“Não sou anticomunista e Chávez é uma esperança”, afirmou Bolsonaro em 1999

Declarações dadas por Jair Bolsonaro (PSC-RJ) ao jornal “O Estado de São Paulo” apoiando Hugo Chávez e o comunismo mostram que o deputado fluminense é muito mais de esquerda do que os seus apoiadores imaginam.

O tenente-coronel Hugo Chávez alcançou projeção na Venezuela ao comandar uma fracassada tentativa de golpe de estado em 1992 e ser preso. Anistiado dois anos depois, Chávez largou a vida militar para se dedicar à política, fundou em 1997 o Movimiento V República e foi eleito presidente venezuelano em 1998. Ao tomar posse no dia 2 de fevereiro de 1999, Chavéz convocou um referendo para aprovar uma nova Assembleia Constituinte – apoiada por 70% dos eleitores em 25 de abril de 1999 – e seu partido teve 120 dos 131 lugares da Assembleia, eleita em julho do mesmo ano. As vitórias eleitorais de Chávez levaram à “República Bolivariana da Venezuela” com maior poder ao presidente, fechamento do Senado e estatização da economia.

Analisando a situação política na Venezuela, a edição de 4 de setembro de 1999 do jornal “O Estado de São Paulo” mostra que os avanços do comunista Hugo Chávez contaram com o apoio de Jair Bolsonaro.

Chávez é uma esperança para a América Latina e gostaria muito que esta filosofia chegasse ao Brasil. Acho ele ímpar. Pretendo ir à Venezuela e tentar conhecê-lo. Quero passar uma semana por lá e ver se consigo uma audiência. (…) Acho que ele vai fazer o que os militares fizeram no Brasil em 1964, com muito mais força. (…) Ele não é anticomunista e também não sou. Na verdade, não tem nada mais próximo do comunismo do que o meio militar. Nem sei quem é comunista hoje em dia”, afirmou Jair Bolsonaro na ocasião.

Recorte do jornal O Estado de São Paulo, 4 de setembro de 1999, página A7
Recorte do jornal O Estado de São Paulo, 4 de setembro de 1999, página A7

 

Esta foi apenas uma das várias vezes que o deputado fluminense apoiou a esquerda. De acordo com levantamento feito pelo ILISP, Jair Bolsonaro votou diversas vezes de forma similar ao Partido dos Trabalhadores (PT) durante os seus quase 27 anos de mandato na Câmara dos Deputados.

Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

12 COMENTÁRIOS

  1. EU TB ACREDITAVA EM PAPAI NOEL E ASSOMBRAÇÃO HÁ MUITO TEMPO PASSADO!!!
    MUDEI!
    Mania a sua, de naftalina.

  2. Um embusteiro, um oportunista, um sindicalista militar e guerrilheiro de caserna, com nada de concreto para apresentar,apenas retoricas ridículas e bravatas, envolvendo temas insignificantes para um candidato a presidente do Brasil. É um Lula de sinal trocado, que não tem o mínimo de inteligência para avançar nas soluções complexas que se apresentam para um futuro bom para o Brasil.É triste ver que tal qual o gangster Nine Fingers,Lula , ele conquista uma parcela grande, principalmente de jovens (os bolsominions), que o vêm como um messias para salvação de todos. Mais um imbecil que poderá tomar o poder nas urnas e enterrar de vez o país. http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/tudo-o-que-voce-sempre-quis-saber-sobre-bolsonaro-mas-tinha-medo-de-perguntar/

  3. Muito bom divulgar essa matéria,agora o Bolsonaro vai ganhar tbm muitos votos do PT,PSOL, PCDOB, PSTU e PPS PSDB

    • O Lula é um bandido mesmo, mas para os cegos esquerdistas ele é inocente.
      Esquerdistas sempre defendendo ladrões

  4. Mentira dele colocando os militares no meio. As nossas forçar armadas são anticomunistas e disseram NÃO quando a Dilma tentou decretar estado de defesa. Bolsonaro é apenas mais um politiqueiro que faz tudo para ficar mamando no sistema. Simples assim. Ele é igual os outros,

  5. Desonestidade é foda..
    Ele já falou umas mil vezes que é a favor da privatização da Petrobras e etc
    Achei legal trazer essa coisa do Chavez. Mas não precisa mentir sobre outras coisas. Quem age assim é esquerdista.

    • Mateus, entendo seu ponto de vista, mas não é justo nem razoável chamar o autor do artigo de mentiroso. Que Bolsonaro afirma defender a privatização da Petrobras é um fato, mas a maneira dele votar no Congresso tem sido diferente. Não houve mentira, apenas opinião baseada no que ele tem feito, ao invés do que tem dito.

  6. Em qual página do jornal isso? Procurei na edição desse dia e não achei. Parto do princípio de que eu procurei mal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here