09 de novembro de 1938: a noite convenientemente esquecida pela mídia mundial

Em 09 de novembro de 1938 aconteceu uma das noites mais tristes da história da humanidade e que foi convenientemente esquecida pela mídia mundial. Ela se chama Kristallnacht. A Noite dos Cristais.

Nessa noite, sinagogas, lojas, escolas, hospitais, cemitérios e habitações sob propriedade de judeus foram destruídas e milhares foram agredidos e presos por professarem a fé judaica na Alemanha e na Áustria, então sob controle alemão.

Coordenadas diretamente por Joseph Goebbels – ministro da propaganda do governo nazista – a pedido de Adolf Hitler, as tropas de assalto paramilitares nazistas (oficialmente “sem ligação” com o governo) em poucas horas mataram 91 judeus, prenderam 30 mil, destruíram 7500 lojas e transformaram em pó as 267 sinagogas existentes na Alemanha.

Entretanto, você não viu absolutamente ninguém falando sobre esta data. Por que?

Um dos motivos pode ser o antissemitismo velado da esquerda que domina a mídia mundial. Mas creio que não seja o único.

Há um outro motivo maior: o que tornou essa noite possível: o desarmamento.

Para citar o próprio Hitler, “o erro mais idiota que (os nazistas) poderiam fazer seria permitir que as ‘raças inferiores’ tivessem armas”. E foi assim que procederam: uma das primeiras medidas que Hitler tomou ao chegar ao poder, em 1933, foi buscar o desarmamento de pessoas “não confiáveis”, principalmente… judeus.

A nova legislação desarmamentista levou milhares de casas a serem revistadas pela polícia – permitindo a identificação daqueles que eram judeus – com a desculpa de apreender armas “ilegais” (sem permissão de posse dada pelo governo). Até a casa de verão de Albert Einstein foi alvo de uma busca e apreensão que encontrou uma perigosa faca de cozinha.

Em 1935, a Gestapo – o serviço secreto nazista – passou a impedir a emissão de autorizações de compra e venda de armas para qualquer judeu. E no dia 18 de março de 1938, o Waffengesetz, a nova lei nazista sobre armas, autorizou o porte de armas sem necessidade de autorização governamental para membros para… as tropas de assalto paramilitares do regime.

E foi assim que, oito meses depois, as informações sobre as buscas feitas nas casas de judeus, agora desarmados, foram utilizadas pelas tropas paramilitares nazistas, fortemente armadas, para realizar a Noite de Cristais.

E foi assim, por meio do desarmamento, que começou o massacre que viria a ser conhecido como Holocausto e que vitimou entre 6 e 11 milhões de judeus.

Agora você já sabe porque a mídia mundial esqueceu essa noite.

SHARE
Marcelo Faria
Presidente do ILISP e empreendedor.

9 COMMENTS

  1. … Mas a Mídia no geral são capachos e capachos não lê nada daquilo que esteja fora da sua própria predestinação de serem capachos … nasceram para isto.

  2. Muito bem lembrado, parabéns. A esquerda costuma fazer uso do argumento de que o cidadão comum não tem o preparo de um policial para prover segurança pública por conta própria. O que eles não entendem – ou não querem entender – é que o cidadão não quer virar super herói com uma pistola na mão pelas ruas, mas simplesmente defender sua própria família (inclusive, se for o caso, contra o próprio Estado).

    https://bordinburke.wordpress.com/2016/11/10/beleza-e-fundamental-sim-e-gracas-ao-livre-mercado-uma-meta-acessivel-a-todos/

  3. Também hoje, mas na revolução francesa, começaram a invadir igrejas e matar religiosos em nome do ‘culto à razão’

  4. Na verdade, o cidadão alemão já sofria proibição ao uso de armas desde antes do governo nazista, por legislações anteriores.
    Mas também é verdade que o governo de Hitler, convenientemente, manteve a proibição e ainda adotou medidas que lhe permitissem o controle direto.

  5. Daí a necessidade de conhecimentos militares e técnicas de guerrilha e resistencia: para nos protegermos de governos democidas. Ate hoje na região dos balcãs as pessoas tem armas de fogo escondidas porque seus paises foram teatro de diversas incertezas e covardias ..

    • O seu comentário sem nenhum propósito, será por não se ter a exatidão de judeus desaparecidos e mortos covardemente pelos nazistas, ou por você fazer parte de um grupo anti-semita??? Fica calmo!!! A morte é o fim de todos. Vc não herdará reino nenhum…

  6. “…que vitimou entre 6 e 11 milhões de judeus.”

    Todo dia esse número aumenta um pouco. Daqui alguns anos serão 6 trilhões de judeus mortos.

  7. Perseguições não foi uma exclusividade da Alemanha Nazista. Até hoje a maioria é massacrada e morta simplesmente por ter outros ideais seja religioso, seja por etnia etc. A história da humanidade é marcada por episódios de ódio e intolerância. Se eu citar aqui quantos já morreram em decorrência de intolerância nao haveria espaço. Todos sabem o que aconteceu e acontece até hoje co. Os judeus, mas é com od muçulmanos, os católicos, cientistas, povos indígenas etc. A lista é grande. Mas será que um dia a humanidade saberá viver em paz e harmonia. Duvido, porque outros Hitlers virão. Que Deus tenha piedade das futuras gerações.

LEAVE A REPLY