Sem imposto sindical, Sindicato dos Farmacêuticos ameaça fechar

Com o fim do imposto sindical, o Sindicato dos Farmacêuticos de Minas Gerais (SINFARMIG) ameaça fechar. A organização, ligada à Central Única dos Trabalhadores (CUT), completou 37 anos de existência e diz representar mais de 24 mil farmacêuticos mineiros, mas não consegue receber contribuições voluntárias suficientes para manter seu funcionamento.

“Já demitimos nossa assessoria de comunicação, advogados e funcionários, e estamos com apenas três. Nós sempre funcionamos das 8h às 18h. Agora, só de 8h ao meio-dia, pois não temos dinheiro para manter a sede aberta por mais tempo”, relata Júnia Dark Vieira Lelis, diretora do SINFARMIG.

O principal problema enfrentado pelo sindicato tem sido a “mentalidade anti-sindical”, de acordo com Júnia, fazendo com que “uma porcentagem muito pequena se filie”. O custo da anuidade do SINFARMIG é R$ 150,00.

Reunião do SINFARMIG. Entidade está próxima de fechar por falta de interesse dos farmacêuticos.
Vaquinha O ILISP tem atuado contra a legalização do aborto e em defesa do direito à vida no STF. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

30 COMENTÁRIOS

  1. Pois é, vão ter que trabalhar né. Não há país que aguente tanto parasita. Meus anseios de um Brasil mais justo estão começando a se realizar.

  2. Meu sindicato nunca me atendeu… Agora vieram cobrar contribuição sindical. Botei os vagabundo pra correr.

  3. Todo e qualquer sindicato deve existir por vontade dos trabalhadores da categoria e não o contrário.
    Aqui no Brasil, sindicatos existiam pra cobrar imposto sindical.
    Que cada sindicato subsista com a mensalidade de seus associados.
    Se não há associados suficientes pra manter a instituição é porque a maioria da categoria NÃO QUER esse sindicato.
    FIM!

  4. Conselho de classe nao tem nada a ver com sindicato. Sua função é fiscalizar o bom exercício profissional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here