A esquerda que se diz “traída pelo PT” admite que deseja uma ditadura socialista no Brasil

Torna-se cada vez mais comum ouvir que o PT e o Lula não representam a esquerda ou que Lula e o PT “traíram o movimento socialista brasileiro”. As pessoas que dizem isso se apresentam como militantes da “verdadeira esquerda”, da “esquerda raiz”.

Primeiro, vamos dissecar a afirmação de que o PT e o Lula não representam a esquerda.

Pergunto: por qual razão o partido e um ex-presidente, que não seriam de esquerda, apoiaram todos os movimentos e governos de esquerda existentes?

Por qual razão as pessoas que se apresentam como a “verdadeira esquerda” apoiaram por tanto tempo um partido e um político que não representam a esquerda?

Se o PT e o Lula não representam a esquerda, por qual motivo todos os movimentos, partidos e militantes de esquerda continuam defendendo-os nas ruas e nas mídias?

Quanto à afirmação de que o PT e o Lula traíram o movimento socialista, concordo e sinto-me aliviado.

Já que tantos fizeram questão de esquecer como o PT e o Lula chegaram ao poder, eu vos lembro: eles prometiam a estatização de escolas e bancos particulares, o fechamento (ainda maior) da economia para o capital estrangeiro, o desmantelamento da grande imprensa em prol de uma versão estatal e uma reforma agrária baseada na sistemática expropriação de terras.

Esse era o discurso de Lula e do PT até serem assessorados por Duda Mendonça e Roberto Marinho em 2001.

Ou seja: ao trair seus companheiros, Lula nos livrou de um mal pior.

É importante dar os devidos nomes as coisas. A essência do PT é socialista. Socialista! O partido foi criado por marxistas com o intuito de implantar suas ideias, como Florestan Fernandes descreve no livro Pensamento e Ação – O PT e os rumos do socialismo, publicado pela primeira vez em 1989.

O plano era acabar com qualquer vestígio de capitalismo no Brasil e implantar um socialismo à brasileira que − não é difícil de se imaginar − descambaria para uma ditadura à cubana.

Portanto, os petistas que estão tentando se descolar da desmoralização do partido, afirmando que foram traídos, estão na verdade confessando o marxismo de suas ideias. Confessam que, se dependesse deles, estaríamos iguais a Cuba.

Apesar da desilusão, muitos “petistas raiz” continuam compondo os quadros do PT; e são eles que, sem qualquer pudor, publicam artigos e documentos que registram sua mentalidade totalitária.

Em maio de 2016, no calor do movimento pelo impeachment, o diretório nacional do PT publicou um documento em que faz uma análise do governo Dilma.

Alguma crítica à corrupção, ao desperdício de dinheiro público ou ao desastroso programa econômico? Não. Apenas lamentaram que Dilma não controlou a justiça, as Forças Armadas e a imprensa. Ou seja: lamentaram que o Brasil não foi sido transformado numa ditadura.

Se Lula tivesse vencido a eleição de 1989, época em que o país estava imerso no caos da hiperinflação, com toda certeza ele teria afundado o Brasil num buraco muito mais profundo do que este em que nos encontramos. Naquela situação, Lula teria imposto um programa massivo de intervenção e expropriação, realizando os sonhos de seus companheiros e transformando o Brasil numa gigantesca Venezuela.

Portanto, todas às vezes em que ouvir que o PT e o Lula não representam a esquerda ou que eles traíram o socialismo, saiba que o autor da afirmação deseja uma ditadura socialista. Para essas pessoas, tudo o que não está na extremidade esquerda do espectro ideológico é uma ameaça. Basta considerar que eles enxergam o PSDB como um partido de direita.

Para essas pessoas, corrupção se combate estatizando empresas e a imprensa, e a desigualdade social é reduzida tornando toda a população miseravelmente dependente do governo.

Não espere que essas pessoas reconheçam o que são. Os socialistas do Século 21 caracterizam-se exatamente por isso: defendem ideias, partidos, líderes e ditaduras socialistas, mas não se sentem socialistas. Sentem-se apenas “progressistas”, ou simplesmente “pessoas de bem”, quando na verdade são tão totalitários quando os líderes que consideram “traidores”.

Vaquinha O ILISP tem atuado contra a legalização do aborto e em defesa do direito à vida no STF. Para custear a causa, lançamos uma vaquinha. Os interessados em nos ajudar podem fazê-lo por meio do botão abaixo:

1 COMENTÁRIO

  1. De qualquer forma, o problema do PT é que o Partido é sim bregaço. Escolas seguem exemplo…

    E Nassif é um picareta do Jornalismo (puxa-saco do Petismo. Não é esquerda coisa nenhuma!).

    
E a cidade de BH é decadente devido PT… BH é literalmente a baranga do PT.

    Pilantrel governa MG.

    PT odeia ELITISMO:: 

    Deep Purple; Villa-Lobos; Beethoven; Ingmar Bergman; Pink Floyd; Shakespeare; Camus; Bach.

    Considere o protótipo do Petismo: ama o sertanejo universitário.

    PT tem poder enorme! Brega. Veja aqui:

    
UFMG pichada, USP, cineasta, Festival Tiradentes [MG], ForumDoc, professores pós-Doutores retrógrados velhacos, Fafich pichada, “artistas”, o “modernin”, as descoladas, Zona Sul do RJ, o porra-louca, Mônica-Milionária-Moura, a Sala Humberto Mauro em BH, Maletta, JOÃO-o-MILIONÁRIO-SANTANA, Chico taquara rachada BUARQ.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here