UFRJ lança mestrado e doutorado com cotas para negros, índios e trans

Em nova demonstração do nível de militância que tomou as universidades estatais brasileiras, a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) lançou o Edital N° 504 para o “Exame de Seleção para Ingressos nos Cursos de Doutorado e Mestrado em Filosofia da UFRJ” com uma inovação: cotas para negros, índios e trans.

Das 25 vagas de mestrado, 5 serão preenchidas por cotistas (3 negros, 1 índio e 1 trans). As vagas de doutorado terão a mesma composição (25 vagas, sendo 3 para negros, 1 para índio e 1 trans). A escolha da opção pela cota será feita mediante auto-declaração.

De acordo com informações da própria UFRJ, a universidade estatal custa R$ 360,3 milhões por ano aos pagadores de impostos brasileiros.

 

Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

3 COMENTÁRIOS

  1. Pronto, agora é o fim!!! Pode mudar o nome do país para Brasiltrans…. tem nem oq discutir isso simplesmente porque esta errado.

  2. Sou a favor de cotas para tudo quanto é tipo de minoria em todo o setor público. Quero ver a esquerda caviar chic reclamar depois.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here