Processo de referendo para revogar mandato do ditador socialista Nicolás Maduro avança

O Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela (CNE) confirmou nesta sexta-feira (10) que irá avançar com a validação de mais de 1,3 milhão de assinaturas de apoio ao início do processo de referendo para revogar o mandato do ditador socialista Nicolás Maduro das 1,8 milhão de assinaturas entregues pela oposição. As assinaturas de líderes da oposição como Lilian Tintori (esposa de Henrique Capriles, preso político do regime socialista) e Henrique Capriles estranhamente não foram validadas pelo CNE.

Na próxima fase do processo, todos aqueles que assinaram o apoio ao início do processo terão que confirmar sua assinatura entre 20 e 24 de junho junto ao próprio CNE , que terá um prazo de “revisão da validação” até o dia 26 de julho. Com esta fase concluída, será aberta a nova fase, a de apoio ao referendo em si, quando 20% da população de todo o país deve assinar em três dias para confirmar o desejo de um referendo revogatório do mandato de Maduro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here