Presidente do Conselho de Psicologia foi à Venezuela apoiar Maduro às custas dos psicólogos

O presidente do Conselho Federal de Psicologia (CFP), Rogério Giannini, esteve há três meses na ditadura socialista da Venezuela para participar do evento “1º Foro Internacional Violencia e Operaciones Psicologicas“, ocorrido entre os dias 11 a 15 de junho de 2017. De acordo com o Ministério do Poder Popular para a Comunicação e a Informação da Venezuela, o objetivo do evento era abordar “a violência que setores da direita têm pretendido instaurar no país”. O evento foi dirigido pessoalmente pelo ministro Ernesto Villegas, contou com a presença do ditador Nicolás Maduro e teve Rogério como um dos “especialistas” para tratar do assunto objetivo do “foro”.

Rogério Giannini, presidente do CFP, junto com o ditador Nicolás Maduro
Rogério Giannini, presidente do CFP, junto com o ditador Nicolás Maduro

Rogério não apenas tirou fotos com os presentes, incluindo o próprio ditador Nicolás Maduro, como sua viagem foi paga pelos 300 mil psicólogos do país que são obrigados a financiar o CFP todos os anos pagando até 431 reais por ano. De acordo com informação divulgada no site de Transparência do CFP (como autarquias federais, todos os Conselhos Profissionais são obrigados a divulgar seus gastos), o apoio ao ditador Nicolás Maduro custou R$ 4.639,46 ao bolso dos psicólogos brasileiros.

rogerio-empenho

Rogerio também declarou, em vídeo às vésperas das eleições de 2016, que é uma “pessoa de esquerda, com pautas de esquerda” e, portanto, apoiaria uma candidata a vereadora pelo PT em São Paulo. Confira:

SHARE
Marcelo Faria

Presidente do ILISP e empreendedor.

10 COMMENTS

  1. Vergonha para nossa classe. O CFP não é palanque eleitoral. O CFP representa uma classe laica, apartidária e não ideológica. Não vamos deixar essa mancha histórica contaminar nossa classe e nossa imagem pública. Cadê todo mundo? Acorda colegas!!!!!

  2. Bem feito para os psicólogos que não sabem distinguir um psicólogo de um psicopata. Guilherme

  3. O Psicologo que precisa seriamente de análise!
    Seria engraçado, se não fosse uma coisa preocupante.
    E o cara apoia Maduro, banca o fã com mesmo e ainda chefia o conselho de psicologia?

  4. Como colocam um doido para chefiar o Conselho de psicologia?
    É por isso que o esquerdopatia ainda não é considerada doença pelo conselho.

  5. Além de usar o dinheiro dos psicologos para algo que não tem nada a ver, o cara consegue ser eleito para presidente do CFP. Imagine o perigo que um sujeito ligado ao PT, CUT e toda a esquerda pode representar a area de psicologia. Eu acho que esse sujeito deve tirar proveito da psicologia em favor da esquerda.

  6. Já estava claro que não tinha nada a ver com respeito, dignidade, igualdade e justiça, mas sim com ativismo político-ideológico. O rei está nu.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here