O último ato do governo Dilma: reunião para garantir mais verba à mídia de esquerda

Em seu último ato como Ministro da Secretaria de Comunicação Social (Secom) do governo Dilma Rousseff, Edinho Silva convocou uma reunião extraordinária nesta tarde com representantes dos departamentos de marketing das estatais, principais anunciantes do governo: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, BNDES,  Correios, Petrobras e Eletrobras. A pauta? Garantir que mais verba publicitária seja liberada para a mídia de esquerda, que se diz “independente” mas vive às custas do dinheiro dos pagadores de impostos.

Dessa forma, o ministro busca garantir uma sobrevida para os sites e blogs chapa branca da esquerda, alguns sob investigação da Lava Jato como o Brasil 247. Em 2015, as mídias digitais receberam 11,6% mais recursos de verbas publicitárias federais em relação a 2014, transformando-se no segundo destino mais frequente, em volume de receitas, atrás apenas da televisão. No mesmo período, os outros três principais meios (televisão, jornais e revistas) tiveram redução de 24%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here