DOE

Maioria dos argentinos aprova medidas liberais e primeiros seis meses do governo Macri

Após praticamente seis meses de presidência de Mauricio Macri, a maioria dos argentinos aprova o governo e as medidas liberais que tomou, incluindo medidas consideradas impopulares pela mídia como o fim dos subsídios estatais às tarifas de água e energia e o veto do presidente à lei apoiada pelos socialistas que impediria as demissões no país por seis meses.

De acordo com as últimas pesquisas na Argentina, a aprovação da gestão Macri vai de 50% (Graciela Römer) a 60% (Poliarquía). Dessa forma, Macri é um dos políticos mais bem avaliados de toda a Argentina, junto com a governadora da província de Buenos Aires, María Eugenia Vidal (do mesmo partido de Macri, o Cambiemos). A aprovação de Macri é superior à aprovação da socialista Cristina Kirchner nos seis primeiros meses de seus dois mandatos.

De acordo com os pesquisadores, a população argentina entendeu que o país está enfrentando a herança deixada pelas medidas tomadas pela esquerda e acredita que as medidas liberais tomadas por Macri em seus primeiros meses de mandato surtirão efeito para mudar o país.

Compartilhe nas redes sociais:

Mais Recentes

ILISP se reúne com Santo Antônio da Patrulha/RS para aumentar a Liberdade para Trabalhar
O ILISP se reuniu na última...
ILISP se reúne com Vice-prefeito de Sant’Ana do Livramento/RS para avançar a Liberdade para Trabalhar
O ILISP se reuniu na última...
ILISP se reúne com representantes de Videira/SC para avançar o projeto Liberdade para Trabalhar
O ILISP se reuniu nesta quinta-feira,...
Após atuação do ILISP, Indiaroba/SE aprova Lei de Liberdade Econômica
A cidade de Indiaroba, no estado...
ILISP vence prêmio de melhor projeto liberal da América Latina
O Instituto Liberal de São Paulo...
Boa Vista/RR se torna a capital mais livre para trabalhar do Brasil
A cidade de Boa Vista, capital...