Político sem partido e contra a União Europeia é eleito presidente da Islândia

Guðni Jóhannesson venceu as eleições na Islândia, realizadas no último sábado (25). O político, que não é filiado a qualquer partido político, aproveitou a onda contra a política tradicional, enfatizando na campanha sua visão apartidária e independente, e foi eleito com 39% dos votos. A empresária Halla Tómasdóttir ficou em segundo lugar com 28% dos votos. Não há segundo turno na Islândia.

Guðni é um dos cientistas políticos mais conhecidos da Universidade da Islândia e declaradamente contra a integração da Islândia à União Europeia (UE), um processo que chegou a ser iniciado em 2009, mas foi interrompido em 2013 depois que diversas pesquisas mostravam que a maioria dos islandeses eram contra a adesão do país ao bloco.

Na Islândia, o presidente atua como garantidor da Constituição, enquanto o primeiro-ministro atua como chefe de governo. As eleições para o parlamento islandês acontecerão nos próximos meses, ainda sem data definida.

2 COMENTÁRIOS

  1. Os jornalistas devem estar muito tristes com estas notícias, pois são os maiores defensores do caríssimo parlamento europeu.

  2. Não sei como é na Islândia, mas partidos hoje em dia no Brasil já não fazem mais sentido. São todos unidos por uma causa apenas: a corrupção. Os ideais estão em último plano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here