30 fatos que mostram como a esquerda é incoerente e hipócrita

Apesar de seu maior representante na política − o PT − ter afundado o Brasil na mais profunda recessão econômica e nos mais absurdos esquemas de corrupção da história, a esquerda brasileira insiste em julgar os outros, em apresentar-se como vítima e em enaltecer a si mesma como aquela que promoveu “avanços sociais” que não são comprovados pelos dados.

Diante disso, creio ser pertinente listarmos algumas incoerências do discurso esquerdista para expor, de forma clara e didática, como seus militantes são a mais escrachada manifestação da demagogia e da hipocrisia.

1 – Diz que os trabalhadores não são valorizados pelos patrões, mas defende leis que impedem que cada trabalhador seja remunerado em função do rendimento de cada um.

2 – Diz “meu corpo minhas regras”, mas é contrária à ideia de que as pessoas negociem livremente o fruto do trabalho feito utilizando seus corpos.

3 – Diz que as pessoas devem ser livres, mas desde que os políticos e burocratas estatais se intrometam nas trocas voluntárias que desejam fazer.

4 – Diz que a polícia não presta e é “fascista”, mas não aceita que uma pessoa pratique a autodefesa contra agressores, ladrões, assassinos e estupradores, tendo que confiar em tudo ao estado.

5 – Diz que a população não deve ter o direito de portar armas, mas suas lideranças vivem sempre cercadas de seguranças muito bem armados.

6 – Diz que o capitalismo é ruim porque ainda existe muita pobreza no mundo, mas continua desejando o socialismo, o sistema que mais gera e distribui pobreza por definição.

7 – Diz que o capitalismo precisa ser “melhorado” por meio de teorias que eliminam os pilares do capitalismo.

8 – Diz que as grandes corporações capitalistas exploram a sociedade, mas defende programas econômicos que transferem dinheiro de pessoas comuns para as grandes corporações, seja por meio de subsídios, empréstimos especiais ou programas direcionados.

9 – Diz que as grandes corporações capitalistas exploram a sociedade, mas seus artistas são os primeiros a receber patrocínios dessas mesmas corporações.

10 – Diz que a Globo é de “direita, fascista e golpista”, mas seus artistas adoram o dinheiro e a exposição que a Globo lhes oferece.

11 – Diz que odeia o capitalismo, mas não abre mão dos frutos que o capitalismo produz (como aquele iPhone ou MacBook opressor).

12 – Diz que os bancos exploram as pessoas, mas defende que o governo seja um gigantesco banco que ainda impede a livre concorrência no setor por meio de regulações.

13 – Diz que a desigualdade social é uma desgraça, mas é incapaz de distribuir sua própria renda aos mais necessitados.

14 – Diz ser contrário à “burguesia”, mas prefere morar nos bairros mais “burgueses” da cidade.

15 – Diz que ama os pobres, mas odeia os gostos deles quando vão contra a lógica da esquerda.

16 – Diz que é contra todo tipo de discriminação contra as mulheres, mas apoia o islamismo e os países árabes que impõem grotescas discriminações contra as mulheres.

17 – Diz que é contra todo tipo de discriminação aos LGBTs, mas defende o islamismo, religião que joga LGBTs de prédios quando domina o estado e impõe a Sharia.

18 – Diz que defende a democracia, mas não aceita quando o povo vota em qualquer político que considerem “de direita”.

19 – Diz que defende a democracia, mas apoia políticos, partidos e grupos que apoiam as ditaduras cubana, venezuelana e norte-coreana.

20 – Diz que é a favor da liberdade de expressão, mas dá faniquitos quando alguém diz algo que “agride” seus sentimentos.

21 – Diz que é contra qualquer discriminação racial, mas faz questão de apoiar iniciativas que discriminam as pessoas pela cor da pele.

22 – Diz que a “classe média branca” não presta, mas ela própria é a mais clara representação da “classe média branca”.

23 – Diz que é contra a corrupção, mas votaria novamente no PT, aquele que promoveu o maior esquema de corrupção do planeta.

24 – Diz que é contra a corrupção, mas afirma que a Lava Jato é fascista.

25 – Diz que Dilma não cometeu fraude fiscal, mas cobra que Temer seja punido pelas fraudes fiscais que Dilma não teria cometido.

26 – Diz que o financiamento da campanha eleitoral de Dilma foi legal, mas exige que Temer seja afastado pelas irregularidades na campanha da chapa Dilma-Temer.

27 – Diz que é tolerante, mas é a primeira a manifestar ódio contra todos aqueles que criticam ou apenas não concordam com a esquerda.

28 – Diz que defende um “por um mundo melhor”, mas não tem um único exemplo de país socialista que não tenha ido à falência ou se tornado uma ditadura.

29 – Diz que é honesta, mas está sempre incitando o roubo.

30 – Diz que as minorias devem ser protegidas da tirania da maioria, mas ignora completamente a menor minoria de todas, o indivíduo.

SHARE
João César de Melo
Artista plástico formado em arquitetura, acredita no libertarianismo como horizonte e no liberalismo como processo, ateu que defende com segurança a cultura judaico-cristã, lê e escreve sobre filosofia política e econômica.

1 COMMENT

  1. O engraçado como a esquerda diz defender os pobres e os trabalhadores, enquanto por trás dela está os mais ricos, amigos do rei e os escravagistas! Sem falar no maior dos carrascos: o Estado.

LEAVE A REPLY