), um plebiscito popular para consultar a opinião dos eleitores da região sobre a independência.

De acordo com o site oficial do movimento, o objetivo é alcançar a “emancipação de forma pacífica e democrática, levando à construção de uma nação soberana”. A lista com os locais de votação pode ser consultada neste link.

A autodeterminação é um direito, de origem liberal, e significa a liberdade para que os habitantes de um território (seja vila, bairro, cidade, distrito, estado ou territórios adjacentes) declarem, por meio de plebiscito livremente conduzido, o desejo se tornar independentes do estado a que pertencem atualmente e formar um novo estado ou tornar-se parte de outro estado.

SHARE
Marcelo Faria

Presidente do ILISP e empreendedor.

6 COMMENTS

  1. O Brasil é grande demais, difícil administrar e controlar , nem sei como isso pode acontecer mas entendo que seria uma boa solução para a atual crise de corrupção!!!

  2. Sou gaúcho e não concordo por um simples motivo: aqui está cheio de esquerdistas e dos mais radicais.
    É só pegar o exemplo da Catalunia que vieram com o mesmo papo para o povo e os primeiros a reconhecerem sua “independência” foi a Rússia, China e Venezuela!

  3. A causa libertária falando em “direitos” e “padrões de civilidade” para criar um novo “Estado soberano” através de plebiscito, cujo o resultado será enviado à Brasília. Na boa, vão lutar por de redução de impostos e pelo federalismo.

  4. Muito bonito na teoria, porém, as repercussões econômicas são conhecidas? O RS está falido, a indústria alimentícia de SC tem mercado consumidor no restante do país e a energia de Foz do Iguaçu que beneficia todo o país mas em o Centro-Sul é controlada por empresa nacional.

    • A separação é política e não economica, nada impede de SC vender seus produtos pro Brazil a não ser protecionismos locais. De qualquer jeito, é o único estado brasileiro apto a exportar a qualquer lugar do mundo.
      O RS está falido enquanto estado, mas primeiro que com a secessão a idéia é reestruturar o estado e limpar as gorduras, segundo que o RS paga 5 reais e recebe 1, voce acha que com mais 4 não dava pra por a casa em ordem?

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here