Destruindo a farsa do “não temos provas (sobre Lula), mas temos convicção”

Em uma mais invenção da esquerda para tirar o foco das graves denúncias feitas pelos procuradores que coordenam a Operação Lava Jato no Ministério Público Federal contra Lula e demais envolvidos na “propinocracia”, tem circulado pela Internet a falsa frase, que teria sido dita por um dos procuradores durante a sessão de apresentação das novas linhas de investigação da Lava Jato, de que “não temos provas (contra Lula), mas temos convicção”. Surgiu inclusive um vídeo, editado no meio da fala do procurador, que corroboraria a versão.

Só há um problema com essa versão: ela é falsa.

Roberson Rozzobom, procurador da República que apresentou a linha de investigação da Operação Lava Jato relacionada à lavagem de dinheiro que envolve o triplex de Lula, jamais disse essa frase. A frase correta foi:

“Em se tratando de lavagem de dinheiro, ou seja, em se tratando de uma tentativa de se manter as aparências de licitude, não teremos aqui provas cabais de que Lula é efetivo proprietário no papel do apartamento, pois, justamente, o fato de ele não configurar como proprietários do triplex, da cobertura em Guarujá, é uma forma de ocultação de dissimulação da verdadeira propriedade.”

Disponibilizamos o vídeo da declaração, sem edição, que explica o que é lavagem de dinheiro e por qual motivo não há nada em nome de Lula, dado que essa é uma característica do próprio ato de lavagem de dinheiro (ocultar o seu real beneficiário):

Em outras palavras: se alguém recebe propina em forma de benefícios para traficar influência e, na tentativa de ocultar o fato, coloca o triplex e o sítio em nome de terceiros, é óbvio que nada estará no nome dele, exatamente porque a ocultação é o meio utilizado para dissimular o crime.

No mais, a efetiva denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal, que está disponível integralmente aqui, se dá com base numa ampla explicação de como a corrupção ocorreu em diversos níveis dos governos petistas envolvendo dezenas de pessoas, tudo baseado em informações periciadas, áudios de delação, depoimentos de testemunhas, imagens de contratos, notas fiscais e extratos bancários, diversas reportagens investigativas de diversos veículos midiáticos, mensagens de e-mail, gráficos, organogramas e diversas planilhas com valores de propina.

Resta também salientar outro ponto. Como bem disse o advogado Pedro Cabral,  provas são produzidas em juízo, ou seja, na fase judicial. Antes do contraditório em juízo, não há prova alguma, mas, sim, indícios de prova. Por mais contundentes que sejam os indícios, antes de passarem pelo contraditório na instrução judicial, eles ainda não são provas. E é justamente por isso, que antes do julgamento lastreado na prova produzida nos autos do processo ninguém – nem o Lula, nem o Cunha, nem ninguém – é considerado tecnicamente culpado.

Para facilitar, incorporo um diagrama de fácil entendimento. O Ministério Público Federal e todos os integrantes da Operação Lava Jato (que também inclui a Polícia Federal) estão atuando no lado esquerdo, enquanto Sergio Moro, o Tribunal Regional Federal que geralmente referenda suas decisões, o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) e o Supremo Tribunal Federal (STF) estão no lado direto:

Diagrama de fácil entendimento
Diagrama de fácil entendimento

Portanto, em resumo: o procurador Roberson Rozzobom jamais disse que “não há provas contra Lula” e que a Operação Lava Jato se baseia em meras “convicções”, e a função da Lava Jato é reunir elementos que formem a convicção do acusador para abrir o processo penal contra os acusados que, aí sim, se tornarão réus e poderão contestar as provas apresentadas em juízo.

Vaquinha O ILISP comprou o domínio "aborto.com.br" e lançará uma campanha pró-vida, mas isso exige recursos. Os interessados em ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

22 COMENTÁRIOS

  1. São os incensos dos turíbulos que nos ajudarão:

    À noite, antes de dormir, acenda no Turíbulo um incenso de resina de aroma suave. Deixe essa fumaça que sobe aos céus, EMBEBER SUA PLAQUINHA DE Fora Temer, balançando o Turíbulo em direção às letras de Fora Temer. Incense bem a plaquinha ou o cartazinho.

    Toda noite faça isso. Sempre durma com sua plaquinha do lado da cama (se possível, por favor, pode dormir abraçado a nossa amada plaquinha). Ao sair, ao ir a uma passeata, ao ir ao cinema, ao viajar de ônibus, ao ir comprar carne, LEVANTE bem sua plaquinha para que todos a enxerguem. Faça todo mundo vê-la.

    Mostre vossa sabedoria, inteligência, e que se trata de alguém gênia, pois afinal você está portando a plaquinha “Fora Temer”. Não se esqueça, são os incensos dos turíbulos que nos ajudarão — nós gênios!

    • Aqui nessa terra onde viceja a corrupção, onde não com um turíbulo, mas com uma lanterna, leia Diógenes de Sinope, que foi exilado de sua cidade natal, porque durante o dia saia a rua, alegando estar procurando por um homem honesto. Não foi dito por mim, mas pelo escritor Fernando Veríssimo que se acabar com PT resolvesse o problema brasileiro seria muito bom, mas lamenta que o país esteja atolado na mais nojenta corrupção. De nada adianta se fazer uma eleição, dormir abraçada em plaquinhas, com Fora Temer e ai fica a pergunta depois de aniquilado totalmente o PT (partido corrupto), quem poderia se candidatar sem que as mãos estejam sujas? Que se levante a bandeira e cite apenas um. Ontem tínhamos um salvador da pátria, o Ministro Joaquim Barbosa, mas logo foi substituído pelo Sérgio Moro e finalmente temos aí o consagrado Procurador com frases ‘celebres’ que inundarão códigos criminais…

  2. Ou seja, o que o procurador Roberson Pozzobom quer dizer – e isso está muito claro – é que nenhum ladrão quando bate a carteira de alguém deixa a cédula de identidade para ser identificado como autor do crime.

  3. “…não teremos aqui provas cabais de que Lula é efetivo proprietário no papel do apartamento, pois, justamente, o fato de ele não configurar como proprietários do triplex, da cobertura em Guarujá, é uma forma de ocultação de dissimulação da verdadeira propriedade.” O que o Procurador necessita é exatamente configurar o ‘crime’, já que tem um ‘criminoso’, mas as palavras são deles e não foram inventadas: ele não configura ‘como proprietário’, seria a mesma coisa que acordar com um carro estacionado na frente de casa e um Procurador acusar o dono da casa como ladrão de carro. Não foi ele que deixou o carro ali, mas o fato de não configurar como sendo o ladrão, mas para dar o caso por encerrado, leva o dono da casa preso por convicção, pelo óbvio, como diria Nelson Rodrigues. O texto ainda compara duas situações e diz que não há provas contra o Eduardo Cunha, pois muito bem, o dinheiro que se encontra a disposição da justiça em banco suíço, basta repatriar ou dar qualquer destino para ele já que não pode colocar a mão…

    • Não sei se tenho como ser mais claro. Uma coisa é o carro aparecer na frente da casa, outra é o dono da casa andar com o carro direto e terem fotos disso.

      • Nesse caso o juiz se apossou de provas, que serão apreciadas. “Mesmo que esteja autorizado a agir de ofício, não pode se colocar de um lado do processo, olvidando a necessária imparcialidade, que deve ser entendida, no plano do Constitucionalismo Contemporâneo, como o princípio que obriga o juiz a uma fairness (Dworkin), isto é, a um jogo limpo, em que as provas são apreciadas com equanimidade. Isso também quer dizer que, mesmo que possa agir de ofício, o juiz não o faça agindo por políticas ou circunstâncias de moralidade, e sim por intermédio dos princípios constitucionais”. Observa, eu dou exemplo de um crime perfeito: o marido cozinha a esposa até se desmanchar e não tendo mais provas joga a água à noite para não ser observado debaixo do arvoredo. A família dando por falta da parente aciona a polícia que investiga rapidamente o sítio e nada encontrou. A família insiste, precisam encontrar provas de que o assassino era o marido. Novas buscas e lá estavam os dentes e os cabelos. Não existe, então crime perfeito, mas as provas são necessárias.

  4. So quero ser porta voz de milhões de brasileiros q não se deixaram alienar pelo PT: CADEIA NELE E NA CORJA TODA! QUEREMOS NOSSO PAÍS DE VOLTA, LIMPO, JUSTO, RICO E LIVRE! FORA PT!

    • Kkkkkkk… cadê os politicos honestos para governar esse País. Só tem corrupto e ladrão. Precisam nascer novos… Voltar é muito pior… Limpo, Justo e Rico!!?? É piada!

  5. Ué, mas ele disse “não teremos aqui provas cabais”. Isto então quer dizer exatamente o que??? Por favor esclareça… Fiquei sem entender agora…

        • Aqui não se trata de batedor de carteira e o judiciário para a delinquência quando tem com casos escabrosos para resolver. Hoje estamos diante de Brasil, onde 60% dos políticos estão envolvidos em crimes mirabolantes. A corrupção corre solta e mesmo com as ameças tudo continua igual: temos o Cunha solto e há quem diga que a carta documento enviada da Suiça não serve para provas que o dinheiro das TRUST é dele, da esposa, da filha; temos o caso do Aécio, com uma tonelada de processos, mas não serve, temos um bilhão que foram desviados dos trens de São Paulo e nem por isso o Alckmin está preso; temos apartamento de FHC em Paris, escriturado, ma não serve como provas; temos listas de Furnas, listas de PanamaPapers, e não acaba os nomes de listas e parece que temos no Brasil apenas um juiz concursado.

  6. O vídeo de 2min25seg, no momento 1min35seg ele diz que não tem provas. No restante do vídeo que aqui esta cortado eles dizem que o que eles possuem é convicção para acusar. Eu também tenho convicção de que uma pessoa incapaz ver isso esta muito alienada. Boa sorte a todos e espero que um diatodos os brasileiros possam disfrutar viver uma vida repleta de verdades como eu, e não somente de convicções!

    • Lavagem de dinheiro significa ocultar bens provenientes de origem ilícita. Está bem explicado no texto. É o mesmo que dizer, não teremos prova cabal do assassinato, apresentando o corpo, pois foi queimado e não localizado. Um dos crimes é ocultação de cadáver. Você que é burro (burra).

  7. A CURVAL IMORAL NA POLÍTICA… DELES E NOSSAS…
    Sinceramente, me impressiono com aqueles que tentam mascarar a verdade que lhe saltam aos olhos…
    Não é porque fulano fez isso ou aquilo para melhorar o país ou a condição de miserabilidade em que muitos de seus habitantes vivem que seu passado ou seus erros serão apagados… Por favor, a ausência da prática do bem é o mesmo que a prática do mal, as vezes pior, pois falta-lhe coragem…
    Da mesma forma que precisamos analisar o futebol sem “clubismo”, a religião sem “fanatismo”, os amigos sem “coleguismo”, faz-se extremamente necessário analisar a política, e principalmente os políticos, sem “partidarismo”….
    Não é porque sou do partido X, Y ou Z que vendarei minha razão e colocarei mordaças em meu senso critico a ponto de interromper minha inteligência ou eutanasiar meu bom senso… E antes que comecem, a cada dia me torno um pouco mais anti-partidário…
    Na minha época de escola, ensino médio, ouvi de uma grande professora de história que nossas decisões politicas não devem ser tomadas de forma pessoal, ou com relação a postura ou as ideias do candidato, pois a forma e/ou sistema politico brasileiro funciona de forma partidária… Àquela época não concordei mas não tinha argumentos suficientes para contrapor, logo me calei…
    Hoje, um pouco mais experiente e consciente politicamente, percebo que estava certo, apesar de não entender bem o que eu pensava. Sempre, digo sempre mesmo, fui APARTIDÁRIO, pois jamais concebi a ideia de que uma pessoa/político poderia se submeter/moldar seus próprios princípios e verdades para se encaixar em um determinado pensamento e/ou ideologia partidária, visto que somos uma grande mistura de cultura, conceitos, experiências de vida e ensinamentos. Hoje me considero um pouco mais ANTI-PARTIDÁRIO que ontem, pois cada vez mais sou contrário a prática e conduta dos partidos políticos no cenário atual, sou contrário a DIREITA ou a ESQUERDA, a SITUAÇÃO ou a OPOSIÇÃO, mesmo porque eles se misturam e se confundem com uma facilidade inexplicável.
    Eu não necessito me filiar a um partido para discutir política (apartidário), seja em uma roda de amigos ou nos altos escalões ideológicos da sociedade, pois tenho minhas próprias idéias formadas, minha opinião e minha linha ideológica do que é certo ou errado, que, por diversas vezes, são bem diferentes daquelas praticadas pela grande maioria dos partidos existentes no país… E por isso sou anti-partidário.
    Lula não é o PT, bem como Aécio não é o PSDB ou Temer é o DEM, todos são indivíduos complexos e conflituosos entre suas qualidades e defeitos, e, por enquanto, são somente investigados por corrupção e outros crimes, até que se prove o contrário…
    Porém, diante dos sofridos últimos acontecimentos políticos de nosso país, diria que estes, como demais outros que encabeçariam uma grande lista, são grandes covardes e imorais seres políticos, covardes pois não são capazes de assumirem seus próprios erros, como muitos de nós mesmos, e imorais por desconhecerem a raiz dessa virtude, ou como diria Aristóteles, por desconhecerem a virtude moral COMO DISPOSIÇÃO PARA AGIR DE FORMA DELIBERADA E DE ACORDO COM A RETA RAZÃO…
    São imorais pois suas condutas fazem curvas, que muitas vezes interrompem as estradas normais da vida daqueles simples mortais, os brasileiros…
    Raciocinemos quantas vezes nossas condutas fizeram curvas e atingiram aqueles que seguiam em paz…

  8. Você pode apresentar esse artigo para um esquerdinha, obrigá-lo a ler, recitar a ele, criar canções e poemas sobre ele, e ainda assim no final o cara vai repetir “não temos provas, mas temos convicção”.
    De toda forma, excelente artigo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here