Três assassinatos bárbaros no país dos 164 assassinatos por dia

Três assassinatos bárbaros aconteceram no Rio de Janeiro ontem (14).

Marielle Franco, vereadora do PSOL, foi assassinada com quatro tiros na cabeça.

Anderson Pedro Gomes foi assassinado com três tiros nas costas enquanto fazia bico como motorista da vereadora para levar comida para casa.

E um empresário foi assassinado na frente do filho de 5 anos em um latrocínio (roubo seguido de morte).

Entretanto, na ampla maioria da cobertura da imprensa, só vemos militância, comoção e indignação com o primeiro assassinato.

Em poucas horas, mesmo com poucas informações oficiais sobre o caso, os “peritos” das redes sociais e da imprensa já afirmaram que Marielle foi morta por ser mulher, negra, periférica, favelada, militante e de esquerda. E já apontaram os culpados: a PM, a “direita”, os “golpistas”, o “exército”, o “machismo” e o “racismo”.

Anderson Gomes não tem o mesmo tratamento. Seu homicídio será investigado com prioridade por estar ligado ao da vereadora, mas a comoção ficou para a família e amigos dele, e mais ninguém.

No caso do empresário, então, nem sabemos seu nome ou temos imagens do crime. Seu filho de 5 anos ficou gritando na rua, sozinho, que “mataram meu pai”, mas não haverá comoção na imprensa por isto e muito menos prioridade na investigação policial.

Como eles, outras 161 pessoas provavelmente foram assassinadas no Brasil, ontem. Outras 164 serão assassinadas hoje. Mais 164 perderão a vida amanhã. E assim sucessivamente até batermos 60.000 assassinatos por ano.

Para a ampla maioria delas não haverá flashes, notícias, cobertura da imprensa ao vivo e promessas políticas de “resolver o crime rapidamente”. Haverá apenas o choro dos familiares e amigos de mais uma pessoa assinada e um homicídio que tem 95% de chance de ficar impune.

Atualização: O nome do empresário assassinado na frente do filho é Claudio Henrique Costa Pinto.

Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

8 COMENTÁRIOS

  1. Todos as vítimas tem a mesma importância. A repercussão do caso da vereadora é por tudo o que está envolvido. Apenas isso. Parem de procurar pêlo em ovo.

    • Se todos fossem da mesma importância, Rulio, não estariam tentando dar um tratamento especial ao caso da vereadora! E nem um monte de gente da esquerda menosprezando os casos que lhes são mostrados em correlação ao crime contra a vereadora. É muita ingenuidade acreditar que está se dando essa repercussão toda por causa de tudo o que está envolvido…

  2. Cargo público qualquer que seja não tem moral nem intelecto, mas tem sexo, religião, cor , condição social e etc.
    Se o cargo for vereadora mulher e negra, haja valorização. Se for homem e branco não vale centavo.

  3. Eu ainda acho que vai chegar um dia que uma merda vai acontecer bem grande nesse país, onde teremos uma Revolução as Avessas. Quanto tempo mais o povo aguenta os absurdos do Estado e do Esquerdismo?

  4. Realmente, hoje tivemos a oportunidade de presenciar a grande hipocrisia e o oportunismo daqueles que se dizem defensores do povo…

    Com todo o devido respeito à vereado e aos seus familiares… Mas o corpo nem tinha esfriado ainda e já estava cheio de gente se aproveitando do fato para fazer militância política e ideológica. Como ela era mulher, negra e de esquerda, automaticamente seus assassinos precisam ser homens, brancos e de direita, para justificar o costumeiro discurso de ódio da esquerda.

    Como você bem mencionou, todo dia morrem aqui no Brasil mais de 100 pessoas. Muitas delas vítimas dessa onda de criminalidade que é democrática, que está tirando a vida de todos, seja homem ou mulher, branco ou negro, rico ou pobre. Mas a sociedade alienada insiste em transformar esse problema de segurança em uma questão racial, em uma questão de preconceito.

    Enquanto a indignação e a comoção forem seletivas, infelizmente esse país não terá nenhum futuro…

  5. Hoje,assistindo ( contra a minha vontade porque estava na casa de um amigo) o programa do imbecil do Datena,ele ficou o programa todo só falando nisso.Que Datena é um esquerdopata e um idiota todo sabemos,mas não precisava exagerar certo? Será que não aconteceu mais nada no Brasil hoje? Quanto aos noticiários de agora à noite,nem vou assistir porque só irão falar nisso mesmo.E agora,o que farão? Irão acusar a outra vez a Polícia pela morte dessa vereadora? Sim,porque se foi algum policial irresponsável que fez isso toda a corporação será massacrada e e se foi um traficante que mandou matá-la? E se o mesmo for preso? Sabem a resposta? Não? Não irão dizer quase nada,porque bandido pode matar quem ele quiser! Mas se foi um policial..Coitada da PM!!! Feminista,esquerdopata,negra,ativista etc..e certamente amiga de traficantes e bandidos! QUE DEUS ME PERDOE PELO QUE VOU DIZER AGORA,MAS COLHEU O PLANTOU! Bandidos não tem amigos e gente que defende favelas tem que entender que por lá ninguém quer mudar coisa nenhuma.Estõa bem com seus traficantes e bandidos e com as esmolas que recebem.Deveriam desativar todas as UPPs e retirarem a Polícia dessas favelas!! Deixem que eles vivam como sempre quiseram: Na vagabundagem e no meio da bandidagem a quem eles tanto respeitam.Mas por favor tirem de lá as famílias honestas e de gente trabalhadora que por ganharem um migalha são obrigados s vier nesse inferno e como são poucas pessoas,não será difícil encontrar lugar para eles morarem.Quanto ao resto,os deixem por lá mesmo.ELES GOSTAM DE VIVER NO INFERNO,ENTÃO FIQUEM NELE E FAÇAM BOM PROVEITO!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here