400 pessoas presas e 4 mortas em protestos na Venezuela; sede do partido de Maduro é incendiada

As forças bolivarianas de segurança da Venezuela prenderam pelo menos 400 pessoas após mais uma onda de protestos e saques na última quarta-feira (15). Os incidentes mais graves aconteceram na cidade de Cumana, quando centenas de pessoas saquearam mais de 70 estabelecimentos comerciais, principalmente supermercados, padarias e farmácias, levando tudo o que viram pela frente. 25 pessoas ficaram feridas e quatro pessoas morreram na ação. “Queremos comida” é o principal grito da população durante os protestos e saques.

Na cidade de Lagunillas, um grupo incendiou a sede local do Partido Socialista Unido da Venezuela, o partido do ditador socialista Nicolás Maduro, e saqueou um supermercado estatal (Pdval). O motivo da ação foi a ausência de leite – que havia sido prometido pelo governo – no supermercado estatal, o que levou centenas de pessoas a esperarem horas na fila à toa.

2 COMENTÁRIOS

  1. Malditos burgueses antirrevolucionários! Ficam saqueando as lojas para sabotar o governo perfeito e intocável do mestre chavista Maduro.

  2. Seria melhor o psicopata Maduro e seu séquito se auto-deportarem para Cuba, terra de eleição dos ditadores castro-bolivarianos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here