Sugestão para os eleitores da esquerda: decepcionem-se!

Decepções fazem parte da vida.

Decepcionamo-nos com pessoas, livros, filmes, empresas, clientes, fornecedores e produtos.

As decepções têm um papel importantíssimo em nosso amadurecimento, pois tendem a abrir nossos olhos para o mundo, para as pessoas e para nós mesmos.

Decepções são vacinas que precisamos tomar de vez em quando. Porém, é imprescindível que estejamos abertos a elas. Precisamos estar livres o suficiente para perceber o que nos faz mal e parar de acreditar nas mentiras alheias.

Diante disso, por que tantas pessoas se recusam a aceitar suas decepções políticas e ideológicas?

Compreendo a crença de muitos em Lula quinze anos atrás. Mas hoje?

Lula foi condenado por corrupção num processo e provavelmente será condenado nos outros que estão em curso. Será mesmo que não dá para se decepcionar com ele?

Em vez de insistir na ilusão de que ele é o único inocente entre dezenas de corruptos que foram julgados e condenados pela Lava Jato, não seria melhor dizer para si mesmo: “Infelizmente, Lula é um bandido. Fui enganado. Não serei mais”?

Assumir isso não é nenhuma vergonha.

Insistir na ilusão de que Lula é aquilo que ele diz ser equivale a aceitar a pessoa que te violenta porque ela diz que te ama.

O fato é que Lula estupra a dignidade moral e intelectual daqueles que ainda o defendem.

Os eleitores se decepcionaram com Aécio Neves. Ninguém mais declara que votará nele. Pessoas normais são assim. Decepcionam-se.

Do outro lado, temos o pequeno exército de zumbis que, apesar de tudo, ainda defendem Lula e Dilma.

Não acredito que todas as pessoas que ainda defendem Lula e Dilma sejam doentes, psicopatas ideológicos. Creio que muitas apenas resistem em sentir o gosto amargo da decepção. Por medo? Vergonha? Não sei. Sei apenas que decepções devem ser aceitas porque é ruim rejeitá-las. É insistir em amar quem não nos ama, respeitar quem não nos respeita, consumir coisas que não nos fazem bem e defender políticos que já deveriam estar presos e esquecidos.

As ideias socialistas parecem ser belas, mas os fatos demonstram que, na prática, são trágicas. A tentativa de implantar o socialismo matou mais de 100 milhões de pessoas no último século, mantém os cubanos e os norte-coreanos como escravos, afundou a Venezuela na miséria e levou o Brasil para a maior recessão de sua história. O que falta acontecer para as pessoas se decepcionarem com o socialismo?

Petistas e “isentões” eleitores do PSOL, decepcionem-se!

Em seguida, que tal procurar saber sobre o liberalismo? Que tal ler uns livros sobre o assunto? Que tal se informar sobre aquilo que vocês, hoje, detestam mas que, de fato, desconhecem?

Será bom para vocês e para o Brasil.

2 COMMENTS

  1. É uma pena que as pessoas que mais deveriam ler esse texto simplesmente vão ignorá-lo por conta de suas convicções cegas e infundadas na realidade. Mas certamente é uma bela reflexão…

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here