A classe artística esquerdista envergonha aqueles que se propõe a entreter

Talento e intelectualidade são duas coisas distintas.
Talento provém de esforço em aprender um oficio ou uma arte. Em horas e horas de dedicação e estudo. Em usar sua criatividade ou suas mão para produzir algo de valor, seja uma musica, um lápis ou um sorriso (meu caso).
Intelectualidade é totalmente cerebral e está aliada a capacidade de raciocínio lógico e observação do mundo ao seu redor para compreensão do passado e do presente, está intimamente ligada a capacidade de formar a opinião pelos fatos e noticias e não por outras opiniões. Está atrelada diretamente ao pragmatismo e a razão e não a fé e a paixão por um ideal.
Os chamados “intelectuais” de esquerda nada mais são do que embustes, falsos pensadores limitados por suas paixões e emoções que ofuscam seu raciocínio lógico e compaixão. Vejo muitos desses, incluindo artistas talentosos em sua profissão, defenderem o governo usando sua influência e alcance para posar como “intelectuais”. Mesmo com provas contundentes na Lava Jato, eles defendem um regime de esquerda simplesmente por convicção ideológica em um sistema econômico e politico que matou mais de 100 milhões de seres humanos no século XX.
O socialismo falhou. Ponto. E a social-democracia também. Os países com maior liberdade econômica mostram como realmente ter sucesso. Como dizia Milton Friedman: “uma sociedade que coloca igualdade acima da liberdade vai acabar sem liberdade e sem igualdade”
Não estou falando de já notórios defensores que se alimentam financeiramente de alguma forma desse regime, sejam pela Lei Rouanet ou por agências de publicidade. Estes têm claro interesse pessoal e são deficientes morais.
Falo dos artistas e “intelectuais” que, mesmo tendo independência financeira e a opção de “pensar”, não o fazem. E atingem principalmente os jovens universitários, que agem muitas vezes mais pela emoção do que pela razão e também são criminosamente doutrinados pelos seus professores. E assim cooperam para formar mais militantes esquerdistas cheios de paixão e sem razão.
O artista que se torna cúmplice de algo tão nefasto como o socialismo suja suas mãos de sangue e destrói o objetivo do seu oficio de entreter, informar e alimentar sonhos em prol de uma ideologia.
Entretanto, há uma parcela da classe artística que luta contra esse cenário e vai de encontro ao pensamento de esquerda, uma parcela que está crescendo e aos poucos ganha espaço na mídia. Afinal, o respeitável público clama por algo diferente.
No mais, como bem disse Kevin Spacey:

“A opinião de um ator sobre política não importa merd* alguma”

15 COMENTÁRIOS

  1. Ola, nao achei que seu artigo teve a profundidade de um Nietzsche, mas entendo onde vc quis chegar.
    Uma das coisas que nos indigna nesses ditos (pseudo)intelectuais da esquerda caviar do Brasil, eh que eles anseiam por um pais sem pobres ou injustica social, mas isso eh uma utopia, pais nenhum ainda conseguiu erradicar a pobreza, todo pais precisa de pobres para funcionar. E tb eh hipocrisia eles terem tao nobres sentimentos, enqto nao se despojam do luxo que os cerca. Quando um pais atinge um nivel de desenvolvimento avancado, como na Europa, regalias que esses artistas da esquerda do Brasil tem aos montes deixam de existir: como empregadas, faxineiras, cozinheiras, mordomos, chauffeur, todas essas coisas que a Globo os propicia. O pais se torna igualitario, voce tem que passar e lavar sua propria roupa, ou pagar caro para que alguem faca isso.
    Eles tambem se cegam para os erros do partidinho, o PT nao precisava abandonar os pobres, se eh que sao sinceros em sua intencao de ajudar os pobres, mas nao precisava ter desviado dinheiro, mentido, caluniado, e ainda por cima destruido o crescimento do pais.
    Enfim, acho que o melhor eh ser neutro, um partido esta fazendo um bom trabalho, apoie-o, nao esta, de espaco para um que tenha mais competencia, sem essa de ideologia.
    E todo partido deveria ter os direitos humanos em vista, sem ditaduras, sem roubalheira, sem enganos, com vista a atingir o progresso e chegar perto do primeiro mundo, tanto quanto isso seja possivel.

  2. Entrei no seu site através do Facebook, então desculpe minhas pobres palavras diante de argumentos tão bem colocados. Apenas achei o título interessante e parei um momento para ler. E como se ainda continuasse em tal rede social: “Estou te aplaudindo de pé agora amigo! Parabéns por tão feliz texto e pelas respostas altamente sábias, dadas aos nossos colegas de esquerda!

  3. Voce nao sabe nada sobre arte, e nao sabe nada sobre intelectualidade… caso vc nao saiba, o teatro foi criado pra podermos falar criticar um governo autoritario de forma inteligente, teatro e intelecto andam de maos dadas.

    • Quem não sabe bulhufas da historia do teatro é você meu amigo.
      Os gregos inventaram o teatro para contar fatos sobre os deuses como Dionísio (deus do vinho) por Ésquilo.
      Depois vieram Sofócles, Eurípedes e Aristófanes. Mas basicamente o teatro foi inventado para entreter e a tragédia para educar o homem sobre a sua medida ideal e controle da sua personalidade como disse Aristoteles.
      Tenho certeza que não foi isso que seu professor de história te ensinou não é?
      Pois bem… eu leio e pesquiso as coisas e estou em constante evolução intelectual e de talento.
      Nenhuma arte ou profissão andam de mãos dadas com o intelecto, a vontade humana de evoluir sim.
      Evolua e se desprenda dos seus conceitos pré fixados por uma educação doutrinado. Seja livre

  4. Aline Maria, bom dia.

    Primeiramente quem sou eu? Sou um brasileiro, cidadão que tem o mesmo direito de opinião como todos os outros brasileiros, sejam eles atores ou pedreiros, afinal vivemos em um estado aonde AINDA se tem liberdade de expressão. Logicamente que ja li Foucault e Brecht e esse ultimo obviamente tinha esse posicionamento uma vez que sabe do poder da mídia na influência da massa, e sendo um comunista seguidor dos preceitos de Gramsci, nada mais esperado dele. Claramente você leu o texto com o filtro mental que esses “pensadores” colocaram em você e te provo o porque.
    Em nenhum momento no texto afirmo que não acho que os atores não devem dar sua opinião política, eu estaria sendo um hipócrita a afirmar isso uma vez que sou um Libertário e a Liberdade é o conceito mais precioso para mim. A critica foi justamente a essa conexão que se tenta fazer ligando o o talento dos artistas a sua capacidade de analisar um cenário politico e econômico. Areas de conhecimento que sinceramente estão a milhas de distancia da arte. Também não afirmei que Talento e Criatividade andam separados, muito pelo contrário, e vou além a criatividade influencia tanto no intelecto quanto no talento. Porém esses dois, TALENTO E INTELECTO para mim tem que ser analisados separadamente em qualquer situação de analise das capacidades de um indivíduo.
    O discurso passional no caso veio do seu lado claramente pela analise equivocada e filtrada do texto, você leu algo e seu cérebro interpretou o que você foi predisposta a interpretar provavelmente. Você não me conhece e se tivéssemos o prazer de nos conhecer saberia que passionalidade em analise politico e econômica não é uma das minhas características. Inclusive citei isso no texto ao falar sobre futebol, e religião.
    Realmente há pessoas que se auto intitulam intelectuais de direita e esquerda, mas cabe ao ouvinte ou leitor ter sua própria interpretação. Você me desculpe mas é claro o interesse econômico desses supostos intelectuais como comentou o amigo Giani acima.
    Para finalizar, mais uma vez acredito que todos tem a liberdade de se expressar, inclusive eles, mas eu tenho a liberdade de achar que eles usam sua influência para influenciar deliberadamente pessoas mais ignorantes para que eles possam da maneira mais capitalista possível garantir seu ganha pão pelo regime vigente.
    A opinião do Wagner Moura sobre política para mim é tão relevante quanto a opinião do Maluf sobre o Star Wars: O Despertar da Força. Ele simplesmente não tem o conhecimento técnico para isso. Só interesses pessoais, assim como Brecht.

    • Parabéns mais uma vez pelo site e pela belíssima resposta à colega Aline Maria.

      É tipico que as pessoas que se consideram de ‘esquerda’ reagirem assim, com tanto desprezo e violência.

      Cara Aline Maria, voce precisa ler e raciocinar com os fatos antes de dizer algo, senão o mundo dos intelectuais, como voce mesmo aponta em seu comentário, seria somente um mundo de achismos, suposições e prejulgamentos.

      E sim, repetindo o que o ilustre autor menciona logo no inicio do seu texto: Talento e intelectualidade são duas coisas distintas. Tanto é que não temos palhaços talentosos nas salas de aulas, apesar de tê-los na politica!

  5. Os artistas que “apoiam” Dilma e o próprio umbigo, vulgo bolso:

    Artista: Leticia Sabatella conseguiu a autorização paga pegar R$ 1,5 milhão de empresas, que deixam de pagar o valor em forma de importo para o próprio governo federal;

    Artista: Wagner Moura também levou um R$ 1,5 milhão do Ministério da Cultura para financiamento artistico.

    Astista: Camila Pitanga recebeu a aprovação de R$ 2.454.451,12 pela Lei Rouanet (Nº Projeto 126378), dos quais R$ 1.800.000,00 foram captados pela Caixa Econômica Federal. E o Filme“Pitanga”, teve R$ 1.257.102,00 aprovados pela Ancine, dos quais R$500.000,00 já foram captados pelo BNDES.

    Astista: Antônio Pitanga, pai de Camila Pitanga, é casado com Benedita da Silva, ex-governadora do Rio de Janeiro pelo Partido dos Trabalhadores e atual deputada federal.

    Astista: Marieta Severo em 2005, ao lado de Andréa Beltrão, Marieta inaugurou o Teatro Poeira, no bairro de Botafogo, no Rio de Janeiro (CNPJ 06.335.768/0001-00). Desde então, vem recebendo grandes quantias de dinheiro público para sustentar seu empreendimento. O Poeira viu ser aprovado pela Lei Rouanet, R$ 1.243.760,00 (Nº Projeto 061276), em 2006, dos quais R$ 170.000,00 foram captados pela Eletrobras; R$ 1.024.100,00 (Nº Projeto 069639), em 2007, dos quais R$600.000,00 captados pela Petrobras; R$ 746.196,00 (Nº Projeto 084447), em 2008 e 2009, dos quais R$700.000,00 captados pela Petrobras; R$ 1.178.127,00 (Nº Projeto 101107), em 2010 e 2011, dos quais R$480.00,00 captados pela Petrobras.
    A estatal também patrocinou o Teatro Poeira em outras ocasiões. O empreendimento de Marieta Severo recebeu da Petrobras exatos R$400.000,00 em 2012 (contrato 4600371639), R$400.000,00 em 2013 e 2014 (contrato 4600419492) e R$400.000,00 em 2015 (contato 4600490199).

    Astista: Aderbal Freire-Filho, namorado de Marieta Severo desde 2004, também fez parte do manifesto em defesa de Dilma no ano passado. Há pouco tempo, Aderbal dirigiu a peça “As Centenárias”, tendo Marieta Severo no papel principal. A peça viu R$ 908.670,00 ser aprovado pela Lei Rouanet (Nº Projeto 085885), em 2009, dos quais R$ 400.000,00 captados pela Petrobras. “As Centenárias” também captou pela Lei Rouanet outros R$500 mil (Nº Projeto 069637) e outros R$300 mil (Nº Projeto 106665), ambas ações patrocinadas pelo Bradesco.
    Aderbal também dirigiu a peça “O Púcaro Búlgaro”, que ficou em cartaz no Teatro Poeira. A produção viu R$ 512.420,00 ser aprovado pela Lei Rouanet (Nº Projeto 060834), dos quais R$ 200.000,00 foram captados pela Eletrobras.

    Artista: Paulo Betti com a produção “A Canção Brasileira” recebeu a aprovação de R$ 895.120,00 da Lei Rouanet (Nº Projeto 044024), dos quais R$ 526.963,00 foram captados: R$ 373.963,00 da Eletrobras, R$ 80.000,00 dos Correios e R$ 40.000,00 da Eletrobras Furnas.
    Por fim, o ator viu o Ministério da Justiça (Convênio Nº 756166/2011) conceder R$ 388.244,64 para a peça “À Prova de Fogo”, recomendada por José Dirceu.

    Artista: Beth Carvalho Canta o Samba da Bahia, teve R$ 1.664.129,00 aprovados pela Lei Rouanet (Nº Projeto 063306), dos quais R$ 832.000,00 captados pela Petrobras.

    Artista: Sérgio Mamberti como funcionário público, teve o custo de R$ 630.427,44 aos cofres públicos, entre passagens, diárias e restituições, segundo dados do Portal da Transparência. Após deixar o MinC, em 2013, o ator subiu novamente aos palcos dos teatros e nos palanques políticos.

  6. Cara, quem é você para definir quem é intelectual ou não? A arte sempre esteve ligada ao pensamento crítico, seja de si ou seja do mundo. Clóvis de Barro, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Chico Buarque, Xico Sá, Antônio Candido, Criolo, Emicida, Wagner Moura, Letícia Sabatela entre muitos outros representam a quase extinta classe artística e intelectual desse país. Com certeza, você nunca ouviu falar de Foucault ou de Brecht, este último foi um dos maiores dramaturgos e pensadores do mundo e afirmava a ideia de que o ator possui um papel político. Repetir um discurso de que um ator não pode dar sua opinião política é uma imbecilidade tão grande quanto dizer que talento e criatividade andam separados. Há intelectuais de direita e de esquerda, o discurso passional é aquele não enxerga isso, que me pareceu ser o seu caso.

  7. Um “intelectual” nascido em berço esplêndido, não tem cu para falar de política social. Me diz que vocês cresceram numa favela e moraram em barraco de madeira que, talvez, eu preste atenção. Do contrário, pare de falar merda…

  8. O texto poderia citar exemplos no Brasil, como o Danilo Gentilli que é o humorista que mais possui curtidas no facebook e está way way far desses imundos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here